abadiaemfoco

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Dia do Trabalho - 1º de Maio


Comemorado no dia 1º de maio, o Dia do Trabalho ou Dia do Trabalhador é uma data comemorativa usada para celebrar as conquistas dos trabalhadores ao longo da história. Nessa mesma data, em 1886, ocorreu uma grande manifestação de trabalhadores na cidade americana de Chicago.


Milhares de trabalhadores protestavam contra as condições desumanas de trabalho e a enorme carga horária pela qual eram submetidos (13 horas diárias). A greve paralisou os Estados Unidos. No dia 3 de maio, houve vários confrontos dos manifestantes com a polícia. No dia seguinte, esses confrontos se intensificaram, resultando na morte de diversos manifestantes. As manifestações e os protestos realizados pelos trabalhadores ficaram conhecidos como a Revolta de Haymarket.



Em 20 de junho de 1889, em Paris, a central sindical chamada Segunda Internacional instituiu o mesmo dia das manifestações como data máxima dos trabalhadores organizados, para, assim, lutar pelas 8 horas de trabalho diário. Em 23 de abril de 1919, o senado francês ratificou a jornada de trabalho de 8 horas e proclamou o dia 1° de maio como feriado nacional.



Após a França estabelecer o Dia do Trabalho, a Rússia foi o primeiro país a adotar a data comemorativa, em 1920. No Brasil, a data foi consolidada em 1924 no governo de Artur Bernardes. Além disso, a partir do governo de Getúlio Vargas, as principais medidas de benefício ao trabalhador passaram a ser anunciadas nessa data. Atualmente, inúmeros países adotam o dia 1° de maio como o Dia do Trabalho, sendo considerado feriado em muitos deles.
(Brasil Escola)
E aqui em Martinho Campos, claro,  também é feriado o dia do trabalhador. Já tivemos outros "1º de Maio" mais animados, quando  havia brincadeiras para as crianças na praça, homenagens a grandes trabalhadores,  exames de saúde gratuitos, jogos, desfiles..etc..Mas tudo, quando não se é bem cuidado, um dia acaba.

sábado, 28 de abril de 2012

Causo doce




Quando então estudávamos na Escola Dalila Vieira aconteceu um caso bastante curioso e engraçado. A escola recebia alunos de todos os bairros da cidade e também da zona rural, apesar do fato de não haver transporte escolar naquele tempo. Os alunos vinham de charrete, a cavalo, a mula, a burro e alguns de carro.
Tinha certo cidadão ( não posso citar o nome) que então estudava com o idealizador deste blog e que vinha de uma fazenda, aqui nas proximidades da Badia, buscar conhecimentos no Dalila Vieira (onde hoje se situa a Apae). Era um companheiro na sala, um colega no intervalo e um irmão nas farras. Porém era tímido demais com as garotas. Ficava vermelho maravilha quando chegava perto de alguma menina.
Mas, como para tudo tem conserto, aconteceu, numa bela e fria noite de junho, na quadra de esportes do Abadia, num torneio de futsal pela Olimpíada do Liga, que nosso companheiro conheceu uma menina que lhe revirou os olhos. Ficou tão empolgado que suava e suava, suou tanto que até deu CC. Todavia de tanta timidez ou medo não chegou perto da garota (que por sinal era bonita mesmo).
Muito decepcionado veio se queixar comigo: “Amigo, o que eu faço para conquistar aquela menina já que tenho tanta vergonha?”
Calmamente lhe falei que não precisava ter medo. E que ela também tinha ficado atraída por ele. Bastava ele ir até ela e marcar um encontro para sábado lá na pracinha para os dois conversarem. Era esse o primeiro passo.
Nosso colega então criou coragem e, chegando perto da bela, lhe disse: “Oi, Psiu! Quer conversar comigo no sábado à noite lá na praça?” Ela de pronto aceitou, pois também ficara gostando dele.
Assim marcado o nosso companheiro, eufórico, me perguntou o que fazer então no sábado à noite com a garota. Prontamente lhe dei os caminhos: primeiro você senta com ela num banquinho da praça, converse bastante sobre os assuntos que ela gosta,  fala que ela está linda, abrace-a e beije-a.
Transcorreu então este diálogo:
Fulano: Tem que beijar?
Eu: Tem
Fulano: Como é que se beija?
Eu: Encosta sua boca na dela e aí pode deixar rolar.
Fulano: Só isso?
Eu: Não! Você primeiro arrume uma roupa bem bonita, tome um bom banho, passe um perfume, escove os dentes e, ao descer para a praça passa lá no bar central e compra umas balas Ice Kiss para ajudar.
Fulano: Bom, então tá. Mas você vai comigo para me dar força né? Você fica escondido por detrás de uma árvore.
Eu: Ok.
No dia então marcado descemos os dois para a praça da matriz. Meu companheiro então entrou no Bar Central e comprou quase um quilo de Ice Kiss. Deu pra encher os bolsos da calça.
Fomos então até o banco marcado. Fiquei atrás de uma árvore e, meu colega, nervoso, começou a chupar bala. O tempo passou, passou e passou. Após duas horas esperando eis que surge radiante nossa heroína para alegria do matuto.
Começaram a conversar, porém, após passados cinco minutos de conversa, nosso companheiro saiu correndo e foi rumando para sua casa. Assustado fui atrás e, chegando em sua residência o chamei para ver o que tinha acontecido. Demorou alguns minutos e ele saiu, suando, agitado me dizendo: “Cara, chupei tanta bala que deu uma diarreia brava em mim que não pude agüentar”.
Resultado: Estragou a calça nova, perdeu a noite e nunca mais chupou bala Ice Kiss. (Mas se casou com a garota e são muito felizes)

De volta para o Futuro - na Badia!!!!



