abadiaemfoco

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

A Raposa e o Lenhador/Reflexão da sexta-feira




Existiu um Lenhador que acordava as 6 da manhã e trabalhava o dia inteiro cortando lenha, e só parava tarde da noite. 

Esse lenhador tinha um filho, lindo, de poucos meses e uma raposa, sua amiga, tratada como bicho de estimação e de sua total confiança. 
Todos os dias o lenhador ia trabalhar e deixava a raposa cuidando de seu filho. 

Todas as noites ao retornar do trabalho, a raposa ficava feliz com sua chegada. Os vizinhos do Lenhador alertavam que a raposa era um bicho, um animal selvagem; e portando, não era confiável. 
Quando ela sentisse fome comeria a criança. 

O Lenhador sempre retrucando com os vizinhos falava que isso era uma grande bobagem. A raposa era sua amiga e jamais faria isso. 
Os vizinhos insistiam: 
- "Lenhador abra os olhos ! A Raposa vai comer seu filho." 
- "Quando sentir fome, comerá seu filho ! " 

Um dia o Lenhador muito exausto do trabalho e muito cansado desses comentários - ao chegar em casa viu a raposa sorrindo como sempre e sua boca totalmente ensangüentada ... o Lenhador suou frio e sem pensar duas vezes acertou o machado na cabeça da raposa ... 

Ao entrar no quarto desesperado, encontrou seu filho no berço dormindo tranqüilamente e ao lado do berço uma cobra morta ... 
O Lenhador enterrou o Machado e a Raposa juntos. 

Se você confia em alguém e já orou e perguntou a Deus sobre isto e Ele confirmou , não importa o que os outros pensem a respeito e siga sempre o que diz seu coração , pois é lá que o Senhor vai falar e lhe mostrar . Não se deixe influenciar ..

Começa o Carnaval...mas brinque com segurança!

Enfim chegou a sexta-feira de carnaval e com ela o início das festividades de Momo em nossa região e em todo o Brasil, terra da Folia! O maior evento festivo do país, porém, deve ser realizado pelos foliões, observando-se a necessária segurança entre os mesmos.
Principalmente nós martinho-campenses devemos redobrar a atenção, pois os carnavais de Pompéu e Abaeté trarão milhares de pessoas a esse pedaço de Minas, aumentando significativamente o tráfego em nossas rodovias e com isso o risco de acidentes.
Toda prudência ainda será pouca. Devemos nos precaver quanto aos abusos, tanto nossos quanto aos dos outros. Não dirigir se for beber, evitar viagens à noite e debaixo de chuva; verificar as condições dos veículos antes de pegar a estrada; alimentar-se bem; programar as atividades; portar documentos; garantir o direito de ir e vir de todos; respeitar as leis; respeitar o ser humano...etc.
Vamos fazer um carnaval seguro. Não transforme a alegria em momentos de dor. Previna-se! 
Pais , mães e responsáveis: tomem conta de seus filhos!
No mais, bom carnaval a todos! 


quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Homenagem à Baratona

Belo dia ensolarado, saí pra rua. 
Alguma coisa acontecia
Raios de confete e serpentina
Alvoraçavam minha "Badia".
Tinha um cordão de gente fina
Onde só amor existia
Nunca mais deixei de ir
Atrás desta grande folia.


Dezoito anos faz agora
Autenticando sua alegria


Bem-vindos amigos e visitantes!
Atrás desta corrente festiva.
Do bar do Paulo até o trevo
Incendiando de samba e frevo
As ruas de nossa "Abadia"





100% Galo

O Galo venceu, mas foi no sufoco. A boa equipe do Independente Santa Fé, da Colômbia, mostrou força e um esquema de defesa quase intransponível. Mesmo com um jogador a menos o time visitante fez o primeiro gol e mostrou um bom futebol. Todavia se esqueceram que quem estava lá do outro lado do campo era o atual campeão da América com R10 e cia.
A vitória de virada, com gols de Jô e Berola, mostrou a força do Atlético Mineiro, um dos postulantes ao título internacional.
A torcida, em bom número, também fez sua parte apoiando a equipe em todos os momentos.
Até PA (Paulo Autuori) foi bem, principalmente nas substituições, dando uma esperança aos torcedores alvinegros. Com isso começa a  merecer nosso voto de confiança.
Agora é voltar ao Mineiro, ganhando do Villa no sábado, para curtirmos um carnaval tranquilo e com 100% na Libertadores 2014.
Bica eles Galo!

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Não foi deputado, vereador, prefeito....

Boa notícia para os martinho-campenses. Teremos "presente' da didinha Dilma. Maquinário para nosso município. Não foi deputado quem deu, não foi vereador quem ganhou....etc. foi O GOVERNO FEDERAL quem deu. leia a notícia na íntegra:
"A presidenta Dilma Rousseff desembarca nesta quarta-feira (26), em Betim (MG), para entregar, a partir das 10h, 226 máquinas a prefeitos de 209 municípios mineiros. Serão entregues as chaves de 138 caminhões-caçamba, 64 motoniveladoras e 24 caminhões-pipa. A entrega de equipamentos relativos à segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), por intermédio do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA),  é a 17ª no estado.
As máquinas e veículos serão utilizados pelas prefeituras no processo de construção de obras de infraestrutura hídrica, para armazenamento de água e de recuperação e abertura de estradas vicinais. A solenidade será realizada no município de Betim, a 30 quilômetros de Belo Horizonte.
O investimento total do MDA na aquisição das 226 máquinas que serão entregues aos 209 municípios mineiros atingiu R$ 67,5 milhões. O total de agricultores familiares a serem beneficiados com os novos equipamentos nesses 209 municípios é de 101.897, de uma população rural de 629.708 habitantes.
O delegado federal do MDA em Minas Gerais, Alcides Guedes Filho, assinala que, após o evento, 792 municípios dos 853 que existem no estado terão sido beneficiados pelo PAC2 Equipamentos. “Minas Gerais é o estado mais contemplado com máquinas do PAC2 para a agricultura familiar e a reforma agrária. É importante destacar que, nesta entrega, vamos universalizar — ou seja, completando a doação total prevista —, também, os caminhões-pipa para os 134 municípios da área mineira da Sudene, em estado de emergência em função da estiagem”, informa.

Prêmio produtividade professores e cia...

