abadiaemfoco

sábado, 31 de outubro de 2015

Momento nostalgia/Remember Tip Top


Enfim chegou o dia do "Remember Tip Top". Uma das melhores festas de nossa região. Sob a batuta do amigo Liga, o Clube do Abadia será pequeno para tamanha alegria e descontração dos saudosos frequentadores do Tip Top da "Badia".
Haverá aquele tradicional "bilisquete" e muita farra, além é claro , das brincadeiras que o Liga nos proporcionava nas noites de sexta a domingo.
E , esperando a hora chegar, vamos lembrar de dois grandes sucessos do passado, sempre tocados no Tip Top.


Agora a nacional



sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Reflexão da sexta-feira?Um dia uma criança me parou

Um dia uma criança me parou,
Olhou-me nos meus olhos a sorrir.
Caneta e papel na sua mão,
Tarefa escolar a cumprir.
E perguntou no meio de um sorriso
O que é preciso para ser feliz?

Amar como Jesus amou,
Sonhar como Jesus sonhou,
Pensar como Jesus pensou,
Viver com Jesus viveu.
Sentir o que Jesus sentia,
Sorrir como Jesus sorria
E ao chegar o fim do dia
Eu sei que eu dormiria muito mais feliz.

Ouvindo o que eu falei ela me olhou e
Disse que era lindo o que eu falei. Pediu
Que repetisse, por favor, que não falasse
Tudo de uma vez. E perguntou no meio
De um sorriso o que é preciso para ser feliz

Depois que eu terminei de repetir, seus
Olhos não saiam do papel. Toquei no seu
Rostinho e a sorrir pedi que ao transmitir
Fosse fiel. E ela deu-me um beijo demorado
E ao meu lado foi dizendo assim.
(Padre Zezinho)



quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Mais um golpe no cidadão

Em plena crise financeira o Congresso Nacional, sede de nossos deputados federais, planeja ampliar a estrutura da Casa e para isso irá gastar R$400.000.000,00. Diz o deputado Beto Mansur (PRB-SP) que é com dinheiro próprio (da Câmara) guardado no tesouro nacional.
Essa obra visa ampliar as vagas de garagem e mais gabinetes para os parlamentares.
Para mim e para milhões de cidadãos brasileiros essa obra já nasce com má fama, pois estamos atravessando uma crise séria e este dinheiro deveria ser destinado a outro fim mais nobre.
Diz a Câmara que o dinheiro é dela. Mas, "pera aí"! Como dela? Será que estão plantando dinheiro lá?
Este dinheiro é do povo e por isso deveria ser melhor utilizado.
Um verdadeiro tapa na cara do eleitor e cidadão brasileiro de bem. Temos que rever nossos pensamentos e escolher melhor nossos representantes, tanto na esfera municipal quanto na estadual e federal também!
O próximo ano está à nossa frente. E nele teremos novas eleições municipais. Vamos, então começar por aí! Mudança já! Mas, que seja uma verdadeira mudança!

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Mais uma ....de animais

Um cavalo entra num bar e pede uma cerveja. O barman fica em choque, um cavalo de verdade entrou em seu bar, sentou-se no bar como uma pessoa, e pediu uma cerveja em português perfeito.
Ele avisa para o cavalo:
- Sinto muito senhor, mas eu tenho que ir falar antes com meu gerente por um momento.
Então o barman vai para a parte de trás e explica a situação ao seu gerente. O gerente pensa por um momento e depois diz ao barman:
- Bem, este é um bar, então vá em frente e sirva esse cavalo uma cerveja. Entretanto, considerando que ele é um cavalo, ele provavelmente não sabe qual o preço de uma cerveja, então vá em frente e cobre 30 reais.
O barman se vira e vai para o balcão onde o cavalo ainda está sentado, visivelmente assistindo futebol na TV. O barman pergunta ao cavalo:
- Ok, o que o senhor vai querer?
O cavalo se vira e diz:
- Me dê uma Heineken.
O barman coloca a cerveja no copo e então lentamente desliza pelo balcão a conta de R$30,00. O cavalo pega a conta com seus cascos, passivamente olha para ela, puxa seu cartão de crédito, lentamente o desliza de volta, e depois com calma volta a assistir ao jogo enquanto bebe sua cerveja. O barman ainda está meio confuso com toda a situação e fica curioso sobre o cavalo, mas ele não quer correr o risco de ofender um cavalo de quase 500 kg por fazer as perguntas erradas. Assim, ele opta por apenas puxar assunto:
- Você sabe, nós realmente não temos muitos cavalos vindo aqui.
O cavalo lentamente, impassível se vira para o barman e responde:
- Você sabe, com preços como estes eu não estou surpreso.