Para os que gostam de cinema vai aqui a paródia do Filme De Volta para o Futuro.
Este filme, caso fosse feito na Badia, teria os personagens principais:
Marty Mcfly – Martinho Malai
Dr. Emmet Brown – Dr. Juvenal

Direção: Viação Oeste de Minas
Música : Mac Som
Efeitos especiais: Refletores do Tip Top
Estúdio: Badiafilmes Ltda
Patrocínio: Bar Central
Realização: abadiaemfoco

Resumo do Filme
O ano é 2012 em Martinho Campos/MG, o adolescente Martinho Malai sonha um dia ser um grande cantor de música sertaneja, mas não consegue emplacar sua dupla (Malai e Malau), sua família é contra essa ideia; seu pai é um vendedor da Jequiti e sua mãe trabalha no Posto de Saúde de Buriti Grande. Além disso, a rádio local vive pegando no seu pé. Martinho é amigo do Dr. Juvenal, um cientista maluco que lhe apresenta sua ultima invenção: uma máquina do tempo construída em um Fusca 74! Neste dia o Dr. foi baleado antes de viajar para o futuro, e para não ter o mesmo destino, Martinho escapa com o Fusca e acaba acidentalmente no ano de 1989, Interfere no primeiro encontro de seus pais, o que cria um colapso temporal que pode destruir toda sua família. Deste ponto em diante a missão de Martinho é fazer seus pais se apaixonarem e com a ajuda do Dr. Juvenal de 1989, voltar para seu tempo presente: 2012.
Assim ele começa sua saga. Marca um encontro para seus pais num forró da melhor idade e lá acontecem os fatos que iriam marcar sua vida.
Os pais finalmente se encontram numa dança, ao som de Quebra Topete tocada pelo Som Mac. Acontece, porém, que o som começa a pifar por causa de um pique de energia (na época era só chover que a energia acabava). Então Martinho Malai pega seu violão e começa a tocar Moreninha Linda. Seus pais se beijam e ele tem que correr para a praça da matriz, onde haverá a descarga de uma raio na Cruz da Igreja a meia-noite e com isso (através da ideia do Dr Juvenal) levaria energia para o Fusca 74, acionando a máquina do tempo, para que Malai voltasse ao ano de 2012.
Assim que a descarga aconteceu Martinho retornou ao futuro, todavia o raio também fez um imenso buraco na praça. Por isso construíram o Coreto.
Olha eles aí: ontem e hoje

sexta-feira, 27 de abril de 2012

REFLEXÃO DA SEXTA-FEIRA :CAÇADORES DA ESPERANÇA



    
          Em cada ponto da Terra, todo dia o homem se levanta com um desejo comum à toda humanidade: ser feliz. E nesta busca, tantas vezes desenfreada, louca, passional ou silenciosa, passa pelos dias.   

Talvez porque nunca tenham conseguido definir dentro de si mesmos o significado do que é ser feliz, como caçadores inábeis saem em busca deste misterioso tesouro sem nenhuma pista.
E nesta fantasia, consciente ou não, de ser feliz, poucos se tornam livres para mergulhar dentro de si mesmo e descobrir o verdadeiro sentido da vida.
Desconhecendo a função da alma, vivem à procura de fórmulas mágicas para tornar eterna a matéria, açoitados que são, diariamente, pelo temor de morrer.
         Ao homem só é ensinado que deve ser um vencedor, nunca que as perdas muitas vezes são responsáveis pela mutação que faz o crescimento.
Constantemente o ouvimos murmurar: quando eu tiver uma casa, um carro, dinheiro, jóias, eu serei feliz. E quase sempre o surpreendemos infeliz e vazio quando de posse destas “felicidades”.
         O autoconhecimento é um caminho árduo que traz à tona todas as fraquezas, medos, egoísmos e outros dragões de que queremos fugir e não enfrentar.
            Mas se utilizarmos a nossa coragem para descobrir quem verdadeiramente somos nós, nossos medos não mais nos assustarão, nossos limites não serão mais obstáculos porque, conhecidos, nos permitirão aproveitar da vida cada instante, sem aflições, realizar sonhos sem pesadelos, em comunhão com nossa paz interior e passá-la aos outros sem usura.
Mas quem insistir na crença de que orientar sua vida com sabedoria não é fácil, será um eterno caçador da esperança e não a própria esperança que alimenta a realização do nosso destino.

Policiais



Policiais são humanos (acredite se quiser!) como o resto de nós. Eles vêm em ambos os gêneros, mas na maioria das vezes são do sexo masculino. Eles também vêm em vários tamanhos. Na realidade, depende se você estiver à procura de um deles ou tentando esconder algo. Quase sempre, no entanto, eles são grandes.