O prêmio produtividade (14º salário) 2012, do funcionalismo público estadual, será pago em duas parcelas, nas folhas de março e junho, sendo o pagamento em abril e julho respectivamente.
O anúncio foi feito nessa terça-feira pela subsecretária de Gestão de Pessoas da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), Fernanda Neves, durante a primeira reunião do ano do Comitê de Negociação Sindical (Cones).
O valor do bônus é proporcional à nota que a equipe atingiu e os dias efetivamente trabalhados. “Se a equipe atingiu 80% e o servidor trabalhou todos os dias, ele vai receber 80% do salário”, explicou Fernanda. De acordo com ela, a avaliação, que é feita por comissões formadas por integrantes dos órgãos avaliados, da Seplag e, em alguns casos, pela sociedade civil, é demorada. “A gente consegue fechar as notas em julho do ano seguinte”, acrescentou. 
Assim nossos amigos funcionários do estado podem se preparar para receberem aquela "graninha" extra e fazer a festa, ou melhor, pagar as contas...

Salário de miséria?

O Ministro Joaquim Barbosa, juiz que condenou os mensaleiros e até foi cogitado para ser o próximo presidente do Brasil, deu uma declaração , no mínimo estapafúrdia, conforme estampado na mídia nacional.
Ele disse: "Sabe por que (o procurador) não recebe pelo tribunal? Porque a remuneração do tribunal é miserável. Tem que receber sua gratificação originária e a complementação". Ele mencionou, segundo o JEstado de Minas, que assessor de juiz que ganha R$10.000,00 tem salário miserável.
Ora nobre Ministro, então quem ganha salário mínimo é o que? 
Sabemos que metade deste vencimento, para a grande maioria dos brasileiros, seria uma bênção, pois eles ganham um ou dois salários mínimos e ainda tratam de uma família inteira.
Certa vez ouvi uma frase engraçada, de um jovem que cursa Direito, aqui na Unipac de Bom Despacho/MG, que  os juízes se acham deuses, será que isso é real? Acho que não! Pois o meu Deus real não quer a soberba, a conversa fiada e a injustiça. E falar uma asneira dessas é muito para a opinião coletiva acerca de rendimentos neste país de tanta diferença social. E tu, nobre Juiz, mais que muitos, sabe que salário de miséria quem ganha são os trabalhadores rurais, domésticos, braçais, aposentados, etc. 
Nada contra os procuradores, promotores  e juízes, que eles ganhem o tanto que seus estudos lhe deram e o quanto a Lei permite. Mas que se torne lei "essa miséria" então e que todos os trabalhadores pais de família passem a ganhar R$10.000,00 por mês aqui no Brasil. Seria uma alegria  e festa muito maior que a Copa do Mundo. E, para terminar meu desabafo: " Em boca fechada não entra mosquito"!

Hipocrisia esportiva

O maior evento esportivo mundial acontecerá em junho próximo aqui em solo brasileiro. Estádios novos sendo construídos, algumas coisas sendo melhoradas e a promessa de uma Copa bonita, lucrativa e uma vitrine para o futebol brasileiro e internacional.
No papel tá tudo bonito mesmo, mas na realidade o que existe é muita hipocrisia por parte do governo e também por parte da maioria da população.
Para começar sabemos que os estádios serão usados faltando alguma infraestrutura, pois não deu tempo de terminá-los. A mobilidade urbana praticamente é a mesma em quase todas as sedes e os aeroportos, ah!, melhor nem comentar.
Mas o principal, e tópico deste texto, é a falta de segurança pública para coibir os abusos, manifestações não pacíficas, vandalismo, furtos e roubos...etc.
Claro que em torno dos estádios da Copa teremos uma segurança reforçada e, possivelmente, tudo ocorrerá dentro dos conformes. Mas saindo dali o que podemos esperar? E a violência dos pseudo-torcedores que vestem uma camisa e acham que são deuses, batendo e espancando todo mundo e até matando, como o que aconteceu recentemente com um torcedor santista que foi brutalmente assassinado por marginais travestidos com a camisa do São Paulo.
Tá uma vergonha a questão da segurança em se tratando de Copa do Mundo. Aqui em Minas (que tem a melhor polícia do Brasil) tudo será feito para se manter o controle, porém falta muito para que seja perfeita a atuação da segurança pública.
E para esses falsos torcedores de organizadas: cana neles!


terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Interessante

Texto extraído da revista superinteressante (por Rôney Rodrigues)
Pergunte a qualquer um da nossa geração: qual são as características fundamentais do nosso tempo? Certamente o nosso envolvimento com as redes sociais vai aparecer na lista. Afinal, o Twitter, Facebook e Whatsapp permitiram alcançar de forma imediata uma vasta rede de contatos com um simples clique.
Talvez você também reflita sobre como as gerações passadas puderam viver sem essas ferramentas tão importantes. Mas, segundo alguns estudos, parece que essas gerações estavam bem mais atualizadas do que pensamos.
O jornalista britânico Tom Standage escreveu o livro Writing on the Wall – Social Media, The first 2.000 Years (algo como “Escrevendo no Mural – Mídias Sociais, Os primeiros 2 mil anos”) em que afirma: as redes sociais, uma das grandes revoluções tecnológicas do nosso tempo não foi, hã, digamos, tão do nosso tempo. Os seres humanos usam ferramentas de interação social há mais de dois mil anos. Sim, é isso mesmo: há dois milênios os romanos já “tuitavam” e faziam suas “postagens”.
cleo
Marco Antônio e Cleópatra estão em um relacionamento sério.
Standage, que é editor de conteúdo do site da The Economist, defende que o Facebook, Twitter e Tumblr podem ser as últimas encarnações de uma prática que começou por volta do ano 51 a.C, na Roma Antiga. O precursor de tais maravilhas tecnológicas? O filósofo e político Marco Túlio Cícero, que viveu entre 106 a.C. a 43 a.C..
cicero
Esse cara.
Cícero, junto com outros membros da elite romana, usava um escravo, que posteriormente tornou-se seu escriba, para redigir mensagens em rolos de papiro que eram enviados a uma espécie de rede de contatos. Essa rede de contatos, por sua vez, copiava o texto, acrescentava seus próprios comentários e repassava adiante, comentando sobre as últimas movimentações políticas e expressando opiniões. Essa corrente de comentários soa familiar?
iPad romano
E os romanos não pararam por aí. Além do papiro, eles também utilizavam uma tábua de cera do tamanho e forma de um tablet moderno, em que escreviam recados, perguntas ou transmitiam os principais pontos da Acta Diurna, uma espécie de “jornal” exposto diariamente no Fórum de Roma. Essa tábua, o “iPad da Roma Antiga”, era levado por um mensageiro até o destinatário, que respondia embaixo da mensagem.
Outra curiosidade relatada no livro de Standage é o hábito de abreviar palavras e expressões, algo também comum entre os antigos romanos. Entre as expressões mais correntes estavam “SPD”, que significa “Envia muitos cumprimentos” e S.V.B.E.E.V: “Se você está bem, que bom. Eu estou bem”.

