abadiaemfoco

sábado, 31 de março de 2012

Dia da Mentira - 1º de abril


Tudo começou quando o rei da França, Carlos IX, após a implantação do calendário gregoriano, instituiu o dia primeiro de janeiro para ser o início do ano. Naquela época, as notícias demoravam muito para chegar às pessoas, fato que atrapalhou a adoção da mudança da data por todos. 

Antes dessa mudança, a festa de ano novo era comemorada no dia 25 de março e terminava após uma semana de duração, ou seja, no dia primeiro de abril. Algumas pessoas, as mais tradicionais e menos flexíveis, não gostaram da mudança no calendário e continuaram fazer tal comemoração na data antiga. Isso virou motivo de chacota e gozação, por parte das pessoas que concordaram com a adoção da nova data, e passaram a fazer brincadeiras com os radicais, enviando-lhes presentes estranhos ou convites de festas que não existiam.Tais brincadeiras causaram dúvidas sobre a veracidade da data, confundindo as pessoas, daí o surgimento do dia 1º de abril como dia da mentira.
Aproximadamente duzentos anos mais tarde essas brincadeiras se espalharam por toda a Inglaterra e, consequentemente, para todo o mundo, ficando mais conhecida como o dia da mentira. Na França seu nome é “Poisson d’avril” e na Itália esse dia é conhecido como “pesce d’aprile”, ambos significando peixe de abril. No Brasil, o primeiro Estado a adotar a brincadeira foi Pernambuco, onde uma informação mentirosa foi transmitida e desmentida no dia seguinte. “A Mentira”, em 1º de abril de 1848, apresentou como notícia o falecimento de D. Pedro, fato que não havia acontecido. 

Walt Disney criou uma versão para o clássico infantil Pinóquio, dando ênfase à brincadeira, mostrando para a criançada o quanto mentir pode ser ruim e prejudicial para a vida das pessoas. Ziraldo, um escritor brasileiro da literatura infanto-juvenil, também conta histórias sobre as mentiras, através do tão famoso personagem, o Menino Maluquinho. Em "O Ilusionista", Maluquinho descobre o mal provocado por roubar, fingir e mentir.

Pregar mentiras nesse dia é considerado uma brincadeira, porém o respeito e o cuidado devem ser lembrados, para que ninguém saia prejudicado, afinal, a honestidade é a base para qualquer relacionamento humano.

(texto adaptado do Brasil escola)

Em casa...

O Waldim (filho do Geriowaldo) chegou para sua mãe (D. Geriowanda), com raiva e gritando:

__ Mãe, a senhora é mentirosa!

__ Por que meu filho?

__ A senhora falou que minha irmã é um anjo e eu a joguei pela janela, mas ela não voou...

sexta-feira, 30 de março de 2012

E agora Mano?

E agora Mano?


A seleção já estava desacreditada, agora é que não vai colar mesmo!
(Imagem da net)
O jeito é chamar o "nossa alegria" para comandar a seleção, porque ele, cantando, vai fazer a seleção ganhar, nem que seja no grito.

quinta-feira, 29 de março de 2012

Poder público de parabéns!


Nada melhor para uma administração investir em seus funcionários, pois, estes com certeza trarão um grande retorno para a própria cidade. O aumento no salário do servidor contribui para a melhor satisfação dos mesmos e, consequentemente, melhorias constantes no atendimento prestado à população.
Estamos falando da Lei Municipal 1853/2012, de 13 de março do ano corrente. Nesta Lei se “concede  revisão geral e anual dos vencimentos dos servidores públicos municipais e dá outras providências”.
Ou seja, foi dado um reajuste de 6,08% aos funcionários da Prefeitura Municipal de Martinho Campos (exceto ao pessoal do magistério que tem Legislação própria e segue os aumentos da Lei Federal) pelo executivo e muito bem aprovado pela câmara municipal.
Aliás, a Câmara Municipal foi nota 1000 nesse quesito. Destaque para o vereador Ronaldo Ferreira Borges que está sempre freqüente na sede da Câmara atendendo à população martinhocampense com presteza, educação e boa vontade. Aliás, é dele a autoria do projeto de Lei Complementar 021/2012 que altera artigo do Código de Obras transcrito abaixo:
“Art. 9º ...............
& 3 – Os lotes urbanos residenciais instalados no Município, que estejam edificados até a data da publicação desta Lei, com área inferior ao mínimo determinado no caput deste artigo e, igual ou superior a 125m² (cento e vinte e cinco metros quadrados) e frente mínima de cinco metros lineares, exclusivamente para fins de regularização, poderão ser objeto de desmembramento, unificação, retificação e fusão perante o cadastro municipal e registro imobiliário, observando-se o disposto na alínea “d” do art. 213 da Lei Federal nº 6.075/73, desde que requerido até a data limite de 30 de dezembro de 2013.”
Ele percebera a distorção que havia nesta Lei (frente de lotes e/ou imóveis) e fez esta ressalva para preservar as antigas medidas deixadas pelos nossos antepassados (quem se interessar poderá ir até a Câmara que o vereador acima mencionado sanará as dúvidas existentes).
O abadiaemfoco é assim, quando precisa critica, porém quando se faz necessário parabeniza o poder público. É o caso desse aumento dos funcionários públicos e da alteração da Lei que trata da área frontal e total dos "lotes e/ou imóveis". Parabéns ao Prefeito, à sua equipe e, principalmente, à Câmara de Vereadores., hoje, aqui,  representada pelo edil Borges.