Encontra-se policiais em todos os lugares: na terra, no mar, no ar, a cavalo, em viaturas, e até na sua cabeça. Independente do fato de "nunca se encontrar nenhum quando se quer um", eles geralmente estão por perto quando mais se precisa deles. A melhor maneira de conseguir um é geralmente por telefone, mas a melhor coisa é saber que estão nas ruas para que possamos ter segurança dentro de casa.

Policiais dão palestras, fazem partos e entregam más notícias. Se exige que eles tenham a sabedoria de Salomão, a disposição de um cavalo corredor e músculos de aço - muitas vezes são até acusados de terem o coração fundido no mesmo metal.

O policial é aquele que engole a saliva a grandes penas, anuncia o falecimento de um ente querido e passa o resto do dia se perguntando porque, ó Deus, foi escolher esta porcaria de trabalho.

Na TV, o policial é um idiota que não conseguiria encontrar um elefante numa geladeira. Na vida real se espera dele que encontre um menininho loiro "mais ou menos desta altura" numa multidão de quinhentas mil pessoas. Na ficção ele recebe ajuda de detetives particulares, repórteres e de testemunhas "-Eu sei quem foi". Na vida real, quase tudo que ele recebe do povo é "-Eu não vi absolutamente nada".

Quando ele dá uma ordem dura, ele é grosso. Se ele lhe soltar uma palavra gentil, é uma mocinha. Para as crianças, ele é as vezes um amigo, outras um monstro, dependendo da opinião que têm seus pais à respeito da Polícia.

Ele vira a noite, dobra escalas, e trabalha aos sábados, domingos e feriados; sempre o chateia muito quando um engraçadinho vem lhe dizer "epa, este fim de semana é Carnaval, estou à toa, vamos à praia". Esta é a época do ano em que eles trabalham quase vinte horas por dia.

Quando um policial é bom, ele "é pago para isso". Quando comete um erro, "ele é um corrupto, e isso vale para todos os outros da raça dele". Quando ele atira num assaltante, ele é um herói, exceto quando o assaltante é "apenas um garoto e qualquer um podia ver".

Muitos têm casas, algumas cobertas de plantas, e quase todas cobertas de dívidas. Se ele dirigir um carro de luxo, ele é um ladrão. Se for um carro popular, "quem ele pensa que está enganando?" O crédito dele é bom, o que ajuda bastante porque o salário não é. Policiais educam muitos filhos, muitas vezes os filhos dos outros, até melhor que os seus próprios, pois passam a maior parte do tempo longe de suas famílias e resolvendo os conflitos alheios.

Um policial vê mais sofrimento, sangue, problemas e alvoradas que uma pessoa comum. Como os carteiros, os policiais têm que estar trabalhando independente das condições do tempo. Seu uniforme muda de acordo com o clima, mas sua maneira de ver a vida permanece a mesma; na maioria das vezes, é entristecida, mas no fundo, esperando e lutando por um mundo melhor.

Policiais gostam de folgas, férias e café. Eles não gostam de buzinas, brigas familiares e, principalmente, pessoas folgadas. Eles não têm sindicatos e não lhes é lícito fazer greves, mesmo com a falta de equipamento, treinamento, condições de trabalho e os parcos salários que ganham. Têm que ser imparciais, educados, e sempre devem lembrar do slogan "a seu serviço". Às vezes é difícil, especialmente quando um indivíduo lhe lembra, "eu pago impostos, portanto pago seu salário".

Policiais recebem elogios por salvar vidas, evitar distúrbios, e trocar tiros com bandidos (de vez em quando, sua viúva é quem recebe o elogio!).

Mas algumas vezes, o momento mais recompensador é quando, após fazer alguma gentileza a um cidadão, ele sente o caloroso aperto de mão, olha nos olhos cheios de gratidão e ouve, "obrigado e Deus te abençoe".


(Autor Desconhecido)

Parafraseando

Na internet, bem como na televisão vemos e ouvimos várias pérolas da língua portuguesa. O abadiaemfoco navegou, navegou e encontrou na "Net" diversas frases que você, certamente, irá filosofar bastante. São temas para uma vida (muito louca).