Fontes: BBC Brasil; The Guardian, The New York Times.

Salmo 77



1.Hino de Asaf. Escuta, ó meu povo, minha doutrina; às palavras de minha boca presta atenção.
2.Abrirei os lábios, pronunciarei sentenças, desvendarei os mistérios das origens.
3.O que ouvimos e aprendemos, através de nossos pais,
4.nada ocultaremos a seus filhos, narrando à geração futura os louvores do Senhor, seu poder e suas obras grandiosas.
5.Ele promulgou uma lei para Jacó, instituiu a legislação de Israel, para que aquilo que confiara a nossos pais, eles o transmitissem a seus filhos,
6.a fim de que a nova geração o conhecesse, e os filhos que lhes nascessem pudessem também contar aos seus.
7.Aprenderiam, assim, a pôr em Deus sua esperança, a não esquecer as divinas obras, a observar as suas leis;
8.e a não se tornar como seus pais, geração rebelde e contumaz, de coração desviado, de espírito infiel a Deus.
9.Os filhos de Efraim, hábeis no arco, voltaram as costas no dia do combate.
10.Não guardaram a divina aliança, recusaram observar a sua lei.
11.Eles esqueceram suas obras, e as maravilhas operadas ante seus olhos.
12.Em presença de seus pais, ainda em terras do Egito, ele fez grandes prodígios nas planícies de Tanis.
13.O mar foi dividido para lhes dar passagem, represando as águas, verticais como um dique;
14.De dia ele os conduziu por trás de uma nuvem, e à noite ao clarão de uma flama.
15.Rochedos foram fendidos por ele no deserto, com torrentes de água os dessedentara.
16.Da pedra fizera jorrar regatos, e manar água como rios.
17.Entretanto, continuaram a pecar contra ele, e a se revoltar contra o Altíssimo no deserto.
18.Provocaram o Senhor em seus corações, reclamando iguarias de suas preferências.
19.E falaram contra Deus: Deus será capaz de nos servir uma mesa no deserto?
20.Eis que feriu a rocha para fazer jorrar dela água em torrentes. Mas poderia ele nos dar pão e preparar carne para seu povo?
21.O Senhor ouviu e se irritou: sua cólera se acendeu contra Jacó, e sua ira se desencadeou contra Israel,
22.porque não tiveram fé em Deus, nem confiaram em seu auxílio.
23.Contudo, ele ordenou às nuvens do alto, e abriu as portas do céu.
24.Fez chover o maná para saciá-los, deu-lhes o trigo do céu.
25.Pôde o homem comer o pão dos fortes, e lhes mandou víveres em abundância,
26.depois fez soprar no céu o vento leste, e seu poder levantou o vento sul.
27.Fez chover carnes, então, como poeira, numerosas aves como as areias do mar,
28.As quais caíram em seus acampamentos, ao redor de suas tendas.
29.Delas comeram até se fartarem, e satisfazerem os seus desejos.
30.Mas apenas o apetite saciaram, estando-lhes na boca ainda o alimento,
31.desencadeia-se contra eles a cólera divina, fazendo perecer a sua elite, e prostrando a juventude de Israel.
32.Malgrado tudo isso, persistiram em pecar, não se deixaram persuadir por seus prodígios.
33.Então, Deus pôs súbito termo a seus dias, e seus anos tiveram repentino fim.
34.Quando os feria, eles o procuravam, e de novo se voltavam para Deus.
35.E se lembravam que Deus era o seu rochedo, e que o Altíssimo lhes era o salvador.
36.Mas suas palavras enganavam, e lhe mentiam com a sua língua.
37.Seus corações não falavam com franqueza, não eram fiéis à sua aliança.
38.Mas ele, por compaixão, perdoava-lhes a falta e não os exterminava. Muitas vezes reteve sua cólera, não se entregando a todo o seu furor.
39.Sabendo que eles eram simples carne, um sopro só, que passa sem voltar.
40.Quantas vezes no deserto o provocaram, e na solidão o afligiram!
41.Recomeçaram a tentar a Deus, a exasperar o Santo de Israel.
42.Esqueceram a obra de suas mãos, no dia em que os livrou do adversário,
43.quando operou seus prodígios no Egito e maravilhas nas planícies de Tânis;
44.quando converteu seus rios em sangue, a fim de impedi-los de beber de suas águas;
45.quando enviou moscas para os devorar e rãs que os infestaram;
46.quando entregou suas colheitas aos pulgões, e aos gafanhotos o fruto de seu trabalho;
47.quando arrasou suas vinhas com o granizo, e suas figueiras com a geada;
48.quando extinguiu seu gado com saraivadas, e seus rebanhos pelos raios;
49.quando descarregou o ardor de sua cólera, indignação, furor, tribulação, um esquadrão de anjos da desgraça.
50.Deu livre curso à sua cólera; longe de preservá-los da morte, ele entregou à peste os seres vivos.
51.Matou os primogênitos no Egito, os primeiros partos nas habitações de Cam,
52.enquanto retirou seu povo como ovelhas, e o fez atravessar o deserto como rebanho.
53.Conduziu-o com firmeza sem nada ter que temer, enquanto aos inimigos os submergiu no mar.
54.Ele os levou para uma terra santa, até os montes que sua destra conquistou.
55.Ele expulsou nações diante deles, distribuiu-lhes as terras como herança, fez habitar em suas tendas as tribos de Israel.
56.Mas ainda tentaram a Deus e provocaram o Altíssimo, e não observaram os seus preceitos.
57.Transviaram-se e prevaricaram como seus pais, erraram o alvo, como um arco mal entesado.
58.Provocaram-lhe a ira com seus lugares altos, e inflamaram-lhe o zelo com seus ídolos.
59.À vista disso Deus se encolerizou e rejeitou Israel severamente.
60.Abandonou o santuário de Silo, tabernáculo onde habitara entre os homens.
61.Deixou conduzir cativa a arca de sua força, permitiu que a arca de sua glória caísse em mãos inimigas.
62.Abandonou seu povo à espada, e se irritou contra a sua herança.
63.O fogo devorou sua juventude, suas filhas não encontraram desponsório.
64.Seus sacerdotes pereceram pelo gládio, e as viúvas não choraram mais seus mortos.
65.Então, o Senhor despertou como de um sono, como se fosse um guerreiro dominado pelo vinho.
66.E feriu pelas costas os inimigos, infligindo-lhes eterna igomínia.
67.Rejeitou o tabernáculo de José, e repeliu a tribo de Efraim.
68.Mas escolheu a de Judá e o monte Sião, monte de predileção.
69.Construiu seu santuário, qual um céu, estável como a terra, firmada para sempre.
70.Escolhendo a Davi, seu servo, e o tomando dos apriscos das ovelhas.
71.Chamou-o do cuidado das ovelhas e suas crias, para apascentar o rebanho de Jacó, seu povo, e de Israel, sua herança.
72.Davi foi para eles um pastor reto de coração, que os dirigiu com mão prudente.