quarta-feira, 28 de março de 2012

Badiês



Será que existe diferença entre ser de Martinho Campos ou ser da Abadia (vulgo Badia). Você pode ser martinhocampense e abadiense ao mesmo tempo?
Acredito que não. Martinho Campos é uma coisa mais formal, mais didática, mais literária, enquanto Abadia é mais cotidiana, mais ilustrativa e mais fraternal.
Ou seja, você pode ser luz, mas para você brilhar tem que ter aquele tchan!
Nossa cidade realmente tem esse dilema. Temos um nome oficial e outro nome popular (como muitas cidades), porém com destaque para esse último que vive na boca do povo, na língua oficial daqui: o “Badiês”.
O “Badiês” é uma mistura de mineiro com paulista, é uma língua falada inclusive pelos vizinhos que morrem de inveja de nossa originalidade. Uma vez até falaram que o povo da Tabatinga (bairro de Bom Despacho) teria um língua própria. Realmente tem, porém é uma língua indígena. Já o nosso Badiês é único.
Onde mais se ouve “ Bertizaque, Bitira, Baeté, Beraba, Berlândia, Sacodaerva, capãodozezinho, metade de meio ovo, oncotô....redoviária, guardacumê (Geladeira)...”?
Nossa cultura espontânea realmente é muito rica. Tudo isso ilustra nossa querida cidade conhecida por Badia. Já, em se tratando de Martinho Campos, viajamos num mundo um pouco mais diferente.


E, observando a foto do senhor Martinho Campos, notamos a seriedade do nome e a importância do mesmo. Por isso, para as coisas formais de nosso município usa-se Martinho Campos, já para as demais usamos e abusamos de “Badia”.

terça-feira, 27 de março de 2012

Voto da juventude para mudar a Badia!


Nesta segunda-feira próxima passada fui até ao cartório eleitoral de Martinho Campos, juntamente com minha filha, e lá ela fez seu alistamento eleitoral aos 17 anos, na busca de uma sociedade mais cidadã com a participação dos jovens nas escolhas políticas local, estadual e federal.

Uma conquista da juventude brasileira o voto facultado aos jovens entre 16 e 17 anos é, ainda hoje, objeto de debates e polêmicas no conjunto da população. Apesar do aumento significativo do número de alistados dentro desta faixa etária são muitos os que se manifestam contra essa conquista e afirmam: “Ah, já que não pode ser preso porque o menor de 18 pode votar?”, “Ora, se não pode ser responsabilizado por seus atos, porque o jovem pode escolher os governantes do país?”


Tais expressões, fruto de uma visão ainda preconceituosa e estigmatizada da juventude, nega o jovem como sujeito social com possibilidade de intervenção crítica e responsabilidade social e nega a juventude como tempo de participação social e de emancipação pessoal e coletiva. Em outras palavras, as posições contrárias ao voto aos 16 anos desconhecem a possibilidade de jovens que percebem a importância da política, acreditam na democracia e apostam que é possível mudar o mundo. 



Acredito piamente na força da juventude martinhocampense, pois fui professor por muitos anos e sei da capacidade de nossos filhos. 

Mesmo que muitos optem por não se alistarem antes dos 18 anos acho válido tal iniciativa uma vez que carecemos de uma reforma ampla da política local e nada melhor que nossos jovens para alavancarem tal transformação política. Não estou falando de mudança de "nomes", mas sim mudança de ideias e ideais, mudança de comportamentos "apolíticos" e mudança no sentido de dar adeus à compra de votos, ao voto por beleza, por parentesco, por dó, por time de futebol, por buteco que bebe uma gelada, etc e tal. Somos muito maiores que isso e nossos jovens estão aí para nos dar o exemplo.

Afinal, serão eles que guiarão nossa cidade num futuro próximo, por isso, nada melhor que larguem um pouco o face, o orkut, as baladas e se dediquem às eleições 2012. São poucos segundos para se alistarem, menos de dois minutos  para votarem num vereador e num prefeito e quatro anos para carregarem a responsabilidade de suas atitudes.

"Vamo" lá moçada, vamo lá véi, as mina pira, os mano fraga, Martinho Campos precisa de sua opinião. Faça seu título de eleitor. O município agradece.

Para as mulheres da Badia

A maioria das mulheres gosta de se manter em forma e de ter uma casa limpa, roupas bem lavadas, coisas assim. Nossas queridas da Badia não fogem à regra, todas são excelentes mulheres, boas donas de casa e estão sempre na mídia (são as mais bonitas da região).
Para agraciá-las trago , em primeira mão, uma invenção moderníssima que, ao mesmo tempo, a mulher faz suas atividades usuais e ainda se mantém em forma.

segunda-feira, 26 de março de 2012

União

O esporte martinhocampense sempre foi famoso e revelou bons atletas, principalmente no futebol. Prova disso é o União Futebol Clube, time de tradição que conquistou muitos títulos aqui em nossa região.
O sucesso do UFC pode ser acompanhado através do livro do amigo Márcio Teixeira (União Futebol Clube Fatos & Fotos) bem como pelas palavras de seus torcedores e atletas, além é claro, da novíssima  "Vitrine de Troféus - Alfeu Ferreira da Silva" (veja foto), que foi erguida na parede do clube, na Rua Padre Nonô, dando mais brilho àquele bairro e à toda cidade.
Parabéns pela iniciativa bem elaborada da turma do União.

Sinalização II

Neste último final de semana me deparei com algumas placas de indicação de ruas e propaganda nas esquinas do centro de Martinho Campos e de algumas poucas vias. Uma boa iniciativa que norteará as pessoas que aqui vierem e não conheçam os nomes de nossas ruas e avenidas. Porém, há de se ressaltar que não foi feito o mesmo em todas as esquinas do município, não se sabe o porquê. Parece que vestiram só parte do corpo, deixando o resto para trás.
Pode ser que ainda venha a ser feito, o que seria muito bom para a cidade.
Também temos que salientar, ao bem do serviço e segurança públicos, que precisamos, mais que placas de indicação, de sinalização de TRÂNSITO nos principais cruzamentos de Martinho Campos. Temos carência neste sentido o que dificulta muito o trânsito em nossa cidade, podendo inclusive vir a produzir acidentes com o progressivo aumento do número de veículos em nossa região.
Já falei sobre o tema aqui no blog, inclusive destacando uma foto antiga da praça da matriz onde se via uma placa de siga em frente ou vire à esquerda, ou seja, no tempo das carroças o poder público tinha mais consciência de trânsito do que hoje. Aliás, só votarei em outubro em quem colocar esse tema em sua plataforma política.

sábado, 24 de março de 2012

Abadiaemfoco saúde !



