abadiaemfoco

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Conversa entre matutos...

Na fazenda, ali pelas bandas do Riacho do Barro, o Geriowaldo (herói da Badia) mais seu compadre Zé Cagueiteira estão conversando e um pergunta para o outro:
- Zé ocê é mais forte do que uma galinha?
- Sim, claro! - responde o Zé.
O Geriowaldo retruca de imediato:
- Então bote um ovo!

Eclesiastes 4/Em dia com a Bíblia

Depois voltei-me, e atentei para todas as opressões que se fazem debaixo do sol; e eis que vi as lágrimas dos que foram oprimidos e dos que não têm consolador, e a força estava do lado dos seus opressores; mas eles não tinham consolador.
Por isso eu louvei os que já morreram, mais do que os que vivem ainda.
E melhor que uns e outros é aquele que ainda não é; que não viu as más obras que se fazem debaixo do sol.
Também vi eu que todo o trabalho, e toda a destreza em obras, traz ao homem a inveja do seu próximo. Também isto é vaidade e aflição de espírito.
O tolo cruza as suas mãos, e come a sua própria carne.
Melhor é a mão cheia com descanso do que ambas as mãos cheias com trabalho, e aflição de espírito.
Outra vez me voltei, e vi vaidade debaixo do sol.
Há um que é só, e não tem ninguém, nem tampouco filho nem irmão; e contudo não cessa do seu trabalho, e também seus olhos não se satisfazem com riqueza; nem diz: Para quem trabalho eu, privando a minha alma do bem? Também isto é vaidade e enfadonha ocupação.
Melhor é serem dois do que um, porque têm melhor paga do seu trabalho.
Porque se um cair, o outro levanta o seu companheiro; mas ai do que estiver só; pois, caindo, não haverá outro que o levante.
Também, se dois dormirem juntos, eles se aquentarão; mas um só, como se aquentará?
E, se alguém prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; e o cordão de três dobras não se quebra tão depressa.
Melhor é a criança pobre e sábia do que o rei velho e insensato, que não se deixa mais admoestar.
Porque um sai do cárcere para reinar; enquanto outro, que nasceu em seu reino, torna-se pobre.
Vi a todos os viventes andarem debaixo do sol com a criança, a sucessora, que ficará no seu lugar.
Não tem fim todo o povo que foi antes dele; tampouco os que lhe sucederem se alegrarão dele. Na verdade que também isto é vaidade e aflição de espírito.

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Galo só empata

Mesmo jogando abaixo do potencial, o Atlético Mineiro conseguiu trazer um ponto do Sul do país ao empatar com a boa equipe do Grêmio porto-alegrense.
A estrela de Robinho (artilheiro do Galo) brilhou e assim pode fazer mais um gol e auxiliar a equipe mineira a ficar entre os primeiros colocados e, quiçá, chegar à frente da tabela no fim do campeonato.
A torcida entende o momento do Galão e espera que o nível continue subindo e fazendo a alegria da massa. 
Vamos que vamos meu Atlético amado! Bica bicudo! Galo é Galo!

sábado, 27 de agosto de 2016

Momento Nostalgia/Bente Altas

Quem se lembra?
Bente Altas é um antigo jogo de rua, hoje raro, mas muito popular em toda Minas Gerais até pouco tempo. Tem regras muitos simples e utiliza materiais rústicos: dois conjuntos de três gravetos que, unidos em forma de pirâmide, formam as casinhas; dois pedaços achatados de lata, formando as bases, ou pás; e uma bola comum, ou de capota, ou ainda de pano, do tamanho de uma laranja média, usualmente feita a partir de meias velhas, a bola de meia.
E "nois" da Badia brincávamos muito disso. Na rua lá de casa (então de terra) próxima à Igreja Batista a molecada ficava horas a jogar o Bente Altas. Tinha até clássico (tipo Galo e Raposa).
E para festejar o jogo e a época vamos ouvir duas belas músicas de um passado glorioso.