 “Dizem que televisão engorda, mas depende de quantas televisões você come.”
“Antes eu era feio, agora eu tenho carro.”
“O herói é aquele que não conseguiu escapar no último momento.”
“É dando que se ganha má fama.”
“Eu tinha um passarinho que se chamava Tro. Toda vez que chovia Tro voava.”
“Se um dia você perder o controle, levante-se e mude de canal manualmente.”
“Nunca dormi com mulher feia, mas já acordei com várias.”
 “Sexo é pura Matemática: primeiro você diminui as roupas, depois divide bem as pernas e por último reza pra não dar multiplicação.”
“Se chiar resolvesse, sal de fruta não morria afogado.”
 “Votem nas putas, pois nos filhos não deu certo!”
“A menor distância entre dois bares é uma ladeira.”
 “Tudo é relativo. O tempo que dura, muito depende de que lado da porta do banheiro você está.”
“Qualquer idiota é capaz de pintar um quadro, porém só um gênio é capaz de vendê-lo.”
“Nunca desista de um sonho, se não achar em uma padaria, tente em outra.”
“Existem duas palavras que abrem várias portas: Puxe e Empure.”
“90% do meu dinheiro eu gasto com bebida. Os outros 10% são do garçom.”
“Quem trabalha muito, erra muito. Quem trabalha pouco, erra pouco. Quem não trabalha, não erra. Quem não erra é promovido!”
“Não tenho tudo que amo, mas um amigo meu do Paraguai, ficou de ajeitar para mim.”
“Eu não tenho medo de morte, eu apenas não quero estar lá quando acontecer.”
 “Pior é na guerra, que a gente pede chiclete e só vem bala!”
“Eu bebo pouco, mais o pouco que eu bebo me transforma em outra pessoa e essa outra pessoa sim bebe pra caralho.”
“Se a bebida atrapalha o seu trabalho, pare de trabalhar.”
“Não sou contra nem a favor, muito pelo contrario!”
“Preguiça é o habito de descansar antes de estar cansado.”
“Todo mundo quer salvar o mundo, mas ninguém quer ajudar a mãe a lavar a louça.”
“Trabalho de castrador é que nem lixeiro, pega o saco joga fora.”
 “Você sabe que está ficando velho quando o trabalho começa a dar prazer, e o prazer começa a dar trabalho.”
“Para quem esta se afogando jacaré é tronco.”
“A cerveja e a cachaça são os piores inimigos do homem. Mas o homem que foge dos seus inimigos é um covarde.”
 “O álcool é o pior inimigo do homem. Mas na Bíblia diz que devemos amar nossos inimigos.”
“Estou mais perdido do que filho da puta em dia dos pais.”
“Um pé de coelho pode não mudar sua vida, mas vai mudar a vida do coelho.”

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Que dureza, vem final de semana!


Como escolher?


Falar de política nunca foi fácil, porém é um tema presente na vida de cada um , em qualquer lugar. Política é pra ser discutida sim. O futuro depende dela.
Apesar da importância deste assunto, são poucos os interessados, pois, a maioria da socidade foge do tema política, achando que isso é dever somente de quem está no poder, mas não sabem, que são eles que acabam fortalecendo ainda mais a chance dos desonestos se corromperem com facilidade e continuarem enganando o povo.  Quem não participa da política, será só mais um tendo o trabalho de votar, além disso estará votando em vão.
Esse desinteresse pela política torna-se de fácil compreensão quando levamos em consideração, que vivemos numa sociedade onde uma fração de indivíduos que no seu agir políticamente procura, nada mais, nada menos, beneficiar-se.

Todavia Política é a arte de governar, é o uso do poder para defender seus direitos de cidadania.
A idéia da Política é ter uma forma de organizar a sociedade.
Aqui neste pequeno pedaço de mundo, onde o Picão faz a curva e deita sobre o Rio Pará, teremos, neste ano uma eleição para a escolha de vereadores (09), vice e prefeito. Hora boa de refletirmos sobre a política e votarmos conscientemente.
O abadiaemfoco, imparcial que é, vem dar uma dica de  como deveríamos escolher os candidatos. Pela ordem:
a) perguntar por que o candidato quer entrar para a política;
b) analisar o que o candidato já fez pelo município;
c) verificar suas pendências, seja na justiça, no comércio, na polícia, no clube, na Associação, na Receita Federal, etc (quase todo ser humano tem alguma pendência a ser resolvida);
d) indagar sob qual bandeira o candidato atuará: pelos idosos, pelas crianças, meio ambiente, indústria de eucalipto, pelos deficientes, pelos comerciantes, por Alberto Isaacson, por Ibitira, por Buriti Grande....pelos PROFESSORES (os mais desamparados), etc;
e) analisar como é ou foi sua vida familiar;
f) se utiliza seus recursos aqui na cidade (porque muitos políticos governam num município e gastam seu dinheiro em outro - enriquecendo aquela cidade que não é a sua)
g) Importante: se realmente conhece toda a extensão do município (já conheci candidatos que não sabiam que o Capão do Zezinho pertence a Martinho Campos);
h) grau de instrução, ou seja: o candidato deve saber ler e escrever pelo menos (isso tá em Lei);
i) se o candidato já foi vereador/prefeito analisar o que ele fez quando lá esteve;
j) se o candidato conhece os problemas atuais da Badia (esgoto mal acabado da Copasa, poluição do Córrego do Bambé e do Rio Picão, falta de policiamento em Ibitira, A.Isaacson e Buriti Grande, educação precária (faltam cursos técnicos e uma faculdade), baixos salários do funcionalismo municipal, carnaval morto, etc, etc, etc etc........
k) verificar a versatilidade do candidato. pois vereador ou prefeito tem que saber se deslocar para BH (Assembleia e secretarias), para Brasília, às vezes para o exterior: saber dialogar com as autoridades, tratar bem os funcionários, os eleitores, os adversários...
l) gostar da Badia (o mais importante, porque quem gosta cuida).
(no próximo post de política falaremos mais sobre o assunto)
Eu observo isto para votar e você?

Time do borogodó!