O USO DA CAMISINHA - ABC da Saúde
Mesmo que muitas coisas já tenham sido ditas sobre o seu uso, as pessoas ainda são resistentes a fazerem da camisinha um hábito.
Ninguém vem com um rótulo de segurança máxima, assim, mesmo em relações consideradas estáveis, seu uso é fundamental na prevenção de várias doenças sexualmente transmissíveis, pois mesmo quando não há sintomas visíveis, são potencialmente contagiosas. É certo que AIDS não tem cara. Se antes havia grupo de risco, hoje não há mais. Atualmente o maior grupo de risco existente é aquele que se acredita imune.
Temos por hábito esquecer que o parceiro tem passado e que as doenças têm janelas imunológicas. Não podemos deixar de lado as consequências do sexo desprotegido. Esse é um assunto de saúde pública. Há dúvidas sobre quem batizou a camisinha. Há quem acredite que o nome condom é devido a uma homenagem ao Dr. Quondam, que com bastante sucesso em 1685 inventou uma camisinha com tripa de animal. Outros dados históricos mostram que o nome vem do latim (condus) que significa receptáculo.
O certo é que a camisinha não é uma invenção nova. Aparece na história da sexualidade antes mesmo de Cristo. Já foi feita de linho, de pele, intestino de diferentes animais e de bexiga de cabra. A camisinha de tripa de boi, por exemplo, foi usada até 1870, quando foi fabricado o preservativo de borracha pelo inglês Charles Goodyear: grossos, reaproveitados, pouco aderentes, desiguais e caros. Pouco tempo depois, no final do século 19, o látex surgiu, permitindo um aspecto mais fino e confortável, parecida com as que são utilizadas hoje em dia. Na década de 60, acabou em desuso pela invenção do anticoncepcional oral feminino, mas em 90 ele retorna devido à epidemia de AIDS. Vale lembrar que as doenças venéreas recebem esse nome devido à crença antiga de que era um castigo da deusa do amor, Vênus.
A forma de preservação contra elas mais conhecida e utilizada é o preservativo de látex masculino capaz de formar uma barreira física entre o pênis e a vagina. Eles podem ser lubrificados ou revestidos de espermicidas. Existe uma variedade de marcas, tamanhos, cores e texturas. Com ele, diferentemente dos outros métodos, os homens podem se encarregar na prevenção de DSTs (doenças sexualmente transmissíveis) e gravidez. Como é um método de anticoncepção ocasional, seu uso pode ser interrompido em qualquer momento. Não apresenta efeitos colaterais hormonais e há homens que garantem que ela ainda ajuda a controlar a ejaculação.
Há também a opção da camisinha feminina: uma bolsa de plástico com um anel leve e flexível em cada extremidade, que se adapta à vagina, resguardando o colo do útero e genitália externa. Assim como a masculina impede a passagem do esperma pelo do trato genital feminino e deve ser usada somente uma vez.
É mais cara do que a masculina e vem em embalagem com duas unidades e sua eficácia na prevenção de DSTs e gravidez é menor do que a camisinha masculina. As vantagens no seu uso são que a camisinha feminina pode ser posta antes da relação sexual e não precisa ser retirada imediatamente após a ejaculação. Não é feita de látex, é mais resistente e para mulheres que se queixam de alergia a camisinhas masculinas essa pode ser uma alternativa.
Independentemente de amar e ser amado, é preciso ter carinho consigo e usar camisinha. Ao compartilharmos afeto é essencial a prevenção de qualquer mal. Sexo inconsequente e sem segurança é irresponsabilidade com o outro e consigo.
É preciso deixar de lado o preconceito, e entender a necessidade da conscientização e democratização do seu uso. Sexo é responsabilidade e saúde. E para isso, algumas coisas não podem ser deixadas de lado.
E lembre-se: camisinha é descartável. Sua vida não.
(texto adaptado da internet) para o conhecimento dos jovens martinhocampenses.....

sexta-feira, 23 de março de 2012

A Páscoa vem aí...

- Papai, o que é Páscoa?

- Ora, Páscoa é ...... bem ...... é uma festa religiosa!

- Igual Natal?

- É parecido. Só que no Natal comemora-se o nascimento de Jesus, e na
Páscoa, se não me engano, comemora-se a sua ressurreição.

- Ressurreição?

- É, ressurreição. Geriowanda, vem cá!

- Sim?

- Explica pra esse garoto o que é ressurreição pra eu poder ler o meu  jornal.

- Bom, meu filho, ressurreição é tornar a viver após ter morrido. Foi o
que aconteceu com Jesus, três dias depois de ter sido crucificado.
Ele ressuscitou e subiu aos céus. Entendeu?

- Mais ou menos ....... .Mamãe, Jesus era um coelho?

- Que é isso menino? Não me fale uma bobagem dessas! Coelho! Jesus Cristo
é o Papai do Céu! Nem parece que esse menino foi batizado!
Jorge,esse menino não pode crescer desse jeito, sem ir numa missa pelo menos
aos domingos. Até parece que não lhe demos uma educação cristã!
Já pensou se ele solta uma besteira dessas na escola? Deus me perdoe!
Amanhã mesmo vou matricular esse moleque no catecismo!