Agora a nacional



Gente da gente / Mais um martinho-campense na PC


O abadiaemfoco, através de seu idealizador, foi convidado, pelo amigo e agora "irmão de farda" Marcos Aloísio de Faria (Marquinho do Lico), para participar da solenidade de formatura dos investigadores do concurso de 2014, que aconteceu na manhã dessa quinta-feira (25/08), na Acadepol. Diversas autoridades do Governo do Estado, do Poder Legislativo, das Polícias Civil, Militar e Corpo de Bombeiros Militar, prestigiaram a solenidade, além de familiares e amigos dos formandos.

Martinho Campos é prestigiada ao ver um filho seu brilhando por estas Gerais, principalmente por ele ter sido destaque durante o curso. 

Lembramos que a trajetória, desde os tempos de professor e funcionário da prefeitura, lhe trouxeram experiência e sabedoria para alcançar esse patamar.

O abadiaemfoco parabeniza os formandos (em especial nosso Marquinhos), os novos investigadores de polícia, que venceram várias etapas para chegarem até o dia da formatura no Curso de Formação Policial.
(Fotos do sindipol e de Aline Faria)

 

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Reflexão da sexta-feira/Seu sorriso

Não preciso me drogar para ser um gênio;
Não preciso ser um gênio para ser humano;
Mas preciso do seu sorriso para ser feliz.
(Chaplin)

Boa campanha e boa sorte a todos nós

A plateia assiste ao espetáculo das eleições em nossa cidade. Os candidatos já estão de vento em popa, buscando apoios e votos para se elegerem e assim gerirem nossa Martinho Campos. Há bons candidatos e candidatos bons, isso é óbvio. Todavia, a reflexão se faz necessária tendo em vista vários aspectos ideológicos, vivenciais e espirituais dos postulantes aos cargos públicos, haja vista seus interesses particulares e seus interesses coletivos.
Como já dizia Sócrates (filósofo grego) "Nenhum governante, seja qual for a natureza da sua autoridade, na medida em que é governante, não objetiva e não ordena a sua própria vantagem, mas a do indivíduo que governa e para quem exerce a sua arte; é com vista ao que é vantajoso e conveniente para esse indivíduo que diz tudo o que diz e faz tudo o que faz."
Assim o bom candidato deve almejar o melhor futuro para seus munícipes e não em benefício próprio. Talvez aí esteja a reflexão a ser feita em tempos de eleição.
Nossa cidade precisa de muitas coisas (urgentes) para cuidar de seus cidadãos. Aqui vou elencar apenas alguns pontos que os dois candidatos a prefeito devem falar sobre:
- nosso lixo é levado diuturnamente para um lixão a céu aberto no distrito de Ibitira causando um crime ao meio ambiente e transtorno aos moradores daquele distrito e região; - nosso Hospital (apesar de ser uma instituição e não público) precisa de reforço financeiro para aprimorar seu atendimento; - o sistema de coleta e tratamento de esgoto da sede do município não está terminado o que gera a descarga dele diretamente no Córrego do Bambé e no Rio Picão (ambos afluentes do Rio São Francisco); - Foram retirados os policiamentos dos distritos de Ibitira e Alberto Isaacson o que vem gerando aumento considerável de ocorrências naqueles locais; - urge a necessidade de se trazer mais indústrias/firmas para a cidade; - precisamos de um canal firme e sincero de comunicação entre o poder público e o povo (seja por jornal escrito, rádio ou tv) semanal ou mensalmente; ...
Isso posto devemos ouvir os candidatos e refletir sobre suas propostas. Só assim poderemos escolher a melhor opção pra nossa querida Abadia.
O abadiaemfoco pratica essa ideia e sempre estará postando aqui suas reflexões e possivelmente seus candidatos a prefeito e vereador.
Boa campanha e boa sorte a todos nós.

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Publicações oficiais recentes do município

Resultado de imagem para brasão de minas
24/08
PREFEITURA MUNICIPAL DE MARTINHO CAMPOS/MG: Quinto Termo Aditivo ao Contrato nº 047/2014, referente ao Processo Licitatório nº 25/2014 Tomada de Preços nº 04/2014, firmado com a empresa EMPRESER – EMPRESA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS LTDA. Fica prorrogado o prazo de vigência do contrato originário para até 31 de dezembro de 2016. Francisco Ludovico de Medeiros - Prefeito Municipal.