Segurança Pública


Nesta semana que passou o município de Martinho Campos foi palco de várias prisões e apreensões de tóxicos e/ou entorpecentes. Tudo proporcionado pelas nossas polícias (Militar e Civil) em ações que retiraram das ruas drogas que provavelmente seriam distribuídas e/ou usadas durante o carnaval.
Promover segurança pública por intermédio da polícia ostensiva, com respeito aos direitos humanos e participação social em Minas Gerais é a missão da nossa gloriosa PM. E mais uma vez isso aconteceu, mostrando o dinamismo e a competência de nossos guardiões da lei.
Concomitadamente a polícia civil também trabalhou muito para garantir a tranquilidade em nossa pequena e não tanto pacata "Abadia".
Claro que as ações não se restringirão àquela semana que findou. Nossos policiais estão atentos e através de suas inteligências e atitudes produzirão maior segurança pública, contribuindo para a construção de um ambiente seguro para nossa Martinho Campos e região.
Nós, moradores da "Badia" reconhecemos o valor de nossas polícias e a eficácia de suas ações. Parabéns a todos os envolvidos no dever ético e altruístico de preservar nossa segurança.



segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Slogans para o carnaval da "Badia"

"Maloka"
Carnaval na "Badia", sinônimo de alegria...

Desfilando na Baratona, vou pular mais que sanfona....

Da Cojan até o Trevo, muita gente e muito frevo...

Esbanjando alegria, vou dançando pelas ruas da "Badia"....

E na praça da Matriz, seu carnaval será mais feliz...

Sol, carnaval e mulher, só não vai quem não gosta ou não quer...

Se não vai pra Pompéu ou Bahia,
Bora pra cá, curtir a farra na Badia...

Calor, cerveja e curtição,
A Baratona é do Povão...


Do "Berte Zaque" ao Buriti
Carnaval é por aqui!

Seja frevo, samba, marchinha ou o vira,
ninguém segura a turma da "Bitira"

"Abadiabeleza" é mais você!

(Nesta semana ainda tem mais carnaval aqui no abadiaemfoco)

Clássico fanfarrão

O folclórico clássico das multidões teve todos os ingredientes de um bom futebol. O América, único decacampeão Mineiro, lutou bastante no primeiro tempo e fechou a equação em 2x0. Mostrou que tem potencial. Mas do outro lado tinha o Galo Doido de "Don Diego Tardelli" que fulminou o rival num segundo tempo frenético que fez todos ficarem de olho no jogo, fosse na tv,ou ouvindo  no rádio ou ao vivo.
Um clássico excelente. Venceu o melhor. Apesar do técnico não ter feito nada, absolutamente nada, manteve o  esquema do Cuca. Esse Autuori, para mim, é um fanfarrão!
Urgentemente esse " técnico" tem que fazer alguma coisa, senão, caso ganhemos algum Campeonato, o troféu irá pra outra pessoa. É a voz da torcida, é a voz do Galo!
Se vira nos trinta Autuori, porque quarta-feira é Libertadores...

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Óh quanto riso....Momento Nostalgia

O carnaval se aproxima e com ele a saudade dos velhos bailes carnavalescos da Escola da Comunidade, hoje Escola M Geraldo de Assis. Eram quatro matinês e quatro bailes, sempre fazendo a alegria do povo "abadiense" e da região.
As matinês eram para os adolescentes e as crianças, mas muitos adultos participavam também. O som ficava por conta da Banda "Du Lino" que entoava as marchinhas e todos entravam na dança...
À noite acontecia o baile de carnaval, também com a Banda "Du Lino", e ficava até o sol raiar. Muito bom mesmo.
Era uma bagunça organizada! Saudades do carnaval "normal"!
Tinha o bloco dos Anjos do Inferno, o bloco do UPA, o Segura o Tombo, o Vai quem Quer, o Devagar, Os Kiowas, o Kejebão, e muitos outros que faziam a festa da rapaziada!
Tempos bons que vivem em nossa memória. E para lembrar o passado nada melhor que duas músicas dos velhos tempos de presente para você:

Agora uma marchinha de carnaval né?






sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Reflexão da sexta-feira/Amigo


Amigo é ser...
Muitos são os amigos que chegam, mas são poucos os que ficam, porque ser
amigo é mais que uma companhia, é ser companheiro;
Ser amigo é mais que abraçar, é passar um abraço, com amor e carinho;
Ser amigo não é estar presente em todos os momentos, mas fazer-se presente
quando necessário;
Ser amigo é muito mais que ser otimista, é ser convincente;
Ser amigo não é perdoar tudo, é saber revelar e compreender as falhas dos
outros;
Ser amigo é mais que olhar juntos na mesma direção. é olhar um para o outro;
É ver todos os defeitos e qualidades, é amar os amigos por seus defeitos
e suas qualidades;
Ser amigo é preocupar com o outro e não se importar em te ouvir quando esta
pronto para sair, ou quando quer ficar sozinho.
O MELHOR AMIGO É AQUELE QUE NOS FAZ MELHOR DO QUE SOMOS, NOS AJUDA A ENFRENTAR AS SITUAÇÕES DIFÍCEIS E NÃO DESPERDIÇAR AS OPORTUNIDADES DA VIDA.


quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Polícia Rodoviária Estadual/Guerreiros do asfalto

Em Minas  Gerais  a  Polícia Rodoviária  Estadual  tem procurado cumprir suas obrigações constitucionais de forma contínua e com a  dedicação  necessária  para  que  o  cidadão mineiro  possa  transitar  por nossas rodovias em segurança.
Em Martinho Campos temos um destacamento da PRvE, localizado na antiga sede do DER, onde vários agentes policiais trabalham para nossa segurança, principalmente no que se relaciona ao trânsito.
São pessoas de bem que preservam a tranquilidade nas rodovias de nossa região, proporcionando a segurança necessária para nosso tráfego.
São vários quilômetros patrulhados diariamente pelos "amigos do asfalto", ostensivamente, zelando pela vida daqueles que utilizam a malha viária estadual, no exercício do direito constitucional da livre locomoção.
A polícia Rodoviária Estadual, além de suas prerrogativas quanto ao trânsito, age concomitadamente quando necessário , prevenindo e reprimindo o tráfico de armas e de drogas, assalto a ônibus e roubo de cargas, furto e roubo de veículos, tráfico de seres humanos, exploração sexual de menores, trabalho escravo, contrabando, descaminho e pirataria e crimes conta o meio ambiente.
É um orgulho para nós de Martinho Campos contar com este destacamento em nossa cidade. Parabéns aos bravos guerreiros que proporcionam caminhos mais tranquilos para nossas viagens.

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Estudantes da rede estadual passam em teste - Proalfa


A educação é a alavanca para o futuro dos jovens. Nesse quesito, o Estado de Minas Gerais sai na frente pela excelência em seu ensino. Prova disso é o resultado do Programa de Avaliação de Alfabetização (Proalfa) das escolas da rede estadual. O abadiaemfoco parabeniza as escolas "Padre Nonô", "Dr. José Gonçalves" e "Francisco Dias", em especial aos professores do 3º Ano do Ensino  Fundamental. Martinho Campos também na vanguarda da educação.
Veja a reportagem sobre o assunto, extraída do Jornal Estado de Minas de hoje:



A taxa de alunos do 3º ano do ensino fundamental com nível satisfatório de conhecimento em língua portuguesa aumentou em Minas, segundo a Secretaria de Estado de Educação, que divulgou nessa terça-feira o resultado dos testes do Programa de Avaliação da Alfabetização (Proalfa) aplicados em 2013. Nas escolas da rede estadual, 92,3% dos 75,9 mil participantes da prova tiveram pontuação considerada recomendada, índice superior aos 87,3% de 2012. Nas instituições das redes municipais, a taxa aumentou de 73,6% para 79,5% no mesmo período.

O Proalfa avalia o nível de letramento dos estudantes de 8 anos matriculados no 3º ano, buscando verificar se eles conseguem ler, escrever, interpretar textos e fazer sínteses de forma satisfatória. As notas variam de zero a 1 mil pontos. Na rede estadual, a taxa de alunos no nível recomendado (acima de 500 pontos) quase dobrou desde 2006, quando o teste foi aplicado pela primeira vez, saltando de 48,6% para os 92,3% do ano passado. No mesmo período, o índice de estudantes na faixa intermediária (de 450 pontos a 500 pontos) caiu de 20,6% para 4,6%, enquanto o daqueles com desempenho baixo (abaixo de 450 pontos) caiu de 30,8% para 3,1%.

Nas redes municipais, a taxa do nível recomendado passou de 42,7% em 2006 para 79,5% em 2013. Já as faixas intermediária e baixa caíram, no mesmo período, de 22,1% para 11,1% e de 35,2% para 9,3%, respectivamente. A prova é obrigatória para as escolas da rede estadual e oferecida pelo governo às municipais. A participação dos alunos, voluntária, também aumentou entre 2012 e 2013. Nas instituições geridas pelo estado, os 75,9 mil participantes representaram 94,4% do total de matriculados, índice que em 2012 foi de 93%. Já naquelas administradas pelas prefeituras, houve 152,7 mil participantes, 91,4% do universo de matrículas, contra 90,8% em 2012.

O Proalfa, que é realizado pelo Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora (Caed/UFJF), apresenta resultados por escola e aluno. O programa é um dos instrumentos usados por governo e prefeituras para definir políticas pedagógicas. Segundo a secretária de Estado de Educação, Ana Lúcia Gazzola, a principal explicação para a melhora nos índices de proficiência é a realização do Programa de Intervenção Pedagógica (PIP), criado em 2007, que mantém visitas periódicas de analistas educacionais a escolas, para orientar o plano pedagógico e propor intervenções.

Para a secretária, um dos desafios é diminuir as desigualdades regionais. “Nas redes municipais, há uma heterogeneidade enorme, o que faz com que algumas tenham desempenho menos expressivo”, aponta.

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

Obra surrealista/Mensalão


O Brasil parece mais um reino encantado onde existem fadas, príncipes, bruxas, magia, etc...O problema é que o final feliz parece não existir neste mundo místico brasileiro.
Posso até estar sendo demagogo, mas minha opinião sobre esse mensalão é que o mesmo se trata de uma obra surrealista. Senão vejamos: primeiro vibramos com o julgamento dos réus e com as condenações por vermos ali uma punição por um crime político. Mas ao mesmo tempo vemos coisas terríveis, como por exemplo o tratamento dado a alguns dos condenados, sendo que a maioria dos presos brasileiros não tem regalia nenhuma, aliás, o sistema prisional do Brasil precisa revisto urgentemente.
Mas o que está mais me indignando é o fato de alguns "amigos" dos mensaleiros terem fundado sites onde estes e outros supostos "amigos" doam dinheiro para arranjar o montante da multa estipulada para os réus de acordo com as condenações. 
Hoje mesmo o site destinado ao ex-ministro José Dirceu já arrecadou mais de R$565.700 conforme registrou o Jornal Estado de Minas.
Tudo bem que ele tenha amigos que podem doar e chegar ao montante devido e assim se livrar da multa. Mas fica uma pergunta a todos nós (que não somos políticos): Você doaria para o candidato que você votou na última eleição para deputado, governador, senador....caso ele precisasse pagar uma multa? Doando, você não iria querer uma coisa em troca? Ou trocando a tecla, não seria melhor doar para um hospital, uma Apae, um asilo etc?
Isso tudo me veio a mente depois de ler a reportagem das doações para os condenados do Mensalão. Fiquei intrigado e olhando para meu contracheque fico pensando se não seria o caso de criar um site para as pessoas doarem dinheiro para eu quitar minhas contas com a Caixa Econômica, o BB, a Cemig, a Copasa, a Oi....
Já tenho pensado muito sobre em quem votar em outubro (votar consciente). Depois dessa vou me aprofundar ainda mais e ver se consigo fazer minha parte e tentar manter a democracia e ombridade deste meu querido Brasil, caso contrário, depois da meia-noite a carruagem voltará a ser abóbora.