Video Kaxixó

Encontrado facilmente na NET, esse vídeo, de 2013, mostra alguns aspectos da aldeia indígena Kaxixó, no município de Martinho Campos/MG


OMS iguala consumo de embutidos ao tabaco


Resultado de imagem para Bacon e linguiça
O consumo de produtos embutidos e outras carnes processadas é cancerígeno e o de carnes vermelhas provavelmente também, anunciou nesta segunda-feira (26/10) a Agência Internacional para a Pesquisa do Câncer (IRAC), da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Em seu relatório, a agência da OMS explica que as conclusões estão baseadas na "literatura científica acumulada" e examinada por "um grupo de trabalho de 22 especialistas de 10 países". "A carne processada foi classificada como cancerígena para o ser humano, com base em indícios suficientes segundo os quais seu consumo provoca câncer colorretal", afirma a IARC. 

O levantamento endossa resultados de outros estudos que estabeleceram a relação de que cada porção diária de 50 gramas de carne processada aumenta o risco de câncer colorretal em 18%.

A maioria das carnes processadas contém porco ou carne bovina, mas pode proceder de outras carnes vermelhas, ou de aves, vísceras ou subprodutos da carne como o sangue, explica a IARC. 
Resultado de imagem para Bacon e linguiça
Como exemplo de carne processada a IARC cita salsicha, presunto, linguiças, carne enlatada, carne seca, carnes em conserva, preparados e molhos à base de carnes. No entanto, os embutidos não se limitam a essa lista já que o estudo considera que a carne processada se refere a toda proteína que é transformada seja pela fermentação, defumo ou qualquer técnica com o objetivo de realçar o sabor e melhorar a conservação. 

O endocrinologista Rodrigo Lamounier lembra, por exemplo, que o bacon, apesar de ser encontrado em sua forma fresca, vai ser considerado um alimento embutido quando for defumado. “As técnicas de preservação da carne com o objetivo de aumentar a durabilidade do alimento são antigas, mas com o avanço da indústria alimentícia, multiplicou-se a diversidade de embutidos. Em geral, os processos de conservação incluem ainda aditivos químicos e sal em excesso”, afirma. 

Classificação
De acordo com as novas evidências, a IRAC coloca os embutidos em sua lista do grupo 1 de que há evidência suficientes de risco de câncer. Esse grupo inclui, por exemplo, o tabaco, o amianto e a fumaça de diesel. Já a carne vermelha tem evidências menos sólidas de risco aumentado de câncer e foi listada no grupo 2A assim como os transgênicos. 
(Extraído do Portal UAI)

Provérbios 11/Reflexão


Balança enganosa é abominação para o SENHOR, mas o peso justo é o seu prazer.
Em vindo a soberba, virá também a afronta; mas com os humildes está a sabedoria.
A sinceridade dos íntegros os guiará, mas a perversidade dos aleivosos os destruirá.
De nada aproveitam as riquezas no dia da ira, mas a justiça livra da morte.
A justiça do sincero endireitará o seu caminho, mas o perverso pela sua falsidade cairá.
A justiça dos virtuosos os livrará, mas na sua perversidade serão apanhados os iníquos.
Morrendo o homem perverso perece sua esperança, e acaba-se a expectação de riquezas.
O justo é libertado da angústia, e vem o ímpio para o seu lugar.
O hipócrita com a boca destrói o seu próximo, mas os justos se libertam pelo conhecimento.
No bem dos justos exulta a cidade; e perecendo os ímpios, há júbilo.
Pela bênção dos homens de bem a cidade se exalta, mas pela boca dos perversos é derrubada.