- Mamãe, mas o Papai do Céu não é Deus?

- É filho, Jesus e Deus são a mesma coisa. Você vai estudar isso no
catecismo. É a Trindade. Deus é Pai, Filho e Espírito Santo.

- O Espírito Santo também é Deus?

- É sim.

- E Minas Gerais?

- Sacrilégio!!!

- É por isso que a Ilha da Trindade fica perto do Espírito Santo?

- Não é o Estado do Espírito Santo que compõe a Trindade, meu filho, é o
Espírito Santo de Deus. É um negócio meio complicado, nem a mamãe entende direito.
Mas se você perguntar no catecismo a professora explica tudinho!

- Bom, se Jesus não é um coelho, quem é o coelho da Páscoa?

- Eu sei lá! É uma tradição. É igual a Papai Noel, só que ao invés de
presente ele traz ovinhos.

- Coelho bota ovo?

- Chega! Deixa eu ir fazer o almoço que eu ganho mais!

- Papai, não era melhor que fosse galinha da Páscoa?

- Era, era melhor, ou então urubu.

- Papai, Jesus nasceu no dia 25 de dezembro, né? Que dia que ele morreu?

- Isso eu sei: na sexta-feira santa.

- Que dia e que mês?

- ??????? Sabe que eu nunca pensei nisso? Eu só aprendi que ele morreu
na sexta-feira santa e ressuscitou três dias depois, no sábado de aleluia.

- Um dia depois.

- Não, três dias.

- Então morreu na quarta-feira.

- Não, morreu na sexta-feira santa ....... ou terá sido na quarta-feira de cinzas?
Ah, garoto, vê se não me confunde! Morreu na sexta mesmo e ressuscitou no sábado,
três dias depois! Como? Pergunte à sua professora de catecismo!

- Papai, por que amarraram um monte de bonecos de pano lá na rua?

- É que hoje é sábado de aleluia, e o pessoal vai fazer a malhação do
Judas. Judas foi o apóstolo que traiu Jesus.

- O Judas traiu Jesus no sábado?

- Claro que não! Se ele morreu na sexta!!!

- Então por que eles não malham o Judas no dia certo?

- É, boa pergunta.

- Papai, qual era o sobrenome de Jesus?

- Cristo. Jesus Cristo.

- Só?

- Que eu saiba sim, por quê?

- Não sei não, mas tenho um palpite de que o nome dele era Jesus Cristo
Coelho. Só assim esse negócio de coelho da Páscoa faz sentido, não acha?

- Coitada!

- Coitada de quem?

- Da sua professora de catecismo!!!



quinta-feira, 22 de março de 2012

ASSEMBLEIA NA CARPINTARIA - Para refletir

                                       
Contam que na carpintaria houve uma vez uma estranha assembleia.
Foi uma reunião de ferramentas para acertar suas diferenças.
Um martelo exerceu a presidência, mas os participantes
lhe notificaram que teria que renunciar.
A causa? Fazia demasiado barulho; e além do mais,
passava todo o tempo golpeando.
O martelo aceitou sua culpa, mas pediu que também
fosse expulso o parafuso, dizendo que ele dava muitas
voltas para conseguir algo.
Diante do ataque, o parafuso concordou, mas por sua
vez, pediu a expulsão da lixa.
Dizia que ela era muito áspera no tratamento com os
demais, entrando sempre em atritos.
A lixa acatou, com a condição de que se expulsasse o
metro que sempre media os outros segundo a sua medida,
como se fora o único perfeito.
Nesse momento entrou o carpinteiro, juntou o material
e iniciou o seu trabalho,
Utilizou o martelo, a lixa, o metro e o parafuso.
Finalmente, a rústica madeira se converteu num fino móvel.
Quando a carpintaria ficou novamente só, a assembleia
reativou a discussão.
Foi então que o serrote tomou a palavra e disse:
- Senhores, ficou demonstrado que temos defeitos, mas
o carpinteiro trabalha com nossas qualidades, com
nossos pontos valiosos. Assim, não pensemos em nossos
pontos fracos, e concentremo-nos em nossos pontos fortes."
A assembleia entendeu que o martelo era forte, o
parafuso unia e dava força, a lixa era especial para
limar e afinar asperezas, e o metro era preciso e exato.
Sentiram-se então como uma equipe capaz de produzir
móveis de qualidade.
Sentiram alegria pela oportunidade de trabalhar
juntos.
Ocorre o mesmo com os seres humanos.Basta observar e
comprovar.
Quando uma pessoa busca defeitos em outra, a situação
torna-se tensa negativa; ao contrario, quando se busca
com sinceridade os pontos fortes dos outros, florescem
as melhores conquistas humanas.

É fácil encontrar defeitos, qualquer um pode fazê-lo.
Mas encontrar qualidades... Isto é para os sábios!

quarta-feira, 21 de março de 2012

Gás em Ibitira II


O poço que está sendo perfurado em Ibitira encontra-se bastante movimentado,  especificamente  quanto às etapas dos estudos preliminares que indicam a potencialidade da bacia e, posteriormente, a infra-estrutura demandada para a implementação da atividade de extração de gás natural.

A Petra Energia S.A. responsável pelo empreendimento, instalada no local através de seus funcionários, vem dando à região uma enorme esperança de modernidade. Já é rotina ver os “homens de vermelho” andarem nas ruas do distrito e de Martinho Campos.

O potencial da Bacia do São Francisco (em se tratando de gás) é muito promissor conforme dizem os especialistas.
Para nós do lugar, porém, trata-se de um passo gigantesco rumo ao desenvolvimento econômico e social.

