abadiaemfoco

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Desculpe o auê!


A carreira da cantora Rita Lee sempre foi abastecida de polêmicas e sua aposentadoria nos palcos não poderia ser diferente. No último sábado, cinco dias após declarar que não faria mais shows, a “tia” do rock brasileiro cumpriu seu último compromisso, durante o Festival de Verão Sergipe 2012, tocando para um público de 20 mil pessoas, mas acabou detida por policiais após a apresentação.

Durante a noite, Rita afirmou ter visto alguns membros de seu fã-clube serem vítimas de ações agressivas por parte da polícia. Depois de dizer que não queria o policiamento em sua derradeira apresentação, completou: “Vocês são legais, vão lá fumar um baseadinho”. Quando os homens se postaram diante dela, formando um cordão de segurança, a roqueira afirmou não ter medo deles, relembrou os tempos de ditadura e xingou os policiais militares de cavalos e cachorros, usando também palavras de baixo calão. O governador Marcelo Déda (PT), que estava na plateia, afirmou ter testemunhado um “espetáculo deprimente” e destacou que os PMs não agiram de forma que justificasse a atitude da cantora.

Assim que desceu do palco, Rita Lee, 67 anos, foi levada a uma delegacia de Aracaju, e postou diversos protestos em sua página do Twitter: “A polícia não gosta de mim, mas Sergipe gosta”, escreveu. Na mensagem seguinte, chamou a polícia de “abusiva e abusada”, destacando que não tinha obrigação de ir à delegacia. Pouco depois, escreveu que não havia embasamento legal para a prisão e que não retirava nada do que havia declarado.

Ao chegar à delegacia, Rita teve o apoio da vereadora de Maceió Heloísa Helena (PSol), que assistiu à apresentação e assinou o boletim de ocorrência a seu favor. “Solta graças à vereadora Heloísa Helena, que estava na plateia e prestou idêntica versão”, publicou ontem em seu Twitter, três horas após a última manifestação, indicando que o imbróglio estava resolvido. Segundo o documento policial, a artista teria sido detida por desacato e apologia ao crime (artigo 287 do Código Penal). 
Fato constrangedor para a artista e para seus fãs, inclusive eu. Adoro a Rita, suas músicas, sua simpatia e amor ao Brasil, ao contrário de muitos músicos que andam soltos por aí. Mas o que ela fez foi realmente uma infantilidade e passionalidade, uma vez que agiu com a emoção e não com a razão. A polícia estava lá para dar segurança. E isto, às vezes, requer uma atitude mais forte por parte da PM. Se alguns fãs estavam sendo “guardados” era porque realmente fizeram alguma coisa errada não é? Que ela reflita muito sobre essa atitude para que sua brilhante carreira não fique manchada por um motivo fútil.

domingo, 29 de janeiro de 2012

Carro de Boi

Sendo originário da Idade da Pedra ou do período Neolítco, o carro de boi surgiu no Brasil com os primeiros engenhos de açúcar, na época da colonização portuguesa. Foi um dos primeiros instrumentos de trabalho, além do mais antigo e principal veículo de transporte utilizado no País, principalmente nas áreas rurais, por quase três séculos. As madeiras utilizadas na construção dos carros de boi tinham que ser fortes, principalmente as das rodas. As mais usadas eram o pau d`arco, a aroeira, sucupira, a carnaubeira. O carro de boi pode ser puxado por uma, duas ou mais juntas ou parelhas. Cada junta possui dois bois, que trabalham um ao lado do outro, unidos pela canga. O condutor do carro que comanda os bois é chamado de carreiroOs bois se acostumam de tal forma com o carreiro que, muitas vezes a um simples chamado dele, se dirigem vagarosamente e ficam parados próximo ao local onde são normalmente encangados. Batizados com nomes pitorescos, como Cara Preta, Presidente, Azulão, Lavareda, Malhado, Pachola, Curió, atendem pelo nome ao chamado do carreiro.
Em Martinho Campos a tradição dos carros de Boi é uma das atrações culturais oferecida, através de desfiles anuais, aos visitantes e também aos moradores da cidade. Em algumas fazendas, inclusive, ainda existem tais carros funcionando como antigamente, servindo de transporte aos fazendeiros.



sábado, 28 de janeiro de 2012

Escrever na areia


Desde adolescente aprendi essa lenda (transcrita abaixo), através de um excelente professor da extinta Escola Dalila Vieira. Até hoje guardo esse ensinamento e gostaria de compartilhá-lo com vocês. Espero que aprendam a escrever na areia!