Depois do Barça cair diante do Chelsea, do Real Madri perder para o Bayern de Munich, chegou a vez de outro grande clube perder: o Galo de Minas tropeça diante do Goiás em jogo de ida da Copa do Brasil, ontem no Serra Dourada por 2x0. Realmente, os melhores do mundo estão em má fase.
Eita time do Borogodó!
Brincadeiras à parte esse timinho do Galo tem que criar brio na cara. Pareciam bonecas Barbies enfeitando o campo. Não vi marcação, não vi garra, não vi meio campo e não vi ataque. Vi apenas Richarlyson falhando, o goleiro meio tonto, o Réver achando que é centroavante e o Bernard, Ah! Bernard, que palhaçada foi sua atuação Heim!?
O time inteiro jogou mal. Uma verdadeira porcaria de atuação.
Mudanças já, ou vamos ficar pelo caminho. Corremos o risco até de perder o Mineiro!
Abre o olho Kalil!!!!!!

quarta-feira, 25 de abril de 2012

Blog 10.000

Hoje é uma data muito importante para o abadiaemfoco. Completamos 10.000 visualizações da página, que trata de variedades, humor e coisas da Badia de uma maneira peculiar para todos os abadienses e amantes de nossa terra.
O sucesso, claro, é graças à sua leitura diária de nosso blog, caro internauta.  Você é o principal responsável pela nossa existência e pela propagação de nosso torrão natal aos quatro cantos do mundo.
Parabéns a todos pela participação e que continuem nos prestigiando sempre.
O abadiaemfoco, no intuito de melhorar a cada dia, deixa disponibilizado o email:  wiltonronald@gmail.com , para sugestões de matérias a serem postadas no blog. Tentaremos postar todas as sugestões, dentro do possível, do legal e do ético. 
Mais uma vez agradecemos a todos pelo sucesso alcançado.

Lei poderá regulamentar a prostituição


Uma mudança proposta pela Comissão do Senado de reforma do Código Penal, pode abrir caminho para a regulamentação dos prostíbulos no Brasil. Na prática a Comissão quer  o fim de punições para donos de prostíbulos. Para os especialistas em direito que compõem a comissão, a proibição dos prostíbulos só serve para que corruptos possam extorquir os donos dessas casas.
Com a medida será possível estabelecer vínculos trabalhistas entre o empregado do prostíbulo e o empregador, como já ocorre em países como Alemanha e Holanda. Hoje, na atual legislação, quem mantém casas de prostituição está sujeito a pena de reclusão de 2 a 5 anos mais multa.
A prostituição em si não é criminalizada, e também não é regulamentada, a medida ajudaria a regulamentar a profissão. Vantagens em legalizar a prostituição? Sim, muitas. Calma, antes de me classificar como “imoral, pervertido”, eu explico.
A prostituição existe. É fato. Basta uma volta pelas ruas de SP à noite para encontrar várias garotas de programa, ou prostitutas, ou acompanhantes, ou putas, como você preferir chamar. Aliás, somente em SP o sexo movimenta mais de R$ 2 milhões por dia. Sim, por dia. Fechar os olhos para isso é no mínimo ignorância. Outro fato: as casas de prostituição existem, com o consentimento – ilegal – de policiais e fiscais. Mais um fato: por conta dessa atividade “por baixo dos panos” muitas mulheres são tratadas indigna, sem qualquer proteção nem direitos, usadas por cafetões inescrupulosos que obrigam suas “putas” a trabalhos sujos e degradantes.
Vamos simplesmente ignorar tudo isso e dizer que está tudo bem?
Já está na hora de se fazer algo sobre o assunto. Ou proibimos de vez e criamos o tráfico de prostituição assim como existe o tráfico de drogas, além de reforçar um mercado negro de exploração e escravidão sexual ou trazemos a prostituição à luz da legalidade e colocamos o sexo nas mãos do governo. Nas mãos do governo a prostituição passaria a ser um trabalho remunerado como qualquer outro. É muito mais fácil fiscalizar uma profissão regulamentada do que sair combatendo uma coisa que existe, mas insistimos em tratar como ilegal. Outra: a legalização ajuda a identificar as mulheres que estão sendo usadas contra a vontade para enriquecer cafetões. Legalizados, os donos das casas de prostituição passam a ter obrigações sobre as prostitutas, agora suas funcionárias.
Trazer para o controle da Lei sempre é uma forma inteligente de acabar com um problema social. E a prostituição, como está hoje, é um problema social, e grave.  Lógico, a simples regulamentação não é a solução de todos os problemas., tanto porque ainda temos muitas mulheres que estão na prostituição não por vontade própria, mas por necessidade financeira, ou ainda obrigadas por pai / mãe ou outra pessoa. Mas há sim mulheres que vendem o corpo simplesmente porque gostam disso.  São bonitas, gostosas (nem sempre…) sem qualquer pudor e sabem que viver do sexo dá dinheiro. Por que impedi-las de ganhar a vida dessa forma? Desde que seja feito por livre e espontânea vontade, com responsabilidade e preservando a integridade física da mulher, que mal há nisso?
Direitos humanos são para todos. Inclusive para as prostitutas.
(texto adaptado do original de Weslley Talaveira)