Assim o Blog abadiaemfoco destaca alguns pontos do licenciamento da obra, conforme especifica o Parecer SUPRAM -ASF PROTOCOLO Nº0049763/2012:

“....
A bacia sedimentar do São Francisco corresponde a uma unidade geológica neoproterozóica.
Segundo a Agência Nacional de Petróleo - ANP, “acredita-se existir um sistema petrolífero ativo na bacia do São Francisco”. Em Minas Gerais, foram concedidos 31 blocos onde estão em andamento trabalhos de prospecção pelas respectivas operadoras de cada bloco.
A Petra Energia, empresa brasileira, com sede no Rio de Janeiro, detém a concessão para exploração de petróleo e gás em 53 blocos em todo o Brasil, sendo 24 blocos na Bacia do São Francisco.
O bloco SF-T-138 possui área aproximada de 2.926 km², formada por um quadrado com lados de aproximadamente 53 km de extensão. A área total abrange 07 municípios: Pitangui, Abaeté, Martinho Campos, Dores do Indaiá, Quartel Geral, Pompeu e Paineiras.
No ápice do processo de perfuração haverá 100 funcionários divididos em dois turnos de 50 funcionários.
Para a implantação deste poço 138 será necessária uma área de aproximadamente 12.000m² ou 1,2 há, na Fazenda Arrudas, de propriedade do Sr. Maurílio Pinto dos Santos. Foi feito um termo de anuência para explotação desta área com assinatura de contrato de comodato.
Diante dos estudos realizados no bloco SF-138 percebeu-se que o ponto Long 45°8’26.23”0 e Lat 19º25’33.63”S possuía todos os elementos geológicos para a existência de uma acumulação de hidrocarbonetos. A definição da alternativa locacional baseou-se em não intervir em AAP e/ou em local com fragmento vegetacional significativo. Destaca-se a baixa flexibilização da locação e perfuração de poço exploratório de gás, podendo deslocar-se apenas num raio de aproximadamente 300 metros. Tratadas as devidas prerrogativas, a área selecionada para a realização da perfuração é caracterizada como uma área de pastagem tipo braquiária, circundada por três pés de pequi, que não serão retirados. Será condicionado no anexo I deste parecer o cercamento dos indivíduos conhecidos como pequi para que tenhamos certeza de que eles não serão removidos.
...”

É isso aí! O que acontece em Martinho Campos nós comentamos aqui!

terça-feira, 20 de março de 2012

Aula de música

Martinho Campos sempre foi um grande celeiro de jovens cantores, intérpretes e grandes músicos. Mas , para começar, sempre tem um início (redundante não?). Veja abaixo o início de mais uma banda que vai estourar na net, todavia não são de Martinho Campos Abadia. E não vale rir!
Será que o Trio Som Brasil gravaria essa música gospel?Ou Ronald e Rafael?

sábado, 17 de março de 2012

Final de semana nostálgico!


Se perguntarmos para algumas crianças do que elas costumam e gostam de brincar, com certeza 99,9% vão responder que se divertem jogando no computador, no video-game e assistindo TV. Muitas pessoas dizem que tanto as brincadeiras quanto os brinquedos evoluíram. Mas, há quem discorde dessa afirmação.
Em pleno século XXI, a maioria das nossas crianças, martinhocampenses,  desconhecem, na prática, o real 
significado do que vem a ser brincar. Uma palavra tão pequena e ao mesmo tempo tão 
grandiosa para quem teve a oportunidade de se deliciar com brincadeiras simples, 
mas prazerosas. Realmente, as brincadeiras sofreram mutações, mas a essência de ser criança permanece. A infância passa rapidamente. E só nos cabe recordar essa época tão fascinante. Quando falamos em infância, o que vêm à sua memória? Você já parou para pensar o que as crianças de hoje vão ter para lembrar?
Vamos voltar um pouquinho no tempo... que menina, ou menino nunca brincou de pique esconde? Há alguns anos, isso era uma febre. E pular amarelinha? Quantas vezes íamos e voltávamos pulando aqueles quadrinhos que nós mesmas rabiscávamos, utilizando pedaços de tijolos, nas portas de nossas casas, pracinhas etc? 
E pular corda, então?! Era uma delícia juntar os amiguinhos e ficar batendo, cantando e 
pulando até cansar.
Não podemos esquecer do bambolê, que era rodado na cintura até perder forças e cair. Algumas meninas conseguiam passá-lo por todo o corpo sem parar de rodar e nem deixar cair!
Enquanto isso, os meninos faziam a festa soltando pipas coloridas que enfeitavam o céu, principalmente no período de férias. Além disso, bolinhas de gude, jogos de botões, "Playmobil", "Comandos em ação", Atari e Pac-Man faziam a alegria da meninada anos atrás.  Sem falar dos mais variados tipos de carrinhos. E as bicicletas? Nossa, a gente contava os dias para chegar o final de semana e podermos sair para pedalar em algum lugar legal na Badia.
E quem é que nunca jogou dama - não vale pela internet -, ou fez bolinhas de sabão com canudo de mamona e sabão em pó?! Era divertido demais soltar as bolinhas e acompanhá-las até estourarem no ar!