(Lenda oriental - escrevendo na areia)
Dois amigos, Mussa e Nagib, viajavam pelas extensas estradas que circulam as tristes e sombrias montanhas da Pérsia. Ambos se faziam acompanhar de seus ajudantes, servos e caravaneiros.
Chegaram, certa manhã, às margens de um grande rio, barrento e impetuoso, em cujo seio a morte espreitava os mais afoitos e temerários.
Era preciso transpor a corrente ameaçadora. Ao saltar, porém, de uma pedra, o jovem Mussa foi infeliz. Falseando-lhe o pé, precipitou-se no torvelinho espumejante das águas em revolta. Teria ali perecido, arrastado para o abismo, se não fosse Nagib.
Este, sem um instante de hesitação, atirou-se à correnteza e, lutando furiosamente, conseguiu trazer a salvo o companheiro de jornada.
- Que fez Mussa ?
Chamou, no mesmo instante, os seus mais hábeis servos e ordenou-lhes gravassem na face mais lisa de uma grande pedra, que perto se erguia, esta legenda admirável:
"Viandante ! Neste lugar, durante uma jornada, Nagib salvou, heroicamente, seu amigo Mussa".
Isto feito, prosseguiram, com suas caravanas, pelos intérminos caminhos de Allah.
Alguns meses depois, de regresso às terras, novamente se viram forçados a atravessar o mesmo rio, naquele mesmo lugar perigoso e trágico.
E, como se sentissem fatigados, resolveram repousar algumas horas à sombra acolhedora do lajedo que ostentava bem no alto a honrosa inscrição.
Sentados, pois, na areia clara, puseram-se a conversar.
Eis que, por um motivo fútil, surge, de repente, grave desavença entre os dois companheiros. Discordaram. Discutiram. Nagib, exaltado, num ímpeto de cólera, esbofeteou, brutalmente, o amigo. Que fez Mussa? Que farias tu, em seu lugar? Mussa não revidou a ofensa. Ergueu-se e, tomando, tranqüilo, o seu bastão, escreveu na areia clara, ao pé do negro rochedo:
"Viandante ! Neste lugar, durante uma jornada, Nagib, por motivo fútil, injuriou, gravemente, o seu amigo Mussa".
Surpreendido com o estranho proceder, um dos ajudantes de Mussa observou respeitoso:
- Senhor ! Da primeira vez, para exaltar a abnegação de Nagib, mandaste gravar, para sempre, na pedra, o feito heróico. E agora, que ele acaba de ofender-vos, tão gravemente, vós vos limitais a escrever na areia incerta, o ato de covardia! A primeira legenda, ó cheique, ficará para sempre.
Todos os que transitarem por este sítio dela terão notícia. Esta outra, porém, riscada no tapete de areia, antes do cair da tarde, terá desaparecido, como um traço de espumas entre as ondas buliçosas do mar. 
Respondeu Mussa:
É que o benefício que recebi de Nagib permanecerá, para sempre, em meu coração. Mas a injúria. . . essa negra injúria... escrevo-a na areia, com um voto, para que, se depressa daqui se apagar e desaparecer, mais depressa, ainda, desapareça e se apague de minha lembrança!

- Assim é, meu amigo! Aprende a gravar, na pedra, os favores que receberes, os benefícios que te fizerem, as palavras de carinho, simpatia e estimulo que ouvires.
Aprende, porém, a escrever, na areia, as injúrias, as ingratidões, as perfídias e as ironias que te ferirem pela estrada agreste da vida.
Aprende a gravar, assim, na pedra; aprende a escrever, assim, na areia... e serás feliz !
De Seleções de MALBA TAHAN

A inspiração de cada dia




Um sujeito estava colocando flores no túmulo de um parente, quando vê um chinês colocando um prato de arroz na lápide ao lado. 

Ele se vira para o chinês e pergunta: 
- Desculpe, mas o senhor acha mesmo que o defunto virá comer o arroz? 
E o chinês responde: 
- Sim, quando o seu vier cheirar as flores. 

Moral da História: 
"Respeitar as opções do outro, em qualquer aspecto, é uma das maiores virtudes que um ser humano pode ter. As pessoas são diferentes, agem diferente e pensam diferente. Portanto, nunca julgue. Apenas tente compreender."

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Carnaval - Festa Profana?!