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARTINHO CAMPOS/MG: Sexto Termo Aditivo de Retificação e Ratificação ao Contrato nº 047/2014, referente ao Processo Licitatório nº 25/2014 Tomada de Preços nº 04/2014, firmado com a empresa EMPRESER – EMPRESA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS LTDA. Fica retificada a CLÁUSULA OITAVA do instrumento contratual primitivo, em face da previsão, agora ajustada, de reajuste dos valores contratuais, como ainda, acrescido à tal cláusula, o PARÁGRAFO ÚNICO, tendo em vista perdurar o contrato no tempo por mais de doze meses. Francisco Ludovico de Medeiros - Prefeito Municipal. 

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARTINHO CAMPOS/MG: Segundo Termo Aditivo ao Contrato nº 20/2015, referente ao Processo Licitatório nº 21/2015 Tomada de Preços nº 02/2015, firmado com a empresa EMPRESER – EMPRESA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS LTDA. Fica prorrogado o prazo de vigência do contrato originário para até 30 de dezembro de 2016 a partir de 27 de junho de 2016. Francisco Ludovico de Medeiros - Prefeito Municipal. 

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARTINHO CAMPOS/MG: Terceiro Termo Aditivo de Retificação e Ratificação ao Contrato nº 20/2015, referente ao Processo Licitatório nº 21/2015 Tomada de Pre- ços nº 02/2015, firmado com a empresa EMPRESER – EMPRESA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS LTDA. Fica retificada a CLÁUSULA OITAVA do instrumento contratual primitivo, em face da previsão, agora ajustada, de reajuste dos valores contratuais, como ainda, acrescido à tal cláusula, o PARÁGRAFO ÚNICO, tendo em vista perdurar o contrato no tempo por mais de doze meses. Francisco Ludovico de Medeiros - Prefeito Municipal. 

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARTINHO CAMPOS/MG: Termo de Adjudicação e Homologação. Processo Licitatório nº 32/2016 Tomada de Preços nº 01/2016. Objeto: Contratação de Empresa Especializada em Engenharia Elétrica para Prestação de Serviços de Execução da Obra de Modificação e Extensão de Rede de Distribuição de Energia Elétrica Monográfica de 7,97 KV no Distrito de Abert Isaacson e Buriti Grande, na comunidade de Boa Vista e Monjolinho, pertencentes ao Município de Martinho Campos nos Padrões Cemig. Empresa vencedora: Cetec Construções Eletrotécnicas Ltda Epp. Francisco Ludovico de Medeiros – Prefeito Municipal.

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Eclesiastes 3/ Em dia com a Bíblia

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.
Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou;
Tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar;
Tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar;
Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar;
Tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de lançar fora;
Tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar;
Tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz.
Que proveito tem o trabalhador naquilo em que trabalha?
Tenho visto o trabalho que Deus deu aos filhos dos homens, para com ele os exercitar.
Tudo fez formoso em seu tempo; também pôs o mundo no coração do homem, sem que este possa descobrir a obra que Deus fez desde o princípio até ao fim.
Já tenho entendido que não há coisa melhor para eles do que alegrar-se e fazer bem na sua vida;
E também que todo o homem coma e beba, e goze do bem de todo o seu trabalho; isto é um dom de Deus.
Eu sei que tudo quanto Deus faz durará eternamente; nada se lhe deve acrescentar, e nada se lhe deve tirar; e isto faz Deus para que haja temor diante dele.
O que é, já foi; e o que há de ser, também já foi; e Deus pede conta do que passou.
Vi mais debaixo do sol que no lugar do juízo havia impiedade, e no lugar da justiça havia iniqüidade.
Eu disse no meu coração: Deus julgará o justo e o ímpio; porque há um tempo para todo o propósito e para toda a obra.
Disse eu no meu coração, quanto a condição dos filhos dos homens, que Deus os provaria, para que assim pudessem ver que são em si mesmos como os animais.
Porque o que sucede aos filhos dos homens, isso mesmo também sucede aos animais, e lhes sucede a mesma coisa; como morre um, assim morre o outro; e todos têm o mesmo fôlego, e a vantagem dos homens sobre os animais não é nenhuma, porque todos são vaidade.
Todos vão para um lugar; todos foram feitos do pó, e todos voltarão ao pó.
Quem sabe que o fôlego do homem vai para cima, e que o fôlego dos animais vai para baixo da terra?
Assim que tenho visto que não há coisa melhor do que alegrar-se o homem nas suas obras, porque essa é a sua porção; pois quem o fará voltar para ver o que será depois dele?