Quem nunca brincou de "Ferrorama" ou "Jogo do Cai não cai"? Quantas tardes passamos jogando por horas a fio "Banco Imobiliário", "Genius", "Jogo da vida", "War", "Pula Pirata" e "Cara a Cara"?
Nem víamos as horas passarem enquanto nos divertíamos brincando de:  esconde-esconde, pega-pega, cabra-cega, telefone sem fio, passa anel, boca de forno, estátua, dança da cadeira, detetive, adedonha, queimada e rouba a bandeira. E a famosa brincadeira cai no poço - era pra ser cheia de malícia, mas a gente se esbaldava com muita inocência. Quantas boas lembranças de um tempo dourado! Haja fôlego para as crianças da “Badia, Bitira e Berte Izaque, além do Beirute!”
Hoje, as crianças nem sabem que brincadeiras são essas citadas anteriormente. Talvez nem se interessem. Ou não sejam estimuladas a se interessarem. É muito mais conveniente, e muito mais sem graça também, deixar uma criança se entreter com jogos eletrônicos do que ensiná-la brincadeiras simples, mas sadias, como as que aprendemos com os nossos pais há alguns anos.
Hoje, as crianças estão muito mais preocupadas em se adequar as novas tecnologias e não vêem que vivendo no mundo "virtual" em que se situam estão perdendo a melhor fase de suas vidas. Parece que nem mesmo os pais têm consciência disso. Acham que dando tudo do bom e do melhor, em termos de equipamentos eletroeletrônicos estão fazendo seus filhos mais felizes, mas não percebem que o que realmente traz felicidade é vivenciar cada época de nossas vidas, sem pular etapas. Crianças mais felizes, consequentemente, se tornam adultos mais felizes. Nós, sim soubemos aproveitar. Éramos inocentes, simplesmente crianças. Vivíamos bem distantes da corrupção, de adulteração disso ou daquilo, de mensalão, de violência, de crueldade, etc. Apesar das críticas, não há o que reclamar. Tivemos uma infância feliz!!
Cai no poço
Hoje, vamos lembrar de uma brincadeira, não muito antiga, mas não muito conhecida pelas gerações atuais. Chamava-se "CAÍ NO POÇO". Essa brincadeira fazia a cabeça da garotada entre 12 e 15 anos e era uma brincadeira mista, de ambos os sexos. Era executada da seguinte maneira: o grupo ficava sentado (ou em pé) em linha e tiravam dois integrantes. Um tinha os olhos vendados e o outro o "guiava". O menino (ou menina) que tinha os olhos vendados deveria escolher um, entre o grupo, que o substituiria. Quem estava "guiando", tinha a função de apontar os integrantes do grupo perguntando ao que estava de olhos vendados: é esse? é esse? ... Quando a pessoa de olhos vendados dizia "é" então o guia perguntava: PERA, UVA, MAÇÃ OU SALADA MISTA? Então ele daria na pessoa escolhida, um aperto de mão se dissesse PERA, um abraço se dissesse UVA, um beijo no rosto se dissesse MAÇÂ e um beijo na boca se dissesse SALADA MISTA. A pessoa escolhida tinha os olhos vendados e então recomeçava a brincadeira. Essa brincadeira foi sensação na década de 90 e era uma forma que a garotada achava para se paquerar. Além do mais aconteciam situações bastante engraçadas, por exemplo, quando um menino escolhia outro e pedia SALADA MISTA.
(texto adaptado por Ita)

O Casal

Era uma vez uma moça muito bonita,  vinda dos Estados Unidos para passear na Badia, que casou com um moçoilo aqui da nossa terra, vivendo os dois na Ibitira.

A pobre menina não sabia falar português, nem mesmo algumas palavras, mas lá se ia entendendo com o marido.

O pior era quando tinha que ir às compras...

Um dia foi ao açougue, lá do Barbosa,  para comprar pés de porco. 
Não sabendo como os pedir não teve outro remédio senão descalçar-se, mostrar os pés e roncar ao mesmo tempo. 

Lá conseguiu levar os pés de porco para casa.

No dia seguinte foi comprar peito de galinha. Mais uma vez as coisas não correram lá muito bem e teve que desabotoar a camisa e mostrar o peito enquanto cacarejava. 

Lá conseguiu levar os peitos de galinha para casa.

No terceiro dia pretendia comprar umas grandes salsichas, e, como não conseguia explicar por si própria, resolveu levar o seu marido consigo....

Estão a imaginar a cena que se seguiu, não é?  

Hummmm





Suas mentes perversas.

É óbvio que não aconteceu nada.

O marido sabe falar português!!!!!!!

sexta-feira, 16 de março de 2012

São tantos, para quê?

Atualmente, a legislação eleitoral brasileira e a Constituição, promulgada em 1988, permite a existência de várias agremiações políticas no Brasil.
Aqui em Martinho Campos temos 16 órgãos partidários vigentes, mas não temos mais de cinco ideologias. Essa fragmentação partidária é ruim para o processo democrático. Começa a ter partidos que você não consegue identificar seu caráter programático e ideológico. Não precisa proibir nenhum partido. Quem quiser pode fazer um novo partido, mas precisa ter voto suficiente para eleger seus representantes. Pois temos candidatos que sequer sabem o que prega seu partido, sua ideologia, sua plataforma. 
Lembro-me bem do tempo em que havia apenas duas agremiações políticas no Brasil e, também, na querida Badia. Na época do Regime Militar, a Lei Falcão estabeleceu a existência de apenas duas legendas: ARENA ( Aliança Renovadora Nacional ) e o MDB (Movimento Democrático Brasileiro ). Enquanto a ARENA reunia os políticos favoráveis ao regime militar, o MDB reunia a oposição, embora controlada.
Hoje, porém, temos esta infinidade de partidos numa pequena cidade, sendo sua finalidade , às vezes, de buscar uma coligação e receber benefícios quando se elegerem, uma coisa amoral porém legal.
O abadiaemfoco sempre trará informações e textos sobre a política deste ano em Martinho Campos, no sentido de alertar os leitores quanto à ação democrática e quanto à importância do seu voto na estruturação do futuro abadiense e de seus moradores.

quinta-feira, 15 de março de 2012

Esporte: Galo vence , mas não convence!