O Estado do Rio de Janeiro sofreu no começo de ano de 2011,  tragédia após tragédia, desde o dia onze de Janeiro/11, onde começaram as chuvas na região serrana, 904 mortos e 405 desaparecidos, contabilizados oficialmente em 16 de fevereiro. No dia 07 de Fevereiro, barracões da “Cidade do Samba” sofreram incêndio prejudicando três escolas de samba e para fechar o rol de tragédias, no domingo dia 20 de fevereiro, uma jovem de 21 anos morre ao cair de um trio elétrico
Em Bandeira do Sul, no estado de Minas Gerais, no ano passado também ocorrera uma grande tragédia que vitimou várias pessoas.
O acidente ocorreu durante festa carnavalesca realizada na cidade no domingo anterior ao carnaval. Centenas de pessoas acompanhavam o trio elétrico quando, por volta das 18h, fios de alta tensão se romperam, atingindo os foliões. A suspeita é que uma serpentina metalizada, que teria sido lançada do alto do caminhão, atingiu a rede elétrica, provocando o acidente. Ao todo, 16 pessoas morreram e cerca de 50 ficaram feridas. 

Neste início de 2012 as chuvas castigaram e vitimaram centenas de pessoas em Minas Gerais, através das enchentes dos rios, desabamentos e desmoronamentos.
Já no Rio de Janeiro ocorreram, nesta semana, desabamentos de prédios no centro da cidade. Especificamente na quarta-feira, por volta das 20h30, e atingiram três prédios antigos da região central do Rio. Após os desabamentos, um vazio se abriu no centro da cidade. No local agora só há escombros e poeira. Até o momento foram encontrados sete corpos e vários estão desaparecidos.
Estas tragédias do ano passado e deste ano, sempre antes do carnaval, seriam uma espécie de aviso? Acredito que sim.
As pessoas devem se lembrar que o carnaval, apesar de ser uma bonita festa, é um momento também de muita cuidado com o próximo, com a saúde, enfim com a sociedade. Não se pode sair por aí e fazer o que bem entender. O respeito deve ser o carro abre-alas da folia e a confraternização a bateria do carnaval.
Temos o dever de evitar conflitos, tumultos e discórdias. Apesar de trivial devemos sempre nos lembrar de: não beber se for dirigir, respeitar o ser humano, respeitar as autoridades e ajudar àqueles que precisarem.
Que as tragédias sejam um alerta para todos nós. Vamos viver em harmonia sempre. Curtir o carnaval sim, porém com sabedoria!

Carnaval está chegando


O que é 
O carnaval é considerado uma das festas populares mais animadas e representativas do mundo. Tem sua origem no entrudo português, onde, no passado, as pessoas jogavam uma nas outras, água, ovos e farinha. O entrudo acontecia num período anterior a quaresma e, portanto, tinha um significado ligado à liberdade. Este sentido permanece até os dias de hoje no Carnaval.

História do Carnaval 
O entrudo chegou ao Brasil  por volta do século XVII e foi influenciado pelas festas carnavalescas que aconteciam na Europa. Em países como Itália  e França, o carnaval ocorria em formas de desfiles urbanos, onde os carnavalescos usavam máscaras e fantasias. Personagens como a colombina, o pierrô e o Rei Momo também foram incorporados ao carnaval brasileiro, embora sejam de origem européia.
No Brasil, no final do século XIX, começam a aparecer os primeiros blocos carnavalescos, cordões e os famosos "corsos". Estes últimos, tornaram-se mais populares no começo dos séculos XX. As pessoas se fantasiavam, decoravam seus carros e, em grupos, desfilavam pelas ruas das cidades. Está ai a origem dos carros alegóricos, típicos das escolas de samba atuais.
No século XX, o carnaval foi crescendo e tornando-se cada vez mais uma festa popular. Esse crescimento ocorreu com a ajuda das marchinhas carnavalescas. As músicas deixavam o carnaval cada vez mais animado.
A primeira escola de samba surgiu no Rio de Janeiro e chamava-se Deixa Falar. Foi criada pelo sambista carioca chamado Ismael Silva. Anos mais tarde a Deixa Falar transformou-se na escola de samba Estácio de Sá. A partir dai o carnaval de rua começa a ganhar um novo formato. Começam a surgir novas escolas de samba no Rio de Janeiro e em São Paulo. Organizadas em Ligas de Escolas de Samba, começam os primeiros campeonatos para verificar qual escola de samba era mais bonita e animada.
Aqui na Badia já tivemos carnavais inesquecíveis, através da simplicidade dos bailes na Escola Geraldo de Assis (antiga CNEC) com abanda Du Lino e dos desfiles dos blocos caricatos tais como: Anjos do Inferno, Kiowas, Vai quem quer, Segura o Tombo, UPA, Kejebão, etc.
Hoje, praticamente inexistente, o Carnaval martinhocampense vive da nostalgia do passado. Já em Pompéu e Abaeté, nossas vizinhas irmãs, o Carnaval se transformou numa grande festa popular.
O abadiaemfoco torce para que haja um bom Carnaval em nossa cidade e que as tradições sejam mantidas.