Salmo 76/Refletindo


1. Ao mestre de canto, segundo Iditum. Salmo de Asaf.
2. Minha voz se eleva para Deus e clamo. Elevo minha voz a Deus para que ele me atenda;
3. No dia de angústia procuro o Senhor. De noite minhas mãos se levantam para ele sem descanso; e, contudo, minha alma recusa toda consolação.
4. Faz-me gemer a lembrança de Deus; na minha meditação, sinto o espírito desfalecer.
5. Vós me conservais os olhos abertos, estou perturbado, falta-me a palavra.
6. Penso nos dias passados,
7. lembro-me dos anos idos. De noite reflito no fundo do coração e, meditando, indaga meu espírito:
8. Porventura Deus nos rejeitará para sempre? Não mais há de nos ser propício?
9. Estancou-se sua misericórdia para o bom? Estará sua promessa desfeita para sempre?
10. Deus se terá esquecido de ter piedade? Ou sua cólera anulou sua clemência?
11. E concluo então: O que me faz sofrer é que a destra do Altíssimo não é mais a mesma...
12. Das ações do Senhor eu me recordo, lembro-me de suas maravilhas de outrora.
13. Reflito em todas vossas obras, e em vossos prodígios eu medito.
14. Ó Deus, santo é o vosso proceder. Que deus há tão grande quanto o nosso Deus?
15. Vós sois o Deus dos prodígios, vosso poder manifestastes entre os povos.
16. Com o poder de vosso braço resgatastes vosso povo, os filhos de Jacó e de José.
17. As águas vos viram, Senhor, as águas vos viram; elas tremeram e as vagas se puseram em movimento.
18. Em torrentes de água as nuvens se tornaram, elas fizeram ouvir a sua voz, de todos os lados fuzilaram vossas flechas.
19. Na procela ribombaram os vossos trovões, os relâmpagos iluminaram o globo; abalou-se com o choque e tremeu a terra toda.
20. Vós vos abristes um caminho pelo mar, uma senda no meio das muitas águas, permanecendo invisíveis vossos passos.
21. Como um rebanho conduzistes vosso povo, pelas mãos de Moisés e de Aarão.




Dicas para o cidadão martinho-campense

Recentemente a pequena e pacata Martinho Campos vem sendo afetada pela violência. Não bastassem os roubos e furtos nos distritos (que não contam com policiamento ostensivo), o problema veio para a sede do município que nestes primeiros meses de 2014 já registrou diversos furtos e um homicídio.
A tranquilidade de nossa querida Abadia vem sendo tirada aos poucos, seja pela modernização, seja pelo aumento da violência. A primeira não temos como impedir, porém, quanto à segunda  podemos nos precaver.Primeiro temos que deixar para trás a fama de cidade tranquila. Não é mais! Depois temos que tomar alguns cuidados básicos tais como:
Prevenir-se contra a ação dos marginais não ostentando objetos caros como relógios, pulseiras, colares e outras jóias de valor.
Evitar passar em ruas ou praças mal iluminadas. Se sentir que está sendo seguido, entre em algum estabelecimento comercial ou atravesse a rua.Não saia com grandes quantias de dinheiro ou cartões de crédito se não houver necessidade.Não abra a carteira ou a bolsa na frente de estranhos. Separe pequenas quantias de dinheiro para pagar refrigerante, café, cigarros etc. Ao sair sozinho, procure sempre ficar no centro da calçada e na direção contrária ao trânsito. Fica mais fácil perceber a aproximação de um veículo suspeito. Não deixe de comunicar a presença de elementos suspeitos nas proximidades de sua casa. Ao retornar, notando algum sinal estranho (porta aberta, luzes acesas, etc.), não entre em casa, chame a polícia.
Contar com o auxilio de vizinhos para, quando sair de casa por muito tempo, os mesmos ficarem de olho e vice-versa.Não abra a porta para estranhos!
Sempre ao sair comunique-se com familiares, antes e quando estiver retornando!Nunca deixe sua bolsa ou compras em locais onde possam ser roubados.Prefira pagar suas contas com cartão ou cheque. Assim você não precisa conduzir grandes quantias em dinheiro.Nunca mostre dinheiro em lugares públicos, especialmente em bares, restaurantes, lojas, barracas de camelôs, etc. No caso de furto ou qualquer ocorrência policial, não perca tempo, comunique imediatamente à Delegacia de Polícia.
Evite conversar com pessoas estranhas dentro ou fora do banco.Proteja bem o dinheiro ou cheques na hora que for ao banco fazer depósitos.Ao sair do banco olhe bem para todos os lados para ter certeza de que não está sendo seguido.Nunca aceite ajuda de estranhos ao utilizar os caixas eletrônicos.Se, ao sair do banco, o pneu do seu carro estiver vazio, volte e confie seu dinheiro à guarda do gerente e, só então providencie a troca pelo estepe. Você estará evitando a ação dos ladrões que roubam sua pasta com dinheiro enquanto você troca o pneu ("golpe da furadinha").Não comente sua viagem com pessoas estranhas por perto.Avise a um vizinho de confiança sobre a sua viagem. Se possível deixe um número de telefone e ligue de vez em quando para saber se está tudo bem.Ao se ausentar por um longo período, peça a um parente para visitar sua casa periodicamente.Suspenda a entrega de jornais e solicite a um vizinho para recolher a correspondência.Nunca deixe jóias ou dinheiro guardado dentro de casa mesmo que seja num cofre.Procure os cofres dos bancos.Reforce a fechadura da porta da frente. Feche bem todas as portas e janelas se possível com trancas.Desligue a campainha para evitar que pessoas fiquem testando para saber se existe alguém em casa.Evite colocar cadeados do lado de fora do portão. Isso pode mostrar que os moradores estão fora de casa.Só entregue as chaves de sua casa a pessoas de confiança.
Estas dicas e muita atenção pode reduzir o risco de furtos e roubos em nossa cidade. O mais importante é você ter o domínio da situação e, qualquer coisa fora do normal, não exite: chame a polícia, civil ou militar:
Polícia Militar: (37) 3524-1175 ou 190
Delegacia Polícia Civil: (37) 3524-2670    ou 181


segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

A voz da torcida é a certa!