O que despreza o seu próximo carece de entendimento, mas o homem entendido se mantém calado.
O mexeriqueiro revela o segredo, mas o fiel de espírito o mantém em oculto.
Não havendo sábios conselhos, o povo cai, mas na multidão de conselhos há segurança.
Decerto sofrerá severamente aquele que fica por fiador do estranho, mas o que evita a fiança estará seguro.
A mulher graciosa guarda a honra como os violentos guardam as riquezas.
O homem bom cuida bem de si mesmo, mas o cruel prejudica o seu corpo.
O ímpio faz obra falsa, mas para o que semeia justiça haverá galardão fiel.
Como a justiça encaminha para a vida, assim o que segue o mal vai para a sua morte.
Abominação ao Senhor são os perversos de coração, mas os de caminho sincero são o seu deleite.
Ainda que junte as mãos, o mau não ficará impune, mas a semente dos justos será liberada.
Como jóia de ouro no focinho de uma porca, assim é a mulher formosa que não tem discrição.
O desejo dos justos é tão somente para o bem, mas a esperança dos ímpios é criar contrariedades.
Ao que distribui mais se lhe acrescenta, e ao que retém mais do que é justo, é para a sua perda.
A alma generosa prosperará e aquele que atende também será atendido.
Ao que retém o trigo o povo amaldiçoa, mas bênção haverá sobre a cabeça do que o vende.
O que cedo busca o bem, busca favor, mas o que procura o mal, esse lhe sobrevirá.
Aquele que confia nas suas riquezas cairá, mas os justos reverdecerão como a folhagem.
O que perturba a sua casa herdará o vento, e o tolo será servo do sábio de coração.
O fruto do justo é árvore de vida, e o que ganha almas é sábio.
Eis que o justo recebe na terra a retribuição; quanto mais o ímpio e o pecador!

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Galo na luta

Resultado de imagem para luana kwy musa do galo
Agora é a hora da decisão. Se ganharmos do Corinthians nossas chances poderão ser enfatizadas e aí gritaremos mais forte: Eu acredito!
É fato que o time  da capital paulista mantém uma regularidade impecável e,por isso mesmo, está no  topo da tabela. Todavia, agora é confronto direto e poderemos dar um passo enorme rumo ao título se os vencermos aqui no Horto.
É o momento da torcida lotar o estádio e ver(apoiar) um show de futebol. Um jogo realmente com cara de decisão.
Tirando o fanatismo de cena, estamos fazendo um excelente campeonato, haja vista nossa posição na tabela e nossas apresentações. O problema foi perder pontos importantes em jogos infantis e com atuações medianas em alguns confrontos.
Agora nesta reta final esperamos dar uma volta por cima (a começar ganhando o clássico domingo) e terminar o ano como um dos (ou talvez o) melhores times do campeonato brasileiro.
Eu ainda mantenho a chama da esperança. Eu ainda acredito no título!

sábado, 24 de outubro de 2015

Momento Nostalgia/Remember Tip Top

No antigo Tip Top, quando chegávamos, nas noites de sábado e domingo (os Anjos do Inferno), logo de cara o saudoso Ari já falava : "___Ih ! Chegou a carniçada!" Mas era uma alegria só! A Cidinha nos servia aquela cerva gelada e uns pingões para os mais animados. E logo ali o Liga já começava a discoteca e todos iam para a pista dançar aquele "Bilisquete".
Depois de muita bagunça dançante vinham, então, as músicas lentas. Aí meu amigo, era só para quem tinha coragem de chamar as gatinhas para uma dança.
Coisas de Tip Top. Que só quem viveu sabe!E quem não viveu quer viver!
Por isso, aguardando dia 31/10 o "Remember Tip Top", vamos ouvir duas músicas antigas como prévia da festa mais animada da cidade.


Agora a nacional







sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Reflexão da sexta-feira/Da dor


As memórias amargas não podem nos aprisionar. Elas fazem parte da vida - como o sorriso, o por do sol, o instante de oração.

Curioso é que esquecemos rápido nossas alegrias, embora sempre façamos com que o sofrimento dure mais do que o necessário.

A dor é uma ótima desculpa para problemas que não conseguimos resolver, passos que não tivemos coragem de dar, decisões que adiamos.

A dor faz parte da vida - como faz parte a alegria, a fome, e a vontade de sonhar. Não adianta fugir, porque ela termina nos encontrando.

Mas sua única função é nos ensinar algo. Aprendemos suas lições, e isso basta.

Toquemos para frente.

Não vamos nos castigar com memórias amargas. Não vamos sofrer duas vezes, quando podemos sofrer apenas uma.