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Seção filmes rodados na Badia - TITANIC


Se o Titanic fosse feito aqui na grande Martinho Campos teríamos:
      Chance de concorrer ao Oscar é claro!
   O nome do navio seria Flor do Pará!
      O navio seria construído de eucalipto e pau de pequi!Com o motor de fusca adaptado no casco!
   A viagem seria entre Martinho Campos e Três Marias com parada no Pontal!
       Ele iria bater num monte colossal de garrafas pet no meio do Rio São Francisco!
      A orquestra do navio seria a Banda Santa Cecília!
      A música tema seria Barco de Papel cantada pelo Trio Som Brasil!
      O Brad Pitt seria um rapaz trabalhador da CAF!
     A Kate Winslet seria uma rica filho de Carvoeiros e/ou Fazendeiros!
     A maioria dos náufragos encalharia em redes de pesca e latinhas de cervejas vazias!
       No jantar (onde Leonardo flerta com Kate)em vez de camarão seria servido peixe frito e Ligurita!
        Quem iria descobrir os restos do navio, no fundo do rio, seriam os Caxixós, próximo ao “Porto” do Capão do Zezinho!
      E quem escreveria esta história só poderia ser os caras do  abadiaemfoco!!!!!!!

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Novos diretores na "Badia"


A educação se constitui como direito fundamental e essencial ao ser humano. É um fator diferencial, uma vez que através dela os indivíduos tem maiores chances de conseguir trabalhos qualificados, além de participação ativa na vida democrática podendo desta forma, ter pleno conhecimento dos seus direitos e deveres e usufruir dos mesmos. 
Para tal precisamos de boas escolas, bons professores e também bons dirigentes escolares.
Este ano de 2012 se caracteriza pela troca dos diretores e vices das Escolas Estaduais em Minas e consequentemente em Martinho Campos nas respectivas escolas estaduais.
Foi publicado na imprensa oficial os nomes dos novos diretores e vices das Escolas Francisco Dias (Alberto Isaacson) e Dr, José Gonçalves (Martinho Campos) uma vez que na EE Padre Nonô (Ibitira) se mantiveram as dirigentes do mandato passado.
Para a Escola de Alberto Isaacson foram nomeados para diretora e vices, respectivamente, Natalia Fernanda Lobato de Abreu, a colega e companheira Jacinta Aparecida Soares e Rosângela Ferreira da Silva. Já para a Escola Estadual Dr. José Gonçalves fora nomeado para Diretor o companheiro e colega Wilson Correa Alves Afonso de Carvalho com suas vices: Gislene Aparecida César e Ana Luiza Campos de Faria.
Conheço a maioria destes novos empreendedores educacionais e sei da competência dos mesmos. Acredito que a comunidade escolar deverá ganhar, em muito, com estas nomeações.
O abadiaemfoco deseja a todos muitas felicidades na nova empreitada e que, com a inteligência e determinação já conhecidas por nós, engrandeçam ainda mais a educação de nosso município.

BH dá o exemplo



Belo Horizonte sempre se mostrou, incontestavelmente, politizada. Lutou contra a Ditadura, foi às ruas pelas diretas já, foi uma das primeiras cidades onde as donas de casa se organizaram na luta contra a alta dos preços, sempre foi berço político de diversos nomes públicos e agora, mais uma vez, dá um sinal de sabedoria e força popular, através das manifestações que resultaram no veto do Prefeito Márcio Lacerda quanto ao aumento abusivo de 61% dos salários dos vereadores da capital dos mineiros.
Foi uma atitude corajosa do prefeito, pois estamos em ano político e ele (Lacerda) , teoricamente, não poderia contrariar seus cabos eleitorais. Mas prevaleceu o bom senso e a firmeza do prefeito que demonstrou ser um grande político.
Agora, depois do veto, muitos vereadores já se arrependeram do voto de aumento dos salários e, naturalmente, manterão o veto de Lacerda.
Que isso sirva de lição às demais Câmaras do Estado de Minas. Pois muitas delas ainda votarão o reajuste salarial para a próxima legislatura. Aqui na "Badia" vamos ficar de olho para não acontecer o que aconteceu em BH.
O meu, o seu, o nosso dinheiro não pode escorrer pelo ralo abaixo. Vamos aproveitar também e analisar as atitudes, feitos e propostas dos postulantes a cargos públicos este ano para que não tenhamos surpresas desagradáveis depois.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