O Galo estreou bem na Copa do Brasil vencendo a fraca equipe do CENE do Mato Grosso do Sul por 3x1, com boa atuação de Mancini que entrou no segundo tempo. Aliás, Mancini não pode ser reserva deste time em nenhum jogo, pois sua experiência e personalidade dão um bom ritmo à equipe alvinegra.
Com gols de André, Réver e Mancini o Galo venceu e passou à segunda fase da competição eliminando o jogo de volta. Porém foi um jogo abaixo das expectativas tanto do técnico Cuca como de toda torcida preta e branca das Gerais. Faltou garra, dinamismo e objetividade. A equipe perdeu vários gols, demonstrando falhas que precisam ser corrigidas, até mesmo porque agora as competições vão se afunilando e os jogos se tornam mais difíceis.
Agora é voltar a pensar no Mineiro, um dos objetivos do Galo neste ano.

Piadinha do Geriowaldo

Uma freira faz sinal para um táxi parar. Ela entra e o taxista não pára de olhar para ela:
- Por que você me olha assim?
Ele explica:
- Tenho uma coisa para lhe pedir, mas não quero que fique ofendida...
Ela responde:
- Meu filho, sou freira há muito tempo e já vi e ouvi de tudo. Com certeza não há nada que você possa me dizer ou pedir que eu ache ofensivo.
- Sabe, é que eu sempre tive na cabeça uma fantasia de ser beijado na boca por uma freira...
A freira:
- Bem, vamos ver o que é que eu posso fazer por você: primeiro, você tem que ser solteiro, Atleticano e também católico.
O taxista fica entusiasmado:
- Sim, sou solteiro, Galo doido desde criancinha e até sou católico também!
A freira olha pela janela do táxi e diz:
- Então, pare o carro ali na próxima travessa.
O carro pára na travessa e a freira satisfaz a velha fantasia do taxista com um belo beijo na boca, com direito a língua, aquele amasso!
Mas, quando continuam para o destino, o taxista começa a chorar:
- Meu filho - diz a freira - Por que é que está chorando?
- Perdoe-me Irmã, mas confesso que menti: sou casado, Americano e sou evangélico.

A freira conforta-o:
- Deixa pra lá. Estou a caminho de uma festa à fantasia , me chamo Nepomuceno  e torço pro Cruzeiro.

quarta-feira, 14 de março de 2012

Vendem-se homens na Badia!

Uma mulher estava na Avenida José Américo, aqui na Badia,  quando observou uma loja, em um prédio (nesta história Badia tem prédio sim senhor) que dizia: "Vendem-se homens". Intrigada, ela entrou.
No 1º andar tinha uma placa que dizia: "Esta loja tem 6 andares. Você só pode subir, é proibido descer. A saída fica no último andar. Você só pode escolher 1 homem."
Logo após outra placa, que dizia: "Aqui os homens são carinhosos."
A mulher subiu, e no 2º andar dizia: "Aqui os homens são carinhosos e bonitos."
Animada, subiu pro 3º andar onde dizia: "Aqui os homens são carinhosos, bonitos e com bons empregos."
Empolgada, não teve dúvidas e subiu mais um andar. No 4º andar dizia: "Aqui os homens são carinhosos, bonitos, com bons empregos e adoram crianças."
A mulher começou a bambear, mas subiu pro 5º andar. Lá dizia a placa: "Aqui os homens são carinhosos, bonitos, com bons empregos, adoram crianças e fazem de tudo."
A mulher pensou em parar ali, mas acabou indo pro último andar, o 6º. Lá tinha um placar eletrônico que dizia: "Você é a 2.315.434ª mulher a entrar nesse andar. Não temos homens aqui. Isso é para você aprender que não existe a perfeição, e que a exigência das mulheres é infinita. Adeus e tenha um bom dia."

terça-feira, 13 de março de 2012

Gás em Ibitira - I

Ibitira poderá ser um grande produtor de gás natural. A descoberta do produto em nossa região veio como uma notícia excelente para todos, pois a cidade assim como a região fica mais valorizada, prometendo uma mudança na vida de todos.
A Petro (empresa responsável pela extração em Ibitira) já está trabalhando no distrito a todo vapor.
Veja o vídeo onde o colega Experidião, vereador da vizinha cidade de Pompéu, fala sobre o assunto.

segunda-feira, 12 de março de 2012

Esgoto....

Ao receber a conta de água deste mês (Copasa) comecei a refletir sobra a cobrança da taxa de esgoto na referida fatura. Foram R$29,38 descontados em favor da coleta, manutenção e DISPOSIÇÃO FINAL. Ora, como disposição final se não existe ETE ainda no atual sistema. E pior! Na minha rua o esgoto vai rumo ao Rio Picão e, até hoje, não vi nenhuma construção que pudesse receber tal produto, seja para tratamento ou para bombeamento como ocorre nos sistemas já terminados. Ou seja, nossa m@%#$da está, indiretamente, indo para o Rio Picão e, do outro lado, indo para o Córrego do Bambé, leitos afluente e sub-afluente do Velho Chico.
Isso é uma aberração. Um absurdo. Seja Copasa ou seja Prefeitura algo precisa ser feito. As eleições vem aí!

domingo, 11 de março de 2012

sexta-feira, 9 de março de 2012

Imposto de Renda


A todos os amigos internautas que gostam do abadiaemfoco vai aqui uma dica (para aqueles que vão declarar imposto de renda) de como preencher a lista de dependentes corretamente.

--- EXERCÍCIO DE 2012, ANO BASE 2011, TERMINARÁ NO DIA 30 DE ABRIL.

ANO A ANO A DECLARAÇÃO RENDA ESTÁ MAIS DIFÍCIL DE SER PREPARADA PORQUE É NECESSÁRIO
TOMAR MUITO CUIDADO NA HORA DE DEFINIR QUEM SÃO SEUS DEPENDENTES.

SE VOCÊ ESTÁ ENCONTRANDO ALGUMA DIFICULDADE PODE UTILIZAR A LISTA DE DEPENDENTES
RELACIONADA ABAIXO.
Vá preparando a Declaração de IR 2011 LEMBRE-SE
Já atualizou sua lista de dependentes do IR? Não?