(Paulo Coelho)

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Catira....

Direto do youtube


Publicado em 2 de out de 2012 por Gilberto de Andrade Rezende
O grupo é tradicional e vem das gerações dos seus ancestrais. No comando das violas Dr. José Maria e Tião. Já fizeram apresentação no programa do Faustão, Rede Globo, junto com o grupo mirim da família, onde se apresentou Pedrinho, uma das grandes revelações do  Catira.

Ai ai .....

Um advogado dirigia distraído quando, num sinal PARE, passa sem parar, mesmo em frente a uma viatura da polícia.
Ao ser mandado parar, toma uma atitude de espertalhão...
— Boa tarde. Documento do carro e habilitação.
— Mas por quê, policial?
— Não parou no sinal de PARE ali atrás.
— Eu diminuí, e como não vinha ninguém...
— Exato. Documentos do carro e habilitação.
— Você sabe qual é a diferença jurídica entre diminuir e parar?
— A diferença é que a lei diz que num sinal de PARE deve parar completamente. Documento e habilitação.
— Ouça policial, eu sou advogado e sei de suas limitações na interpretação de texto de lei, proponho-lhe o seguinte: se você conseguir me explicar a diferença legal entre diminuir e parar eu lhe dou os documentos e você pode me multar. Senão, vou embora sem multa.
— Muito bem, aceito. Pode fazer o favor de sair do veículo, senhor advogado?
O advogado desce e é então que os policiais baixam o cacete, é porrada pra tudo quanto é lado, tapa, botinada, cassetete, cotovelada, etc.
O advogado grita por socorro, e pede para pararem pelo amor de Deus. Então o policial pergunta:
— Quer que a gente PARE ou só DIMINUA?
Resultado de imagem para Placa Parada obrigatoria engraçada

Política é para quem se preocupa com o presente e quer melhorar o futuro

Vamos, novamente, falar um pouco sobre a política. Para muitos uma coisa chata, porém imprescindível para o nosso bem estar e bem viver. Principalmente numa comunidade democrática.
Fui indagado, recentemente, sobre minhas críticas às mazelas de nossa querida "Badia" sem apontar perspectivas de melhoras. Até pelo fato (mencionaram) das coisas estarem assim por causa da crise nacional....ou seja , a economia aqui está ruim porque está no Brasil inteiro; a saúde aqui é difícil porque também está no país inteiro; os salários dos professores estão defasados aqui porque é assim em toda nação....e por aí vai!
Bom, comecemos pela crise. Ela é (e está) grave e aprisiona nossa economia. Mas também temos a crise política que assola diversos partidos e políticos em Brasília e nos quatro cantos do Brasil. Também é fato certo que ela(s) afeta(m) nossa pequena Martinho Campos. Todavia, podemos amenizá-la(s).
Entendendo que há uma crise política e outra econômica (embora ambas estejam coligadas) em âmbito nacional, vamos nos aprofundar em nossa cidade. Diversas mazelas aqui existem, independentemente de crise ou não.
Há, entretanto, caminhos para resolvermos nossos problemas. O primeiro deles seria a população participar mais da vida política de nossa cidade. Por exemplo, frequentar e participar das reuniões semanais da Câmara de Vereadores e conversar com os mesmos, levando nossas preocupações e opinando em maneiras de melhorar nossa qualidade de vida. Uma outro caminho é visitar a Prefeitura e entender como funciona a "Máquina Pública", suas limitações e seu leque de atuação. Conhecer os secretários e os demais administradores públicos também é importante para acompanharmos as coisas de nossa cidade.
Um caminho vital é estar junto (quando preciso) do Judiciário, porque é ele quem cobra e exerce a Lei quando há algum problema grave na administração (seja ela municipal, estadual ou federal).
Estar atento somente não basta. Por isso mesmo temos os vereadores para cobrar e correr atrás, uma vez que estão mais próximos ao executivo e fazem o elo com a população.
Muitas ideias surgem diante dos problemas, algumas viáveis outras não. Exemplo: Por que não diminuir (nesse tempo de crise) os salários dos agentes políticos e aumentar o vencimento dos professores e (se der) dos demais funcionários públicos?
Por que não terceirizar alguns eventos (nesse tempo de crise) tais como Carnaval 2016, Forró na Praça....etc?
Por que não criar uma Guarda Municipal (com ajuda de verbas do Governo Estadual e Federal) para atuar nos distritos enquanto a PM continuar sem sedes naqueles locais?
Por que não confeccionar (nisto o abadiaemfoco ate ajudaria na divulgação) um jornal mensal falando das coisas que estão sendo feitas pelo executivo e legislativo municipal; o que pode ser feito e o que não pode...obras em andamento, previsão de serviços, orçamento etc? Ou seja, interagirem com o povo...?
Por que (nesse tempo de crise) não rever a taxa de iluminação pública que ficou muito cara para nossos padrões (cidade pequena)?
Deveras são várias as soluções para as diversas mazelas, mesmo em tempos de crise. 
O certo é que temos que unir forças, cidadão e poder público, para resolvermos nossos problemas mais imediatos. Sem partidarismos ou fanatismo. Todos lutando para o bem de nossa Martinho Campos.