O Enigma de Geriowaldo


O carro de Geriowaldo pifou enquanto ele passava próximo a  um lindo mosteiro.
Em busca de ajuda, Geriowaldo bateu à porta e um monge atendeu-o e ele contou o que tinha acontecido com o carro, e o monge convida-o para passar a noite.
Os monges ofereceram-lhe um ótimo jantar e depois encaminharam-no para um pequeno quarto, onde ele iria dormir.
Geriowaldo agradeceu e dormiu serenamente até ser acordado por um estranho, mas bonito som.
Na manhã seguinte, enquanto os monges arrumavam seu carro, perguntou que som era aquele que o tinha acordado.
- “Lamentamos”, disse o monge. – “Não podemos dizer o porquê do som… Você não é monge!”
Embora tenha ficado desapontado, Geriowaldo agradeceu aos monges e foi embora bastante curioso.
Alguns anos mais tarde, Geriowaldo passava novamente em frente ao mosteiro.
Parou e perguntou aos monges se podia passar a noite ali, já que tinha sido tão bem tratado da última vez que lá estivera.
Os monges concordaram e ele lá ficou.
De madrugada, ele ouve de novo o tal som estranho e lindo.
Na manhã seguinte, pediu aos monges para lhe explicarem o som.
Mas os monges deram-lhe a resposta.
- “Lamentamos. Não lhe podemos falar acerca do som. Você não é monge!”.
A curiosidade transformou-se em obsessão. Ele decidiu desistir de tudo e tornar-se monge, porque era a única maneira de desvendar aquele mistério.
Então ele informa os monges de sua decisão e começou a longa e difícil tarefa de se tornar monge.
20 anos depois, Geriowaldo era finalmente um verdadeiro membro da ordem. Quando a celebração acabou, ele rapidamente dirigiu-se ao líder da ordem, e perguntou pelo som.
Silenciosamente, o velho monge o conduz a uma enorme porta de madeira.
Abriu a porta com uma chave de ouro e essa porta conduziu a uma 2ª porta, de prata; depois uma 3ª de ouro; e depois a 4ª, de brilhantes; a 5ª de pérolas; a 6ª de diamantes; a 7ª de safiras, a 8ª de esmeraldas; a 9ª de rubis; a 10ª novamente de ouro; a 11ª novamente de prata…
Até que chegou à 12ª porta, esta de madeira normal.
Geriowaldo encheu-se de lágrimas de alegria assim que viu a origem de tal lindo e misterioso som que ele ouvira tantas vezes durante anos…
Nunca havia sentido algo assim…
Era uma sensação indescritível…
Durante toda a vida ele havia esperado por aquele momento…
Mas, enfim…
Infelizmente não posso dizer o que era…
Você também não é monge!!!

Luíza de volta do Canadá


Agora que a Luíza voltou do Canadá o Brasil pode retomar seu caminho. Por causa de sua ausência vários ministros do governo Dilma despencaram, o preço do combustível, do arroz e do feijão subiram e as chuvas castigaram Minas e Espírito Santo.
Claro que ela, no Canadá, não sabia que estas coisas estavam acontecendo, não podendo, pois ser culpada pelos problemas sociais e tragédias acontecidas aqui nas terras brasileiras.
Luíza voltou com status de pop star e deve estrelar uma novela global bem mais cedo que ela imagina.
Agora que as coisas estão novamente voltando ao eixo não podemos permitir que a dita cuja viaje de novo, senão os problemas voltarão com força maior ainda.
Muitos inclusive atestam que por causa da Luíza o navio Costa Concórdia naufragou, lembrando o velho e bom Titanic.
Na volta da adolescente BBB até a grávida de quadrigêmeos se entregou dizendo que tudo era mentira.
Ainda bem que a Luíza voltou do Canadá antes das eleições aqui da Badia!

sábado, 21 de janeiro de 2012

Para refletirmos


Havia um viúvo que morava com suas duas filhas curiosas e inteligentes.
As meninas sempre faziam muitas perguntas. Algumas ele sabia responder,outras não. 
Como pretendia oferecer a elas a melhor educação, mandou as meninas passarem férias com um sábio que morava no alto de uma colina. O sábio sempre respondia todas as perguntas sem hesitar.
Impacientes com o sábio, as meninas resolveram inventar uma pergunta que ele não saberia responder.
Então, uma delas apareceu com uma linda borboleta azul que usaria para pregar uma peça no sábio.
- O que você vai fazer? - perguntou a irmã.
- Vou esconder a borboleta em minhas mãos e perguntar se ela está viva ou morta. Se ele disser que ela está morta, vou abrir minhas mãos e deixá-la voar. Se ele disser que ela está viva, vou apertá-la e esmagá-la. E assim qualquer resposta que o sábio nos der estará errada!
As duas meninas foram então ao encontro do sábio, que estava meditando.
- Tenho aqui uma borboleta azul. Diga-me sábio, ela está viva ou morta?
Calmamente o sábio sorriu e respondeu:
- Depende de você... ela está em suas mãos. 