Então pode copiar da minha.

DECLARAÇÃO ANUAL DE RENDIMENTOS - PESSOA FÍSICA

RELAÇÃO OFICIAL DOS

MEUS DEPENDENTES


01)Governo Federal- IR, CPMFetc.; 
02) Governo Estadual- IPVA, ICMS etc.; 
03) Governo Municipal -IPTU, TRSD,ISSQNetc.; 
04) INSS- Contribuição previdenciária; 
05) Conselho Regional Profissional - Contribuição anual
 
06) Sindicato da Categoria Profissional - Contribuição anual; 
07) SABESP/PREFEITURA - Contas de água e esgoto (consumo mínimo mesmo que não tenha consumido) e taxa de coleta de lixo; 
08) CPFL/GLP- Contas de luz e gás (consumo mínimo mesmo que não tenha consumido); 
09) Telefônica/Brasil Telecom/TIM/ CLARO/VIVO celular - Assinatura mensal; 
10) Plano de Saúde - Mensalidade; 
11) Detran- Licenciamento anual de veículo, transferência e renovação de carteira de habilitação; 
12) Contran- Taxa de inspeção veicular ; 
13) IRB- Seguro automotor obrigatório ; 
14) Concessionárias de estradas de rodagem - Pedágios ; 
15) CET/DSV/ESTAR - Talões de estacionamento ; 
16) Terminais aeroviários e rodoviários- Taxa de uso dos sanitários e estacionamento ; 
17) Instituições financeiras- Taxas de administração e manutenção de contas correntes, renovação anual de cartões de crédito, requisição de talões de cheque etc.; 
18) Tomadores de conta de veículos, guardadores de lugar em filas, cambistas diversos, flanelinhas e vendedores de semáforos - Caixinha, cafezinho etc.; 
19) Carteiro, lixeiro, varredor de rua, porteiro do prédio, leitores de relógios e entregadores de contas, entregadores de gás, de água etc. - Páscoa, Natal, Ano Novo etc.

20) Mais de 13 milhões de beneficiários do Bolsa Família


Mais 567 deputados federais e
81 senadores, com as respectivas AMANTES e CORJAS...

E também deputados estaduais, Prefeitos e vereadores.

E, ainda, mais todos os presidiários do País, por conta do Auxilio Reclusão. Eles te assaltam, matam quem você ama, e você ainda ajuda a família deles.

É mole ?
 

quinta-feira, 8 de março de 2012

Inspiração quaresmeira



Quando saímos para passear nas “roças” da nossa Badia nos deparamos com algo peculiar: o colchete fechando uma estrada para o gado não sair. E, para adentrarmos na propriedade, temos que abri-lo.
Para se abrir um colchete o sujeito não precisa ser estudado não, porém tem que ter técnica. Ele chega próximo e retira a parte superior primeiro, depois a parte de baixo e leva aquela barreira de arame e pau para o lado.
Uma vez ultrapassado o colchete deve ser fechado novamente para manter sua função.
No lugar do colchete, às vezes, se usa a porteira ou um pontilhão de ferro (mata-burro). Porém, em nossa zona rural, ainda faltam muitos mata-burros para serem colocados.
Numa fazenda em Ibitira me deparei com uma cena impressionante: um cabra , leitor desse blog, conversando com umas vaquinhas que estavam pastando próximo à divisa da propriedade. Ele dizia: - prestem atenção! Não podem sair por ali na porteira senão o Maroveu vem e pega vocês.
E as vaquinhas nem chegavam perto da porteira nem da cerca. Fiquei impressionado e fui logo perguntando: Que isso companheiro, as vaquinhas te entendem? E quem ou o que diabos seria Maroveu?
O capiau, sorrindo, disse: Olha atleticano, as vaquinhas me entendem sim. Porque nós somos seres humanos e elas (como todos os mamíferos) são seres “umanos”, vem do ume. E Maroveu é o personagem do causo que aconteceu com meu avô, que eu repito toda noite pras vacas ficarem atentas.
Curioso quis saber do causo:

Meu vô, disse o compadre,  que antigamente morava na fazenda, na parte da tarde sempre saía com sua charrete para fazer seus negócios na Ibitira (lá na venda do Geraldo Tiú), e voltava à noite; bem à noite! E sempre que chegava na fazenda, madrugada, era a mesma coisa: para o cavalo, desce da charrete, abre a porteira, volta pra charrete, passa a charrete mais o cavalo pela porteira, desce da charrete, fecha a porteira, volta pra charrete e depois vai chegando na casinha onde guarda as tralhas e a charrete, além de dar água e comida para o Amendoim (amendoim era o nome do cavalo). Já estava cansado de fazer isso diariamente, mas fazer o que! Certa vez ele chegou em frente a porteira e antes de descer pra fazer o de sempre, avistou a porteira se abrindo. Olhando bem, viu que era um cara muito esquisito, de roupa bonita, camisa xadrez da marca Maroveu, gravata, com meia sem sapato que abria. Embora achasse muito estranho, meu vô achou ótimo, pois afinal não ia precisar fazer todo aquele trabalhão. Aí... quando o sujeito terminou de abrir a porteira, meu vô passou com a charrete e imediatamente olhou pra trás para agradecer o sujeito. Mas ele não estava mais lá... sumiu? como? e a porteira estava completamente fechada, como se não estivesse sido aberta. Meu vô disse que nunca teria dado tempo do sujeito fechar a porteira e sumir neste minúsculo intervalo de tempo com que passou com a charrete e olhou pra trás. Muito esquisito!

Quando acabou de falar o causo, olhei para o lado e vi que as vacas estavam todas assustadas, que coisa não?