Gente da gente - Senhora da Abadia

Cento e vinte páginas de pura emoção e fé carismática, tendo como centro nossa "Mãe" (Nossa Senhora da Abadia), venho neste "post" parabenizar e agradecer ao ilustre filho da terra, senhor Márcio Teixeira pelo lançamento do seu mais novo trabalho literário "Senhora da Abadia". O autor foi sucinto e coerente, além de trazer a história de nossa Imagem Milagrosa em palavras suaves, porém realistas e perenes.
O livro é um retorno ao passado nostálgico de nossa cidade com citações em torno da Igreja , da Imagem e de seus párocos, além de abranger a história de nosso município que se confunde com a história da Matriz.
Também preza, o autor, pelas bonitas fotos que estampam o livro.
Uma leitura imperdível e uma obra para ser cabeceira de qualquer biblioteca. Obrigado amigo Márcio, a cidade te respeita e valoriza, como o filho ilustre que tu és!


segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Na vice-liderança

O Atlético venceu mais uma e está na cola do líder do campeonato Brasileiro 2016. 
Com muita raça e vontade o Galo superou a forte equipe do Furacão e encostou de vez no Palmeiras, assumindo assim a vice liderança do certame nacional.
A torcida fez sua parte e incentivou o time mais uma vez do início ao fim do jogo.
Agora o foco fica dividido com os jogos da Copa do Brasil. Mas esperamos sair vitoriosos de ambos campeonatos!
Porque aqui, aqui é Galo!

domingo, 21 de agosto de 2016

Painel à mostra e o eleitor em análise

O TSE divulgou em seu site a lista dos candidatos a prefeito e vereadores dos municípios brasileiros. Martinho Campos tem, atualmente, dois candidatos a prefeito, dois candidatos a vice e setenta e nove candidatos a vereador.
Para a prefeitura nomes novos, pela primeira vez em disputa. Já para a Câmara alguns candidatos à reeleição e muitos que tentam a primeira vez representarem o povo na Casa Legislativa.
O eleitor agora pode analisar cada um e, até outubro, decidir sobre os mais viáveis para a administração pública de nossa querida "Abadia".
A sorte está lançada e que a campanha seja limpa, coerente e em prol da comunidade.
Estamos de antenas ligadas! Afinal merecemos "ouro" pelo nosso lugar!


sábado, 20 de agosto de 2016

Momento Nostalgia/ Papagaios

Agosto era o mês que mais brincávamos no campo do Abadia e nas ruas de nossa cidade. A garotada fazia suas pipas e saía para empiná-las em qualquer lugar que fosse bom de vento.
Também chamadas de papagaios os protótipos voavam bem e eram muito bem feitos por nós. Bastava ter uns pedaços de bambu, folha de papel de seda, linha e cola que já fabricávamos o dito cujo com rabiola e ficava bacana demais.
E para lembrar daqueles tempos vamos ouvir dois sucessos do passado, muito presentes ainda.


Agora a nacional





Amigo internauta, acesse esse link abaixo e veja um vídeo da Banda Crysp, no ano de 1987 tocando num baile da Aleluia. Quem sabe você estava lá?!

https://www.facebook.com/nelio.alves.39/videos/1115000678583511/


sexta-feira, 19 de agosto de 2016

Reflexão da sexta-feira/Nada é impossível...movendo montanhas

Havia nos Andes duas tribos em guerra. Uma vivia na parte baixa; a outra, na parte alta das montanhas.

Um dia, a parte baixa foi invadida pelos povos do alto, que, além de saquearem os inimigos, raptaram um bebê e o levaram para as montanhas.