O empate por zero a zero no clássico mineiro mostrou uma tendência já prevista no início do ano: o Galo sente a falta de ritmo e paga por ter estado em atividade até o final do ano no mundial de clubes. Peca também por não ter contratado um lateral esquerdo a tempo.
Mas acima de tudo está com a estrela apagada. Tardelli não mostra explosão, Ronaldinho ainda está de férias e somente alguns demonstraram raça e aquela garra tradicional do atleticano.
Otamendi estreou bem e já pode ser considerado titular, principalmente pela lesão de Réver. Pierre mais uma vez mostrou a que veio e Dátolo mostrou vontade e determinação.
A torcida criticou e critica ainda o Paulo Autuori. Concordo. Ele é muito "devagar". Não tem a sina alvinegra de luta. No lugar de Kalil contrataria outro.
No mais o clássico se mostrou digno e teve boas atuações de ambos os lados. O Atlético pelo volume de jogo merecia a vitória, mas clássico é clássico.
Agora é começar a vencer e subir na tabela!
A torcida está certa em  pedir raça, pois está faltando mesmo!

domingo, 16 de fevereiro de 2014

Brincando com o caminhoneiro...

Um motorista parou o caminhão num barzinho de beira de estrada, entrou e pediu um guaraná, uma empada e um quibe. Lá começar a comer, quando entraram três motoqueiros grandalhões, vestidos com casacos de couro, cheios de tatuagens pelo corpo. Os motoqueiros grandalhões cismaram de sacanear com o motorista. Um deles meteu a mão no prato do motorista e comeu a empada. O outro meteu a mão no prato e comeu o quibe. O terceiro tomou o copo da mão do motorista e bebeu o guaraná. E o motorista continuou calado. Não disse nada, tirou o dinheiro do bolso, pagou e saiu. Os motoqueiros começaram a rir e comentaram com o garçom:
— Esse cara ai não é de nada. Como homem deixa muito a desejar.
— E como motorista também deixa muito a desejar — falou o garçom olhando pro estacionamento do bar. — Ele acaba de passar por cima de três motocicletas com a carreta...

sábado, 15 de fevereiro de 2014

Relembrando

Lembro-me bem de uma época (há vários anos) em que o mês de fevereiro não teve carnaval e foi uma seca tremenda, assim como neste ano. A diversão então consistia em ir até o "açudinho" (córrego afluente do Rio Picão) e nadar em seu leito o dia inteiro. A molecada adorava. Quando cansávamos, partíamos rumo ao rio para dar uma pescadinha e conseguir uns mandis e piabas para o jantar. Muito bom mesmo!
A infância e adolescência são passagens obrigatórias e muito bonitas. Acredito que todos têm boa recordação daquela época, principalmente nós ( que já passamos dos 3.5 ou dos 4.0 ou....bem, deixa pra lá!) moradores da querida "Badia".
Para lembrar daquele tempo, vamos ouvir dois sucessos do passado de presente para vocês.



Agora a nacional...(para lembrar da chuva - que venha logo)


Orquestra Abadiense de Viola Caipira


Martinho Campos sempre foi berço de artistas. Não é pra menos que figuramos como um povo festeiro e cultural desde os mais remotos tempos. Temos escritores, cantores, compositores, palhaços, atores, artesãos e muitas pessoas engajadas no processo cultural.
Uma das estrelas desse panorama é a Orquestra Abadiense de Viola Caipira de Martinho Campos.
Presente em nosso meio, é uma protagonista de engrandecer o nome da cidade pelos rincões deste nosso imenso Brasil. A Orquestra teve início no ano de 2008, com apenas cinco integrantes. Desde então vem propagando a cultura do município e região através das cordas musicais de seus integrantes, por meio de apresentações por este Brasil afora: São João Del Rei , Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Aparecida do Norte...
Com a Orquestra funcionando e, através dela, foi criada a Associação Cultural Violeiros da Abadia (ACVA) para dar suporte ao grupo. Também fora criada a Escolinha Musical "Dedinhos de Ouro" para atender crianças e adolescentes que pretendem ingressar na carreira artística ou simplesmente aprender uma nova forma de cultura.
Não obstante está prevista a criação de um grupo de tambores (percussão) como forma de engrandecer nosso passaporte musical e fomentar a participação de mais pessoas neste projeto cultural de grande valor para nossa comunidade.
Sob a batuta do presidente e violeiro João de Oliveira Gomes (João da Dorinha), a Orquestra é sinônimo de sucesso por onde  apresenta. Desta forma eleva o nome da querida Martinho Campos aos quatro cantos deste nosso país. Parabéns a todos os envolvidos nesta "festa" de notas musicais!




sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Sonhos de papel/Reflexão da sexta-feira

A folha de papel 

em branco 
aceita qualquer escrito,
idéias malucas, 
sonhos ufanistas, 
desejos secretos,
pode guardar um sonho 
que só vai virar realidade,
muitos anos depois, 
ou ser esquecido.

A folha de papel pode 
receber uma nova história,
um "best-seller" 
mundial falando de 
escola de bruxos,
ou um relato humilde de 
alguém que precisa desabafar.

Assim também é o dia de hoje;
cheio de possibilidades 
para os que querem 
enxergar portas,
cheio de dificuldades 
para quem quer enxergar 
barreiras.

O dia é uma folha em 
branco onde seus 
sonhos mais loucos,
podem começar 
a tomar forma, 
ou morrer soterrado,
sem mesmo ter tentado, 
sem mesmo ter existido,
amassado pelo peso do 
"não tentar".

Tome o seu dia pelas mãos.

Como pipa que o 
menino não cansa de cuidar,
como quem carrega um 
tesouro que não pode perder,
como quem leva o 
seu amor pelas mãos,
como quem baila com 
a pessoa amada,
como quem sorri até 
mesmo diante da dor,
sabendo que 
o tempo vai levar o sofrimento,
vai deixar a saudade, 
uma forma gostosa de tortura,
que envolve a paixão 
e o amor.