Cruzeirense na Micareta

Pois é galera, depois que o Barcelona de Messi caiu diante do Chelsea de Ramires a torcida da Raposa, do nosso querido Cruzeiro das Gerais, está em polvorosa. Só falta agora o time da Toca ser campeão Mineiro, da Copa do Brasil e do Brasileirão para ganhar a tríplice coroa. Já tem até gente ensaiando os passos da comemoração. Apesar de atleticano não pude deixar de postar aqui este vídeo que achei na net.

terça-feira, 24 de abril de 2012

Ibitira pede socorro II




O Distrito de Ibitira, segundo maior colégio eleitoral do município de Martinho Campos/MG e , oxalá,  futuro produtor de gás natural pede socorro.
Nas instalações da Copasa (ETE – Esgoto) próximas ao local denominado “Bilosca”, onde abaixo passa um curso d’água existe um caos a céu aberto. Formou-se uma lagoa com dejetos líquidos (tornando uma espécie de chorume) que polui o meio ambiente e produz um cheiro horrível naquela região.
Passei pelo local e fotografei o mesmo, pois o cheiro realmente incomoda. Não acredito que a Copasa ainda não tenha percebido isso. Aliás, pedimos, urgentemente, que alguma medida seja tomada. 

Ciclo de Festas na Badia - Venha comemorar


Martinho Campos é muito famosa e tradicionalmente conhecida pelas inúmeras festas que acontecem durante o ano. Não bastassem as festas “normais” como Ano Novo, Carnaval, Bailes da Aleluia, Páscoa, Férias e Natal temos ainda uma infinidade de outras comemorações que tem seu auge no período entre abril e agosto.

No último final de semana tivemos, no povoado do Logradouro, a Festa em Homenagem a Nossa Senhora de Lourdes. Já neste próximo sábado/domingo teremos a Festa de São José no Distrito de Alberto Isaacson. Seguindo esse ritmo, no dia 06 de maio teremos a Festa da Capelinha, na comunidade das Pedras. Já no final de semana seguinte (dia das mães) teremos a famosa Festa do Asilo.

E vai por aí afora: Festa do Pontal, Festa do Sacramento, Riacho; Forró na Praça, Churrascão do Curral, Festa de Santo Antônio em Boa Vista, Forró na Praça de Ibitira, Festas Juninas/Julinas, Festa em Homenagem a Nossa Senhora de Abadia, Festa de Santa Rosa em Buriti Grande...haja fôlego e dinheiro para tanta comemoração. Animação eu sei que temos de sobra!
E para os que vão em TODAS estas festas um conselho: Muito Juízo!!!!!! Primeiro rezar, depois se divertir e, se beber não dirija!

 Causo do Geriowaldo a caminho da Festa do Alberto Isaacson


Uma moça do Monjolinhos foi convidada para a festa em Alberto Isaacson (Festa de São José) onde teria que usar vestido, coisa que ela não usava, pois andava só de calças compridas e sem a calcinha.
Não havia loja de roupas íntimas por perto, então ela teve uma idéia: lembrou-se de que o armazém da Boa Vista vendia sacos vazios. Como ela costurava bem, faria sua própria calcinha!
Ela foi até lá, comprou um saco de pano, correu para a máquina de costurar e confeccionou uma linda calcinha. No dia da festa, vestiu a peça feita em casa, colocou o vestido e pegou o ônibus da granja para ir à festa.
Como estava acostumada a usar calças compridas, sentou-se num dos bancos, bem à vontade, de pernas abertas. Em sua frente estava o Geriowaldo que não tirava os olhos de cima dela.
Passado algum tempo, a menina se irritou e perguntou:
- O que foi caipira, nunca viu uma calcinha!?
- O Geriowaldo tomou um fôlego e respondeu:
- Óia moça, vê carcinha eu já vi, mas escrito "ração pra pinto", é a primeira veiz!

JUCC


Em tempos idos, aqui na grande Martinho Campos, havia o JUCC (Jovens Unidos em Cristo). Um grupo de jovens da Paróquia de Nossa Senhora de Abadia que tinha como missão levar a chama de sua vela a toda a juventude e com Cristo caminhar para um mundo melhor.
Os encontros (na época em que freqüentei) eram realizados aos domingos após a missa noturna. O local era a sede da Banda de Música Santa Cecília. Aliás, o prédio ainda existe e funciona como centro de música até hoje.
Os jovens oravam, discutiam temas polêmicos e atuais e exerciam a amizade para engrandecer a vida em família. Era um momento muito bom para todos que ali frequentavam em busca de um bem maior.
Havia as jornadas (infelizmente não participei) como também as Caminhadas. Uma vez fomos até Cachoeira da Prata/MG e fizemos uma caminhada de 05 km rezando, pedindo e agradecendo a Deus por nossas vidas e nossas conquistas. Foi algo, para mim, realmente edificante.
Hoje fica a saudade daquele tempo e da turma do Jucc. Não sei se, atualmente, existe algum grupo de jovens aqui em nossa paróquia (se existir o abadiaemfoco abre as portas do blog para propagar a ideia), todavia o que existia ficará eternamente marcado nos corações dos jovens, hoje  adultos.

segunda-feira, 23 de abril de 2012

E o padre heim?!