Os povos da parte baixa não conheciam os caminhos usados pelos povos da montanha. Não sabiam como chegar ao alto, como chegar aos inimigos ou rastrear seus passos pelos terrenos escarpados.

Mesmo assim, enviaram seus melhores guerreiros para subir a montanha e trazer a criança de volta.

Os homens tentaram diferentes métodos de escalada. Primeiro um caminho, depois outro. Após vários dias de esforços, não tinham subido nem quinhentos metros.

Sentindo-se impotentes e sem esperança, os homens da parte baixa consideraram a causa perdida e se prepararam para voltar para sua cidade.

Enquanto arrumava o equipamento para a descida, viram a mãe do bebê andando na direção deles. Perceberam que ela estava descendo a montanha que eles não tinham conseguido subir.

E então descobriram que o bebê estava amarrado às costas da mulher. Como era possível?

Um dos homens a saudou, dizendo: “Nós não tivemos êxito em subir a montanha. Como você chegou ao alto se nós, os homens mais fortes e capazes da cidade, não conseguimos?”

Ela encolheu os ombros e respondeu: “É que não era o filho de vocês que estava lá.

Prova de legislação será feita online a partir de segunda-feira

As provas de legislação para a obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) passarão a ser feitas online em Belo Horizonte a partir da próxima segunda-feira. A medida, em caráter de teste, tem o objetivo de garantir mais rapidez e segurança ao processo. A novidade também deverá ser expandida para o interior do Estado, onde muitas cidades aplicam exames escritos.

A mudança será aplicada, primeiramente, na Unidade de Atendimento Integrado (UAI) da praça Sete, no centro, onde o número de cabines para a realização dos testes será ampliado de nove para 30. Caso a tecnologia funcione, será expandida para as demais unidades da capital e das outras 11 cidades que possuem UAIs ligadas ao Detran.
Atualmente, já existe, na capital, a possibilidade de realização das provas pelo computador, por meio de um sistema eletrônico. “O que muda é a tecnologia, que vai ser via web, mas o candidato vai continuar a agendar a prova e a comparecer ao local indicado”, explicou a delegada Elizabeth Martins, da Divisão de Habilitação do Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG).
Com o atual sistema eletrônico, o candidato consegue saber o resultado logo após o término da prova. No exame escrito, o tempo de espera é de 48 horas. “Vai proporcionar mais rapidez e segurança e evitar filas e burocracias porque a plataforma é desenvolvida para se evitar fraudes. As salas serão filmadas”, disse Elizabeth. Sem afirmar uma data, o departamento informou que a plataforma poderá ser difundida no Estado por meio das Unidades de Circunscrição Regional de Trânsito.
Saiba mais

Tecnologia. A plataforma para a realização dos exames de legislação via web foi desenvolvida pela Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de MG.
Cidades. Além de BH, Varginha, Montes Claros, Barbacena, Betim, Juiz de Fora, Uberlândia, Governador Valadares, Araçuaí, Uberaba, Caratinga e Divinópolis têm UAIs com atendimento do Detran. 

Números. Em 2015, dos 70.321 candidatos que fizeram exames de legislação em BH, 49.150 foram aprovados (69,8%). Neste ano, até julho, foram 27.962 aprovados de 39.038 candidatos (71,6%).
(texto extraído do jornal digital O Tempo)


terça-feira, 16 de agosto de 2016

Todos somos Martinho Campos!

O apito se fez ouvir e a partida começou. Nove cadeiras em disputa e mais dois tronos para serem preenchidos em Janeiro e mudar (ou não) a política e a governança de nossa querida Abadia, mais corretamente chamada de Martinho Campos.