Assim é a nossa vida, o nosso presente e o nosso futuro.

Não devemos culpar ninguém quando algo dá errado. Somos nós os responsáveis por aquilo que conquistamos (ou não conquistamos). Nossa vida está em nossas mãos, como a borboleta azul...  Cabe a nós escolher o que fazer com ela.
O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem.
"Por isso, existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis."

Será que é da Badia?!
Um prefeito de uma cidadezinha do interior (Badia) foi à Nova Iorque, a convite de alguns amigos influentes. Ao descer do avião, deparou-se com algumas faixas que diziam: "Wellcome Alencar". O prefeito ficou puto e pensou:- Eles devem estar pensando que sou homossexual!E, para mostrar que eles estavam enganados, o prefeito convidou-os para vir em sua cidade. Lá chegando, encontraram faixas por todos os lados, com os seguintes dizeres: "Alencar come Well".

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

E a mídia dançou!


Uma grande mentira tomou conta do noticiário nacional nos últimos dias: a “megamãe” – apelido dado pela imprensa nacional - Maria Verônica, de Taubaté, ludibriou a mídia brasileira após exibir uma grande barriga onde, supostamente, estariam quatro bebês. Uma enorme  pegadinha feita não se sabe por que motivo. 
Ela passou pelos telejornais da TV Globo, na Band e participou por horas do "Hoje Em Dia", na TV Record. Mas hoje o advogado dela disse que não há gravidez nenhuma e que tudo não passou de uma grande mentira.
Não se sabe o porquê da falsa notícia, mas o certo é que ela é uma tremenda de uma cara de pau, ela e o marido. Onde já se viu, manipular a imprensa e consequentemente o imaginário de milhões de telespectadores?
No "Domingo Espetacular", numa reportagem especial de Michael Keller, o ginecologista da mulher disse que até agosto ela não estava grávida. Se Verônica ficou grávida depois, em setembro, os quadrigêmeos só deveriam nascer em julho e não agora, dia 20, como a própria megamãe disse aos jornalistas. 
Pode até ser que ela tenha algum distúrbio mental (e o marido também) e saia dessa sem prestar contas à justiça, todavia vai ficar o alerta para a mídia nacional: “quem vê barriga não vê bebês”!

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Fábula boa para os dias de hoje


O Touro e a Cabra
Autor: Esopo]

 Touro e Cabra
Certa vez, um Touro, fugindo da perseguição de um feroz Leão, se escondeu numa caverna que os Pastores costumavam usar para abrigar seus rebanhos durante as tempestades ou à noite.

Ocorre que um dos animais, uma Cabra, que tinha ficado para trás, se achando dona do lugar, tão logo o Touro entrou na caverna, ainda distraído, extenuado e ainda se recuperando do tremendo susto que levara, aproveitando-se da situação, pelas costas, covardemente o atacou dando-lhe marradas com seus chifres.

Como o Leão ainda estava circulando em volta da entrada da gruta, o Touro teve que se submeter à aquela incompreensível agressão e injustificável insulto.
 Então ele disse em tom de alerta:

"Você não acredita que estou me submetendo, sem reagir, a esse injusto e covarde tratamento porque tenho medo de você não é? Mas te prometo uma coisa, Quando o Leão for embora, aí sim, te colocarei no teu devido lugar, e acredite, disso tenho a mais absoluta certeza, te darei tamanha lição, que decerto, dela, jamais irás esquecer enquanto viveres.".

Moral da História:Maldade mais profunda e desumanidade igual não há, do que tirar vantagem sobre os outros, aproveitando-se de um momento de vulnerabilidade.