Obs. (Como já disse noutros textos sobre política local: "Não sou candidato a nada")

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

A polêmica da droga anticâncer: USP afirma que fosfoetanolamina não é remédio

Além disso, universidade alegou que substância é produzida de forma artesanal e que não foi devidamente testada.

(Texto extraído da revista digital superinteressante)
Após pacientes terem ficado desamparados após descobrirem que não teriam mais acesso à fosfoetanolamina, o STF suspendeu a decisão que proibia a distribuição da droga. A substância, supostamente anticâncer, é produzida pelo Instituto de Química da USP de São Carlos. Com a decisão da justiça, a universidade deveria continuar distribuindo a droga para os pacientes.
Entretanto, a USP, em comunicado oficial, afirmou que a substância não é um remédio e que não tem estrutura para continuar a produzi-la em larga escala:
"Essa substância não é remédio. Ela foi estudada na USP como um produto químico e não existe demonstração cabal de que tenhaação efetiva contra a doença: a USP não desenvolveu estudos sobre a ação do produto nos seres vivos, muito menos estudos clínicos controlados em humanos. Não há registro e autorização de uso dessa substância pela Anvisa e, portanto, ela não pode ser classificada como medicamento, tanto que não tem bula (...). A USP não é uma indústria química ou farmacêutica. Não tem condições de produzir a substância em larga escala, para atender às centenas de liminares judiciais que recebeu nas últimas semanas. Mais ainda, a produção da substância em pauta, por ser artesanal, não atende aos requisitos nacionais e internacionais para a fabricação de medicamentos."
De um lado, médicos e especialistas concordam com a universidade, e reforçam que é absurdo uma droga que não passou por testes clínicos ser considerada um remédio anticâncer. De outro, pacientes e familiares, em busca de tratamentos alternativos, exigem que a produção e distribuição continue.
O grande problema da fosfoetanolamina sintética é que ela só foi testada em ratos e em algumas culturas de células humanas, como é possível verificar nestes estudos. Para que uma substância seja aprovada pela Anvisa como medicamento, ela deve ser testada em animais e humanos (testes clínicos), como esclarece o órgão regulador: "Importante esclarecer que antes de começar a testar novos medicamentos em seres humanos, devem ser realizados os estudo não clínicos, os quais são realizados em laboratórios e em animais de experimentação". A  fosfoetanolamina ainda não realizou todos os testes não clínicos, o que significa que, até ela ser possivelmente liberadada, ainda vai um bom tempo.
Ainda segundo a Anvisa, o pedido para a regulamentação nunca chegou: "Não há na Anvisa qualquer registro concedido ou pedido de registro para medicamentos com o principio ativo fosfoetanolamina". Em entrevistas, o professor aposentado Gilberto Chierice, que sintetizou a substância, afirma que, por não ser médico, não pode realizar os testes clínicos. Consequentemente, não consegue dar andamento ao processo.
É difícil saber se a melhora que alguns pacientes experimentam com o uso da droga é consequência do efeito placebo ou não. Mesmo assim, como ela ainda não foi testada em humanos, os efeitos colaterais não foram medidos.

O esporte na "Badia" , antes , durante e agora!