O dia está aberto 
para você escrever 
a sua história!

Se é para ser um romance, 
que seja meloso e com 
final feliz.

Se é para ser um drama, 
que seja da superação, 
da sua vitória,
se é de terror, 
que seja passageiro, 
como montanha russa,
se é de pura realidade, 
que seja cheio de desejos,
cheio de vontade de dizer 
para o mundo:
- eu sou o personagem principal 
da minha vida,
sou o diretor deste filme lindo,
sou o roteirista que grita: 
eu sou feliz!

O Oscar de melhor filme 
deste ano é o que fala 
da sua vida.

Você duvida?

É tempo de vencer, 
e escrever a sua história.

Eu acredito em você

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke

Parabéns às rádios de Martinho Campos

O Dia Mundial da Rádio celebra-se anualmente a 13 de Fevereiro.
A data foi escolhida pois foi neste dia que a United Nations Radio emitiu pela primeira vez, em 1946, um programa em simultâneo para um grupo de seis países.
A data foi declarada em 2011 pela UNESCO e o primeiro Dia Mundial da Rádio foi celebrado em 2012.
A rádio continua a ser o meio de comunicação social que atinge as maiores audiências, continuando a adaptar-se às novas tecnologias e a novos equipamentos. É um meio bastante útil para a população, seja como ferramenta de apoio ao debate e comunicação, na promoção cultural ou em casos de emergência social. Para os profissionais de comunicação social é uma plataforma para divulgarem factos e histórias.
A rádio acompanhou os principais acontecimentos históricos mundiais e hoje continua a ser um meio de comunicação fundamental. Este meio de comunicação social adaptou-se à era digital e continua a ser um meio fiável para a população, que recebe a informação na hora, sendo uma das características mais positivas da rádio.
Parabéns às rádios de Martinho Campos (Criativa e Tropica) e de toda região!

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Efetivados da Educação Estadual na corda bamba


A medida aprovada em 2007 beneficiou muitos designados aqui de nosso município. Mas ação que julga a Lei 100/2007 inconstitucional pode tomar os cargos de volta. Veja a matéria extraída do jornal Estado de Minas de hoje!
"Sete anos depois da efetivação de 98 mil servidores do estado de Minas Gerais sem concurso público, o Supremo Tribunal Federal (STF) vai julgar se é válida a lei complementar que garantiu aos chamados designados da educação os mesmos direitos dos concursados. O relator da ação direta de inconstitucionalidade que questiona a medida, ministro Dias Toffoli, já emitiu seu voto, cujo teor não foi antecipado, e liberou, na segunda-feira, a ação para ser incluída na pauta de julgamentos. A data depende apenas de uma decisão do presidente do STF, ministro Joaquim Barbosa. Se o Supremo derrubar a lei, os funcionários terão de deixar os cargos.

Toffoli já tinha dado um primeiro posicionamento sobre o caso, em novembro de 2012, quando definiu que a ação terá o rito abreviado. Ou seja, será julgada diretamente no mérito. A Lei Complementar 100/2007 efetivou 98 mil contratados do estado até 31 de dezembro de 2006 que trabalhavam com vínculo precário em escolas e universidades públicas, ocupando funções como professores, vigilantes e faxineiros. Eles passaram a ser lotados no Instituto de Previdência do Estado de Minas Gerais (Ipsemg). À época, os deputados estaduais conseguiram aprovar emenda que inclui 499 funcionários da função pública e quadro suplementar lotados na parte administrativa da Assembleia Legislativa de Minas Gerais. 



A legislação foi aprovada em meio a uma grande polêmica sobre a constitucionalidade do texto. Mesmo assim, foi adiante já que a medida fazia parte de um acordo estimado em R$ 10 bilhões com o Ministério da Previdência para dar ao governo mineiro o certificado de regularização previdenciária (CRP). O documento é necessário para se obter recursos da União, o que vinha sendo feito por decisões liminares por causa de uma pendência em relação aos designados.

Em maio do ano passado, a Procuradoria Geral da República (PGR) emitiu parecer pelo conhecimento e procedência do pedido de suspensão dos efeitos da lei. O procurador geral da República, Roberto Gurgel, repetiu as alegações que já havia feito na petição inicial, também assinada por ele. De acordo com o procurador, as contratações sem concurso são permitidas somente em vagas temporárias e quando há o reconhecimento de que um cargo se torna de necessidade permanente, é preciso transformá-lo em cargo de provimento efetivo. 

Na ação, Gurgel cita duas ações no STF que tornaram inconstitucionais leis do Rio Grande do Sul e Distrito Federal semelhantes à mineira agora questionada. Foi pedida medida cautelar para suspender a norma, já que a PGR entendeu que ela implica  gastos no orçamento estadual e prejudica pessoas que poderiam ter acesso às vagas por concurso público. 

Em fevereiro do ano passado, a Advocacia Geral da União (AGU) emitiu parecer entendendo que o artigo da Lei Complementar 100/07 questionado fere a Constituição Federal, que prevê o ingresso na administração pública somente por concurso público. “Resta clara a imperatividade da regra geral do concurso público para provimento de cargos públicos, mesmo para os servidores beneficiados pela estabilidade e que eventualmente pretendessem ser titulares de cargos efetivos”, argumentou. Porém, o advogado geral da União, Luiz Adams, também opinou pelo não recebimento da ação, por considerar que ela foi elaborada de modo errado. 

Parte da lei já havia sido declarada inconstitucional pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais em julgamento de arguição de inconstitucionalidade cível, mas, como a decisão atingia um universo pequeno dentro do total, a PGR decidiu entrar com a Adin para excluir todos os beneficiados dos quadros do estado, alegando violação dos princípios públicos da isonomia, impessoalidade e obrigatoriedade de concurso público.

Tranquilidade

Por meio de nota, o governo de Minas afirmou que a Lei Complementar 100 trouxe um “avanço” ao corrigir “distorções históricas” que atingiam quase 100 mil trabalhadores da educação. “Até então, estes trabalhadores, em sua maioria professores, serventes e auxiliares de educação, não possuíam garantias sobre o direito à aposentadoria. A Lei Complementar nº 100/2007 regularizou a situação previdenciária desses servidores”, diz a nota. Em relação à Adin, o governo diz aguardar com tranquilidade o resultado e esperar que os efeitos da lei sejam mantidos."