abadiaemfoco

terça-feira, 14 de julho de 2015

10 alimentos que ajudam a prevenir doenças crônicas/ Revista superinteressante

(extraído da revista digital superinteressante)
Cereja
Getty
Deixar o sedentarismo de lado e manter uma alimentação equilibrada são alguns dos segredos de uma vida longa e principalmente com qualidade. 
Para a nutricionista Cintia Azeredo, do site Vita Check-Up Center, a escolha dos alimentos ideais não só auxilia na perda ou manutenção do peso, como também ajuda na prevenção de algumas doenças crônicas não transmissíveis, como diabetes, hipertensão, problemas do coração e até obesidade. 
O abacate, por exemplo, embora seja uma fruta calórica, possui nutrientes que ajudam no controle dos níveis LDL e HDL do colesterol, além de proteger o coração, explica a nutricionista. Já os vegetais na cor verde-escuro possuem alto teor de vitaminas A, C, K, ácido fólico, cálcio, ferro, magnésio e fibras.
Veja 10 alimentos que não deveriam sair do seu cardápio.
1. Abacate
Abacate
Getty
Embora seja uma fruta calórica, o abacate é fonte de gordura monoinsaturada, vitamina E, vitamina C, ácido fólico, ferro, fósforo e magnésio. Esses nutrientes atuam como anti-inflamatório natural e também combatem infecções.
Segundo Cintia Azeredo, outra importante ação do abate é o controle dos níveis de LDL e HDL colesterol. A fruta funciona também como protetora do coração, evitando assim doenças cardíacas e o acidente vascular cerebral.
2. Castanha-do-pará
Ela é rica em selênio, vitaminas do complexo B, zinco, magnésio, gordura mono e poli-insaturadas e combate o envelhecimento celular. A castanha-do-pará ajuda na desintoxicação do organismo, melhora a memória, a imunidade e controla os níveis de colesterol.
3.  Frutas avermelhadas
Frutas vermelhas
Getty
A cor dos alimentos também pode determinar suas funções. As frutas de cor avermelhada são fontes de substâncias anti-inflamatórias ? como vitaminas do complexo B, vitamina C, zinco e selênio. Esses elementos atuam reduzindo os riscos de doenças cardíacas e o envelhecimento celular. Elas também contêm antioxidantes, que melhoram as funções cerebrais.
4. Vegetais verde-escuros
Eles possuem alto teor de vitaminas A, C, K, ácido fólico, cálcio, ferro, magnésio e fibras. Esses nutrientes combatem os radicais livres, melhoram o funcionamento intestinal e o perfil de colesterol. Vegetais verde-esturos também ajudam na prevenção da anemia, osteoporose e de doenças cardiovasculares.
5. Grãos integrais
Eles são fonte de vitaminas e minerais e também possuem fibras e ômega 3, que atuam no controle do colesterol e da glicose sanguínea. Os grãos integrais também melhoram a função intestinal e aumentam a sensação de saciedade.
6. Aveia
Aveia
Pixabay
Rica em proteínas, a veia possui ômega 3, potássio e fibras solúveis. Ela atua limpando as artérias, controlando os níveis de colesterol e evitando doenças do coração. Além disso, a aveia melhora o funcionamento intestinal e ainda aumenta a sensação de saciedade.
7. Linhaça
Também rica em ômega 3, como a aveia, a linhaça ainda possui ômega 6, fibras, gorduras mono e poli-insaturadas, magnésio, fósforo e potássio. Ela protege o coração, melhora função intestinal, controla a liberação de glicose na corrente sanguínea e aumenta a sensação de saciedade.
8. Batata doce
A batata doce possui baixo índice glicêmico e oferece carboidrato de melhor qualidade, aquele que não eleva muito a quantidade de açúcar no sangue. Ela também é fonte de fibras, que controlam a sensação de saciedade, e de vitaminas A e C, que melhoram o sistema imunológico.
9. Água de coco
Segundo Cintia Azeredo, ainda não se conseguiu criar melhor suprimento de eletrólitos que a água de coco. Ela é rica em potássio, magnésio, cálcio, sódio, fósforo, vitamina C, entre outros nutrientes. Também protege contra cãibras e melhora o desempenho físico durante treinos, repondo nutrientes perdidos na transpiração.
10. Azeite de oliva virgem ou extra virgem
Um bom azeite pode ser rico em polifenóis e antioxidantes capazes de combater radicais livres. Ele também possui efeito protetor de diversas doenças degenerativas e auxilia no controle do colesterol.

Nenhum comentário:

Postar um comentário