O abadiaemfoco recebeu a visita do amigo Alair Luiz de Freitas (o Liga) , um dos maiores expoentes do esporte de nossa cidade, e nos repassou um jornal (LATINHA EM MARTINHO CAMPOS), elaborado por ele, falando sobre o esporte em nossa comunidade, em tempos idos e agora.
Sob uma perspectiva muito bem elaborada, o texto ficou bem claro e nos mostra a realidade desse tema muito pertinente entre nossos jovens (e por que não crianças, idosos, etc).
Lá (Clique nas fotos) ele nos fala dos prefeitos e pessoas que ajudaram (e ajudam) o nosso futebol; também cita fatos e fotos do tema.
Assim posto, o abadiaemfoco destaca então o jornal do amigo Liga.






terça-feira, 20 de outubro de 2015

Vencido, mas não abatido!

O Galo perdeu para o Sport Recife de 4x1, um vexame. Não que perder pro time nordestino seja surreal, todavia de 4 gols é muita vergonha!
A culpa passa primeiramente pelo técnico que escalou o time pra lá de esquisito, sendo que tinha alternativas mais viáveis do que a que ele optou.
Também tem parcela de culpa o jovem Carlos que, infantilmente, levou dois cartões amarelos e foi expulso a menos de 20 minutos de jogo. Sem falar no Victor que falhou feio no último gol, mas aí já é consequência da partida mesmo né. Todos perderam a cabeça.
Agora o título ficou alguns quilômetros mais distante, porém não impossível de chegar a ele. Fé na mochila e reação já! Porque aqui, aqui é Galo!
Vencido sim, abatido não!
Resultado de imagem para gata do galo mineiro

Provérbios 10/Reflexão


Provérbios de Salomão: O filho sábio alegra a seu pai, mas o filho insensato é a tristeza de sua mãe.
Os tesouros da impiedade de nada aproveitam; mas a justiça livra da morte.
O Senhor não deixa o justo passar fome, mas rechaça a aspiração dos perversos.
O que trabalha com mão displicente empobrece, mas a mão dos diligentes enriquece.
O que ajunta no verão é filho ajuizado, mas o que dorme na sega é filho que envergonha.
Bênçãos há sobre a cabeça do justo, mas a violência cobre a boca dos perversos.
A memória do justo é abençoada, mas o nome dos perversos apodrecerá.
O sábio de coração aceita os mandamentos, mas o insensato de lábios ficará transtornado.
Quem anda em sinceridade, anda seguro; mas o que perverte os seus caminhos ficará conhecido.
O que acena com os olhos causa dores, e o tolo de lábios ficará transtornado.
A boca do justo é fonte de vida, mas a violência cobre a boca dos perversos.
O ódio excita contendas, mas o amor cobre todos os pecados.
Nos lábios do entendido se acha a sabedoria, mas a vara é para as costas do falto de entendimento.
Os sábios entesouram a sabedoria; mas a boca do tolo o aproxima da ruína.
Os bens do rico são a sua cidade forte, a pobreza dos pobres a sua ruína.
A obra do justo conduz à vida, o fruto do perverso, ao pecado.
O caminho para a vida é daquele que guarda a instrução, mas o que deixa a repreensão comete erro.
O que encobre o ódio tem lábios falsos, e o que divulga má fama é um insensato.
Na multidão de palavras não falta pecado, mas o que modera os seus lábios é sábio.
Prata escolhida é a língua do justo; o coração dos perversos é de nenhum valor.
Os lábios do justo apascentam a muitos, mas os tolos morrem por falta de entendimento.
A bênção do Senhor é que enriquece; e não traz consigo dores.
Para o tolo, o cometer desordem é divertimento; mas para o homem entendido é o ter sabedoria.

Aquilo que o perverso teme sobrevirá a ele, mas o desejo dos justos será concedido.
Como passa a tempestade, assim desaparece o perverso, mas o justo tem fundamento perpétuo.
Como vinagre para os dentes, como fumaça para os olhos, assim é o preguiçoso para aqueles que o mandam.
O temor do Senhor aumenta os dias, mas os perversos terão os anos da vida abreviados.
A esperança dos justos é alegria, mas a expectação dos perversos perecerá.
O caminho do Senhor é fortaleza para os retos, mas ruína para os que praticam a iniqüidade.
O justo nunca jamais será abalado, mas os perversos não habitarão a terra.
A boca do justo jorra sabedoria, mas a língua da perversidade será cortada.
Os lábios do justo sabem o que agrada, mas a boca dos perversos, só perversidades.