Para as principais cadeiras (do Paço Municipal) apenas dois candidatos, que a partir de agora divulgarão suas propostas administrativas no intuito de angariar votos e vencer o pleito.
Já para  Casa Legislativa um número maior de candidatos que já começaram o tradicional corpo a corpo na busca de votos e de apoio, fundamentais para a vitória.
E nós, do abadiaemfoco, começamos também a análise dos postulantes aos cargos e suas principais propostas tendo em vista o desenvolvimento da cidade e da sociedade em geral.
Pois a luta é árdua e precisamos alavancar nosso município que outrora era referência na região centro-oeste de Minas Gerais. Precisamos de mais avanços na área social, na área da saúde e na área da educação, sem jamais esquecer da parte administrativa. Precisamos de perfis novos e de novas ideias, que venham recheadas de sabedoria e pés no chão.
Renovação é a palavra chave desta eleição. Renovação é o que precisamos.
E que o jogo seja limpo, sem faltas ou deslealdades. Que seja um confronto do bem e que a torcida (povo), seja qual for o resultado, seja vitoriosa. Porque, como disse um amigo candidato: "Todos somos Martinho Campos"!

Temos cérebros grandes porque julgamos muito uns aos outros





Voltemos um segundo às aulas de matemática do ensino fundamental. Você tem três balas, e vai dividi-las igualmente com outros dois amigos. Quantas balas cada um vai ter? Uma, mas não importa. A ciência acaba de descobrir que "quem eram esses amigos?", "como eles te tratam?", "eles realmente merecem?" eram perguntas bem mais interessantes e importantes. De acordo com um estudo das universidades britânicas de Oxford e Cardiff, nossos cérebros só são grandes e desenvolvidos porque julgamos muito - e frequentemente.
Os pesquisadores começaram o estudo para entender um pouco melhor sobre a generosidade humana. Para isso, dividiram 100 pessoas em três grupos: dois de 33 pessoas e um de 34. Um por vez, todos escolhiam se iriam (ou não) doar uma quantia de dinheiro de mentirinha para outra pessoa do grupo - tudo às claras, seus colegas ficavam sabendo da sua decisão. Assim, os cientistas descobriram que as pessoas tendiam a doar para quem elas achavam tão ou mais generoso que si mesmo. A galera mais gananciosa e egoísta tendia a não receber muito. Pode até parecer que isso não tem nada a ver com o título dessa matéria. Mas tem.
A questão é que essas decisões apontam que o ser humano tende a fazer escolhas que favoreçam mais o coletivo do que o individual, não por sermos bonzinhos, mas para continuarmos vivos mesmo. Em grupo, é mais fácil sobreviver. É a provação científica do "uma mão lava a outra". Só que conseguir julgar se o outro vai te ajudar ou não é extremamente complexo, em termos cerebrais. "Essas demandas cognitivas precisam do processamento de informações sobre a complexidade de grupo sociais. Isso pode ter nos levado a uma expansão cerebral durante a evolução humana" escrevem os cientistas na pesquisa.
A ideia é que isso nos faça entender um pouco sobre nosso passado, mas, sobretudo, ajudar a moldar um pouquinho como as coisas vão acontecer daqui para frente. Os pesquisadores acreditam que esse tipo de informação pode ajudar na programação de inteligências artificiais, como carros autônomos. Se os robôs tiverem que lidar com humanos, é bom que entendam como a gente pensa - e tome decisões como a gente tomaria.
(Da revista digital superinteressante)

Abrindo os olhinhos

Waldim (filho do Geriowaldo - herói da Badia) é aluno de escola pública, com cartilha, merenda e tudo. Um dia destes, ele chegou todo contente na escola. A professora, vendo a alegria do menino, logo perguntou:
— Waldim, por que tanta alegria?
— É que minha cachorrinha ganhou 8 cachorrinhos, e todos são do PT.
A professora ficou esfuziante, e disse:
— Que legal, Waldim! E você está contente por isso! Que exemplo de civismo! Na próxima semana seremos visitados pelo nosso Presidente da República, e ele ficará contente em saber que até os seus cachorrinhos são do PT. Quando ele estiver aqui, você vem e conta para nós, certo?
Na outra semana, o Presidente Lula visita a escola, e conforme o combinado, Waldim pede licença e diz:
— Seu presidente, sabe que minha cachorrinha ganhou 8 cachorrinhos, e 4 são do PT?
Espantada, a professora pergunta:
— Mas, Waldim, você havia me dito que os 8 eram do PT.
— Eram sim, professora, mas 4 já abriram os olhinhos.