O Busto do Juscelino


Uma passagem muito interessante de minha história pessoal e a cidade de Martinho Campos não poderia deixar de ser postada.
Era o longínquo ano de 1989 quando fui convidado pela Tia Mary para trabalhar na Prefeitura Municipal de Martinho Campos. O cargo era Diretor de Esportes e Lazer (na época um cargo muitíssimo importante). Aceitei de imediato, até porque estava desempregado.
O cargo porém era dividido com outra pessoa, ou seja, eu era apenas um dos que dirigiria aquele departamento. Mas tudo bem, trabalho é trabalho!
Nos primeiros dias tudo transcorrera bem. Éramos tratados realmente como chefes (hoje vejo que isto não leva ninguém a nada), apesar do departamento de esportes não ter funcionários além dos chefes.
Após duas semanas sem fazer nada nos veio a informação que, na próxima segunda-feira, iríamos até BH buscar verbas para as festividades do Carnaval da Badia (que na época bombava, principalmente com os Anjos do Inferno, UPA, Kejebão, Vai quem quer...).
Aí começamos a nos preparar. Minha colega de serviço comprou um vestido longo, foi ao salão e etc etc e tal. Eu, pela primeira vez dentro de um terno, parecia Leonardo di Caprio no filme Titanic (brincadeirinha). Passamos um final de semana só treinando como iríamos convencer a secretaria estadual de esportes e lazer a nos doar dinheiro para o carnaval.
Chegara enfim a segunda-feira. Chegamos na Prefeitura e, de imediato, nossa chefe mandou que fôssemos até a garagem da prefeitura para pegarmos o veículo oficial (um opalão bacana demais) para nos deslocarmos até a capital dos mineiros.
Entretanto, lá chegando, fomos informados que não haveria viagem nenhuma e que nossa tarefa era limpar o arquivo morto (separando documentos) e limpar o busto do Juscelino Kubischeck para colocá-lo na pracinha. Foi uma decepção só. Minha colega esbravejou, xingou, enquanto eu olhava o horizonte pensativo (pensando como iria pagar aquele terno) e imaginando um mundo melhor.
Aí fiquei o dia inteiro limpando o Busto do Juscelino, que hoje se encontra em frente a Fábrica de Móveis Freitas, limpinho da silva.
E o pior foi depois, ao ver o contra-cheque, onde recebi menos que o salário mínimo, pode?........
Mas foi um grande aprendizado e guardo sempre boas recordações do meu tempo na Prefeitura Municipal de Martinho Campos/MG. 

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Dia do Riso


Hoje, 18/01, se comemora o dia internacional do riso! No Brasil também há o dia nacional do mesmo em novembro.
O riso é uma demonstração de bem estar que aproxima as pessoas e traz alegria e saúde. Quem consegue sorrir e viver de bom humor atrai coisas boas, levando uma vida mais tranquila e feliz. O riso é, muitas vezes, uma maneira de encarar a vida de forma positiva.

Rir relaxa as tensões. Quando rimos, movimentamos 12 músculos faciais; ao dar gargalhadas, movimentamos 24 músculos faciais; quando conversamos e gargalhamos ao mesmo tempo, são 84 músculos. Esse exercício facial retarda o aparecimento de rugas. O riso não só exercita o rosto, mas mexe com o corpo inteiro.

O psiquiatra alemão Rolf Hirsch lembra que a risada é tão importante que existe até a terapia do riso, empregada no tratamento de doenças psicológicas. O riso fortifica o sistema imunológico, estimula as funções cardiovasculares e libera endorfinas que combatem a dor.
Definitivamente, rir é o melhor remédio para o corpo e o espírito.

E o que nos faz rir?
Uma das coisas que me fez e me faz rir atualmente é a atitude dos vereadores de BH que acham que o povo de BH é otário.
Os vereadores de BH aumentaram em 60% os salários para a próxima gestão e, após a negativa repercussão, vêm a público, através da mídia,  falar que fizeram isso por conta da Constituição, que eles mesmos não vão receber o salário aumentado....Pura conversa fiada. Claro que eles têm que votar o salário da Legislatura seguinte, porém por que não aumentar somente o que a inflação comeu? E também, é óbvio, muitos deles sabem que irão se reeleger e assim receberão o volumoso salário, enquanto nós, humildes funcionários (principalmente os professores) recebem uma miséria.
Eu rio, mas para não chorar!
Espero do fundo do coração que a câmara de Martinho Campos não faça essa loucura (acredito que ainda não votaram o salário da próxima Legislatura) de aumentar vertiginosamente  os salários dos Edis. Pois nós abadienses saberemos demonstrar nossa inteligência na hora do voto em 07 de outubro de 2012.

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Profissões e os nomes apropriados


Pelo nome poderíamos perceber a profissão da pessoa, seria muito interessante não? Vejamos alguns casos:
Ana Lisa: psicanalista
P. Lúcia: fabricante de bichinhos
Pinto Souto: fabricante de cuecas
Marcos Dias: fabricante de calendário
Olavo Pires: balconista de lanchonete
Décio Machado: guarda florestal
H. Lopes: professor de hipismo
Oscar Romeu: dono de concessionária
Hélvio Lino: professor de música
K. Godói: médico especialista em hemorroidas
Eudes Penteado: cabeleireiro
Sara Vaz: mãe de santo
Passos Dias Aguiar: instrutor de auto-escola
Édson Fortes: baterista
Sara Dores da Costa: reumatologista
Iná Lemos: pneumologista
Ester Elisa: enfermeira
Ema Thomas: traumatologista
Inácio Filho: obstetra
Oscar A. Melo: confeiteiro
Jacinto Dores: Torcedor mineiro