O novo padre da paróquia estava tão nervoso no seu primeiro sermão, que quase não conseguiu falar. Antes do seu segundo domingo o que fazer para relaxar? O arcebispo lhe sugeriu que na próxima vez, colocasse umas gotas de vodka na água e que depois de uns goles estaria mais tranqüilo.
No domingo seguinte aplicou a sugestão e sentiu-se tão bem, que poderia falar alto até no meio de uma tempestade, de tão feliz e descontraído que se encontrava. Depois de regressar à reitoria da paróquia encontrou uma nota do Arcebispo dizendo-lhe:
Prezado Padre, seguem algumas observações:
Na próxima vez, coloque gotas de vodka na água e não gotas de água na vodka.
Não coloque limão e açúcar na borda do cálice.
O manto da imagem de Nosso Senhor Jesus Cristo não deve ser usado como guardanapo.
Judas traiu Jesus, não o "sacaneou".
Jesus foi crucificado, não enforcado.
A hóstia não é chicletes; portanto evite tentar fazer bolas.
Evite apoiar-se na imagem de Nossa Senhora, muito menos abraçá-la.
A iniciativa de chamar o público para cantar foi louvável, mas fazer trenzinho e correr pela igreja foi demais.
Água benta é para se benzer e não para refrescar a nuca.
Evite abanar-se com a batina quando estiver com calor.
Jesus nasceu em Belém, mas isto não significa que ele seja paraense.
Quem peca é um pecador, não um "filho da puta".
Quem peca vai para o inferno, e não "pra puta que o pariu".

Pelos 45 minutos de missa que acompanhei, notei essas falhas. Espero que tais falhas sejam corrigidas já para o próximo domingo.
Atenciosamente,
O Arcebispo
P.S.: Uma missa leva em torno de uma hora, e não dois tempos de 45 minutos cada. E aquele sujeito sentado no canto do altar, a quem você se referiu como "travecão de vestido", era eu.

Campeonato Mineiro Reta Final

O campeonato mineiro 2012, agora  nas semifinais, mostra uma pequena vantagem para América e Atlético. O destaque vai para os técnicos destas duas equipes que conseguiram dar um toque refinado aos times, levando-os a esta vantagem (jogar pelos empates).
O América venceu o Cruzeiro por 3x2 e mostrou competência para chegar à final. Já o Galo somente empatou com o Tupi, em Juiz de Fora, resultado porém que ainda deixa o time tranquilo.
O regional esteve fraco , mas deu para preparar as equipes da capital para os campeonatos nacionais como é o caso de Cruzeiro e Atlético na Copa no Brasil .
Que vença o melhor e que o melhor seja o Galo.

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Reflexão da sexta-feira: O RIO DA VIDA



Era uma vez um riacho de águas cristalinas, muito bonito, que serpenteava entre as montanhas.
Em certo ponto de seu percurso, notou que a sua frente havia um pântano imundo, por onde deveria passar. Olhou, então, para Deus e protestou:

- Senhor, que castigo! Eu sou um riacho tão límpido, tão formoso, e o Senhor me obriga a atravessar um pântano sujo como esse! Como faço agora?
Deus respondeu:
- Isso depende da sua maneira de encarar o pântano. Se ficar com medo, você vai diminuir o ritmo de seu curso, dará voltas e, inevitavelmente, acabará misturando suas águas com as do pântano, o que o tornará igual a ele. Mas, se você o enfrentar com velocidade, com força, com decisão, suas águas se espalharão sobre ele, a umidade as transformará em gotas que formarão nuvens, e o vento levará essas nuvens em direção ao oceano. Aí você se transformará em mar.

Assim é a vida. As pessoas engatinham nas mudanças. Quando ficam assustadas, paralisadas, pesadas, tornam-se tensas e perdem a fluidez e a força.
É PRECISO ENTRAR PRA VALER NOS PROJETOS DA VIDA, ATÉ QUE O RIO SE TRANSFORME EM MAR.
Se uma pessoa passar a vida toda evitando sofrimento, também acabará evitando o prazer que a vida oferece.
Há milhares de tesouros guardados em lugares onde precisamos ir para descobri-los.
Não procure o sofrimento. Mas, se ele fizer parte da conquista, enfrente-o e supere-o.
Arrisque, ouse, avance na vida. Ela é uma aventura gratificante para quem tem coragem de arriscar.

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Causo das mangas



Há muito tempo, na época que Abadia era uma pequenina cidade, dois meninos sapecas, numa tarde (tipo boca da noite)  após o treino no campo do Abadia foram roubar manga espada num terreno ao lado do estádio. Apanharam dezenas de belas mangas e saíram de fininho. No Caminho passavam defronte o cemitério da cidade que a essa hora estava totalmente às escuras e era um lugar seguro, para quem queria esconder algo, então veio a ideia dos malandros de escalarem o muro, para dividirem o saco e seria bem repartido. Quando pularam o muro deixaram cair duas grandes mangas espadas que rolaram para perto da cruz que tinha na frente do cemitério. Lá dentro os meninos  começaram a separar as mangas, era uma procê, outra pra mim e  assim foi acontecendo a divisão do produto.