Eclesiastes 2/Em dia com a Bíblia

Disse eu no meu coração: Ora vem, eu te provarei com alegria; portanto goza o prazer; mas eis que também isso era vaidade.
Ao riso disse: Está doido; e da alegria: De que serve esta?
Busquei no meu coração como estimular com vinho a minha carne (regendo porém o meu coração com sabedoria), e entregar-me à loucura, até ver o que seria melhor que os filhos dos homens fizessem debaixo do céu durante o número dos dias de sua vida.
Fiz para mim obras magníficas; edifiquei para mim casas; plantei para mim vinhas.
Fiz para mim hortas e jardins, e plantei neles árvores de toda a espécie de fruto.
Fiz para mim tanques de águas, para regar com eles o bosque em que reverdeciam as árvores.
Adquiri servos e servas, e tive servos nascidos em casa; também tive grandes possessões de gados e ovelhas, mais do que todos os que houve antes de mim em Jerusalém.
Amontoei também para mim prata e ouro, e tesouros dos reis e das províncias; provi-me de cantores e cantoras, e das delícias dos filhos dos homens; e de instrumentos de música de toda a espécie.
E fui engrandecido, e aumentei mais do que todos os que houve antes de mim em Jerusalém; perseverou também comigo a minha sabedoria.
E tudo quanto desejaram os meus olhos não lhes neguei, nem privei o meu coração de alegria alguma; mas o meu coração se alegrou por todo o meu trabalho, e esta foi a minha porção de todo o meu trabalho.
E olhei eu para todas as obras que fizeram as minhas mãos, como também para o trabalho que eu, trabalhando, tinha feito, e eis que tudo era vaidade e aflição de espírito, e que proveito nenhum havia debaixo do sol.
Então passei a contemplar a sabedoria, e a loucura e a estultícia. Pois que fará o homem que seguir ao rei? O mesmo que outros já fizeram.
Então vi eu que a sabedoria é mais excelente do que a estultícia, quanto a luz é mais excelente do que as trevas.
Os olhos do homem sábio estão na sua cabeça, mas o louco anda em trevas; então também entendi eu que o mesmo lhes sucede a ambos.
Assim eu disse no meu coração: Como acontece ao tolo, assim me sucederá a mim; por que então busquei eu mais a sabedoria? Então disse no meu coração que também isto era vaidade.
Porque nunca haverá mais lembrança do sábio do que do tolo; porquanto de tudo, nos dias futuros, total esquecimento haverá. E como morre o sábio, assim morre o tolo!
Por isso odiei esta vida, porque a obra que se faz debaixo do sol me era penosa; sim, tudo é vaidade e aflição de espírito.
Também eu odiei todo o meu trabalho, que realizei debaixo do sol, visto que eu havia de deixá-lo ao homem que viesse depois de mim.
E quem sabe se será sábio ou tolo? Todavia, se assenhoreará de todo o meu trabalho que realizei e em que me houve sabiamente debaixo do sol; também isto é vaidade.
Então eu me volvi e entreguei o meu coração ao desespero no tocante ao trabalho, o qual realizei debaixo do sol.
Porque há homem cujo trabalho é feito com sabedoria, conhecimento, e destreza; contudo deixará o seu trabalho como porção de quem nele não trabalhou; também isto é vaidade e grande mal.
Porque, que mais tem o homem de todo o seu trabalho, e da aflição do seu coração, em que ele anda trabalhando debaixo do sol?
Porque todos os seus dias são dores, e a sua ocupação é aflição; até de noite não descansa o seu coração; também isto é vaidade.
Não há nada melhor para o homem do que comer e beber, e fazer com que sua alma goze do bem do seu trabalho. Também vi que isto vem da mão de Deus.
Pois quem pode comer, ou quem pode gozar melhor do que eu?
Porque ao homem que é bom diante dele, dá Deus sabedoria e conhecimento e alegria; mas ao pecador dá trabalho, para que ele ajunte, e amontoe, para dá-lo ao que é bom perante Deus. Também isto é vaidade e aflição de espírito.