OAB


Enfim uma boa notícia para Minas Gerais. O Estado teve duas universidades entre as cinco instituições que mais aprovaram no 5º Exame de Ordem Unificado da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), realizado no fim de 2011. Minas ficou em quinto lugar dentre os que mais aprovaram no exame, ficando atrás da Bahia, de Santa Catarina, do Rio Grande do Sul e do Rio de Janeiro.

A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) teve 77,89% de aprovação e ficou em terceiro lugar, e a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) teve 76,12% de aprovação na prova.


Claro que o mérito maior se deve aos alunos que muito se dedicaram, pois a prova realmente é muito difícil. Todavia temos que engrandecer também as faculdades, celeiro de grandes doutores da Lei.

Parabéns aos novos advogados!

Geriowaldo e o advogado

Sentindo muita dor nas virilhas o Geriowaldo procura um médico amigo, que é Clinico Geral. O médico manda que abaixe as calças, ao que nota se tratar de inflamação grave do testículo ESQUERDO.
Aconselha ao Geriowaldo que procure um médico especialista no caso, seu amigo, retirando da carteira o cartão do referido médico. Todavia não nota que por equivoco entregou ao Gê o cartão de um ADVOGADO. 
Sem se dar conta da situação Geriowaldo  liga para o Consultório, marca o dia e horário da consulta. No dia marcado chega ao Escritório do Advogado em cima da hora, sem se perceber de onde estava. A Secretária, sem maiores formalidades, o encaminha até à sala do advogado que já estava aguardando o nosso personagem.
De imediato Geriowaldo fala:
- Dr. eu já sei do que se trata, e abaixando as calças fala, Tá vendo Dr. o meu problema é no testículo ESQUERDO.
Atordoado com a cena o advogado diz para Geriowaldo:
- Meu amigo deve estar havendo um grande equívoco, pois minha especialidade é DIREITO. 
Ao que o Gê, assustado, dispara:
- VAI SER ESPECIALISTA ASSIM NA CHINA

domingo, 15 de janeiro de 2012

Bullyng :Falando um pouco


Nestes tempos modernos onde impera o poder da mídia abro  parênteses para um caso, no mínimo, intrigante.
O bullying, termo utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica contra uma pessoa, é um grave problema social que, na maioria das vezes, as vítimas não reagem ou não falam sobre a agressão sofrida, um dos tantos problemas, agora retratados, pertinentes aos distúrbios sociais.
Ocorre que  no programa do Chaves, um dos seriados mais vistos pelas crianças, adolescentes e, por que não dizer, grande parte dos adultos, na televisão brasileira, várias personagens são vítimas de bullyng. Caso do “Inhonho”, Sô Barriga (por serem gordinhos), do Seu Madruga por não trabalhar e ser muito magro, do Chaves por ser pobre e não ter casa, da Dona Clotilde por ser mais idosa...Isso tudo transmitido, diariamente, para todos no Brasil.
Ora, convenhamos, se há bullyng no programa o mesmo não deveria ser tirado do ar? Mas o que aconteceria então: As novelas da Globo também iriam desaparecer do mapa? Pois a maioria delas trata de temas onde ocorre, mesmo que indiretamente, o bullyng.
Não só na Globo e no SBT, mas na maioria dos canais abertos há essa afronta que assistimos, às vezes, sem detectar as malícias que ocorrem nos programas.
É um tema polêmico, porém deve ser analisado para o bem das famílias neste tempo de rápidas transformações e informações. É muito triste ver nas novelas (em 90% dos casos) traições, afrontas, maquiavelismo, politicagem, sacanagem, jeitinho, etc. Enquanto que amor fraterno, união estável, amizades verdadeiras correspondem a apenas 10% da programação novelística.
E ainda vem um tal de BBB todo ano para encharcar nossa telinha com situações do cotidiano de algumas pessoas, trancafiadas numa casa durante noventa dias, fazendo peripécias das mais loucas na luta por um punhado de reais. E nós, pobres telespectadores, sofremos com a falta de uma boa programação na grade da mídia televisiva.
Ainda assim, apesar de respeitar quem gosta de reality Shows, prefiro o Chaves. Pois chamar o seu Barriga e o “Inhonho” de gordo é melhor do que ver um marmanjo ou uma mulher fruta tomando banho na casa “mais vigiada do Brasil”.