Um bêbado passava por ali, pois estava se escorando no muro, ouvindo a partilha e ficou assustado com que ouviu, achava que era o fim do mundo: Deus e o diabo estavam dividindo as almas dos mortos. Decidiu ir atrás da policia para contar o caso. Na delegacia estavam apenas dois policiais de plantão; lá chegou o homem que contou, afobadamente, o caso. De tanto insistir um dos policiais foi, junto com o bêbado, ver o que estava acontecendo de fato. Chegando lá também escutou vozes que viam de dentro do cemitério que diziam: uma procê, outra para mim. O policial também ficou assustado com aquilo e, de repente, terminaram a contagem lá dentro e um deles falou:

__ Agora vamos pegar  as duas lá do lado de fora!
Nem bem acabaram de falar isto o policial e o bêbado saíram correndo, imaginando que eram eles e não as mangas, devem estar correndo até hoje!



TSE - Ficha Limpa


Empossada no último dia 18/04, em cerimônia com a presença da presidenta da República, Dilma Rousseff, a ministra Cármen Lúcia (mineira de Montes Claros) é a primeira mulher a presidir o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Caberá a ela comandar as eleições municipais deste ano e garantir a aplicação da Lei da Ficha Limpa.
Em suas palavras ela mencionou : “Nenhuma lei do mundo substitui a honestidade, a responsabilidade e o comprometimento do cidadão. A eleição mais segura e honesta é aquela em que cada cidadão vota limpo”
Temos (nós do abadiaemfoco) batalhado muito para efetivar essa ideia. O voto é responsabilidade do eleitor. Se tem candidato ficha suja disputando eleição é só votar em outro. Porém temos que atentar para o que seja ficha suja, caso contrário estaremos colocando todos num balaio só.
A questão do voto é muito delicada por isso devemos sempre analisar a vida pregressa do candidato, o que ele fez e faz pelo município, Estado ou União (dependendo da eleição) antes de entrarmos na seção  e votar.
São apenas poucos minutos para votar, porém são quatro anos para se viver sob um governo eleito por nós.
Parabéns à ministra Cármen Lúcia pelas palavras e pela conquista, mostrando que, cada vez mais, as mulheres estão no poder. Nós mineiros nos sentimos orgulhosos por sua posse.

Segurança Pública - Melhoras já

O problema da violência no Brasil muito se deve a impunidade de alguns, principalmente os mais abastados financeiramente. É comum ouvirmos: a polícia prende e a justiça solta. As leis no Brasil precisariam ser mudadas para dar uma segurança maior à sociedade de bem. Num país onde se pretende realizar uma Copa do Mundo e uma edição das Olimpíadas temos que primeiro corrigir os erros caseiros para depois recebermos os visitantes nos eventos. E a segurança é a principal mazela do Brasil.
Veja no vídeo abaixo o desabafo de um delegado de uma pequena cidade do Mato Grosso que prendera dois maiores e apreendera outros menores, cometendo crimes e, em menos de 24 horas os menores já se encontravam nas ruas novamente por causa da liberação da Juíza. Um retrato de Brasil que não gostaríamos de ver estampado nos jornais. Parabéns ao Delegado pela coragem de desabafar desta maneira.

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Tip Top II - Noite da Maria Cebola

Quem frequentou a danceteria Tip Top, nas décadas de 80/90 sabe muito bem o que é a Noite da Maria Cebola. Tratava-se da simples tarefa de uma mulher chamar o homem para dançar. Coisa que hoje é comum né? Ou seja, naquela noite a mulher era quem se atirava, quem tomava a iniciativa. Era muito engraçado, pois a maioria dos homens ficava sem dançar, uma vez que as belas só escolhiam alguns para enfeitar o salão de danças.
Numa dessas noites, um amigo nosso, que hoje se encontra nos EUA, na época sem dinheiro (como todos nós dos Anjos do Inferno) resolveu entrar na danceteria do Liga sem pagar. Os ingressos eram entregues ao porteiro e recebíamos uma "carimbada" com uma marca para que pudéssemos sair e entrar  a qualquer hora. Nosso amigo porém, pegou uma borracha branca de escola e com uma caneta esferográfica (Bic) desenhou na mesma o símbolo do carimbo do Tip Top. Carimbou a si e entrou com facilidade. Seria tudo perfeito se o nosso espertinho não quisesse ganhar uns trocados com isso. É gente, naquela época também tínhamos ambição. E o nosso "anjinho" começou a carimbar outros amigos pela metade do preço do ingresso original do Tip Top. Ganhou bastante. Só que, nosso ilustre e amigo Liga, ao perceber o aumento significativo de gente no interior da danceteria enquanto no caixa não aumentava o valor proporcionalmente, ficou de olho para ver se pegava o danadinho que fazia tal travessura. Assim ficou de butuca juntamente com os funcionários do local. Um deles que entrara no banheiro ouviu outro colega nosso (que não era o esperto) falar sobre a borracha; ele dizia, pela janelinha,  para um colega do lado de fora da danceteria: a tinta da caneta acabou cara! Ah! não deu outra, o segurança pegou o dito cujo e levou até o Liga que o expulsou por um ano do Tip Top. Mesmo sendo quase inocente na história, este nosso amigo ficou realmente um ano sem frequentar o Tip Top, perdendo assim as noites da Maria Cebola, o Karaokê, as danças, etc...
Eita tempo bão!