quinta-feira, 17 de setembro de 2020

Estradas vicinais

O município de Martinho Campos possui uma extensão territorial acima dos 1000 km². Uma parcela desse total é formada pelas estradas que ligam o setor rural aos povoados, distritos e à sede. São chamadas de estradas vicinais. 

Importantes para o escoamento da produção e ligação do meio rural ao urbano, essas estradas precisam de manutenção constante uma vez que se deterioram com o advento temporal (sol, chuva, ventos) e pelas mãos humanas.

É, com certeza, uma das mazelas que todos governantes buscam corrigir. Pois , mesmo que trabalhassem diuturnamente, o  maquinário e mão-de-obra da prefeitura não conseguiriam atender à demanda existente. Urge pois estabelecerem alternativas (parcerias, aumento de frota, contratação de funcionários...) para que nossas estradas sejam mantidas em boas condições de trafegabilidade.

Basta ver a distancia entre Alberto Isaacson e Buriti Grande (exemplo) para sentir o tamanho desse nosso município. E para ir de um para outro há estradas que precisam urgente de melhorias.

Nessas vias passam veículos dos produtores rurais, vans escolares, veículos públicos e outros. Por isso torna-se um item imprescindível ao plano de governo de cada um dos postulantes ao cargo de prefeito (vice) e assunto para formulação de projetos de lei por parte dos vereadores.





terça-feira, 15 de setembro de 2020

BR 352

Aberta a corrida para as eleições municipais deste ano é bom frisarmos no que pensam os candidatos quanto aos principais problemas de nossa cidade, como é o caso da rodovia BR-352 , principalmente no trecho que vai do trevo de Martinho Campos até a divisa com o município de Pitangui, lá na ponte do Rio Pará. 

Muito já se falou (inclusive nós aqui desde 2011) sobre a péssima situação em que esta via se encontra. Apesar dos tapa-buracos frequentes os problemas continuam e muitos acidentes ali aconteceram devido à precariedade do asfalto.

É bom salientarmos que será necessário força política para reverter tal situação. Todavia sabemos o quão difícil também seria a solução política para tal. Pois muito já se fez (lideranças de nossa comunidade já visitaram os deputados e governantes), porém com poucos resultados. Isso se deve ao sistema burocrático e também às demandas mais urgentes a serem atendidas no estado de Minas Gerais.

O objetivo de nosso alerta é mostrar a todos (que serão eleitos) a urgência em buscar soluções para esta mazela. Para que acabe de vez, ou diminua, o perigo de transitar por aquele trecho.



sexta-feira, 28 de agosto de 2020

Em dia com a bíblia/Lucas 22



Estava, pois, perto a festa dos pães ázimos, chamada a páscoa.

E os principais dos sacerdotes, e os escribas, andavam procurando como o matariam; porque temiam o povo.
Entrou, porém, Satanás em Judas, que tinha por sobrenome Iscariotes, o qual era do número dos doze.
E foi, e falou com os principais dos sacerdotes, e com os capitães, de como lho entregaria;
Os quais se alegraram, e convieram em lhe dar dinheiro.
E ele concordou; e buscava oportunidade para lho entregar sem alvoroço.
Chegou, porém, o dia dos ázimos, em que importava sacrificar a páscoa.
E mandou a Pedro e a João, dizendo: Ide, preparai-nos a páscoa, para que a comamos.
E eles lhe perguntaram: Onde queres que a preparemos?
E ele lhes disse: Eis que, quando entrardes na cidade, encontrareis um homem, levando um cântaro de água; segui-o até à casa em que ele entrar.
E direis ao pai de família da casa: O Mestre te diz: Onde está o aposento em que hei de comer a páscoa com os meus discípulos?
Então ele vos mostrará um grande cenáculo mobilado; aí fazei preparativos.
E, indo eles, acharam como lhes havia sido dito; e prepararam a páscoa.
E, chegada a hora, pôs-se à mesa, e com ele os doze apóstolos.
E disse-lhes: Desejei muito comer convosco esta páscoa, antes que padeça;
Porque vos digo que não a comerei mais até que ela se cumpra no reino de Deus.
E, tomando o cálice, e havendo dado graças, disse: Tomai-o, e reparti-o entre vós;
Porque vos digo que já não beberei do fruto da vide, até que venha o reino de Deus.
E, tomando o pão, e havendo dado graças, partiu-o, e deu-lho, dizendo: Isto é o meu corpo, que por vós é dado; fazei isto em memória de mim.
Semelhantemente, tomou o cálice, depois da ceia, dizendo: Este cálice é o novo testamento no meu sangue, que é derramado por vós.
Mas eis que a mão do que me trai está comigo à mesa.
E, na verdade, o Filho do homem vai segundo o que está determinado; mas ai daquele homem por quem é traído!
E começaram a perguntar entre si qual deles seria o que havia de fazer isto.
E houve também entre eles contenda, sobre qual deles parecia ser o maior.
E ele lhes disse: Os reis dos gentios dominam sobre eles, e os que têm autoridade sobre eles são chamados benfeitores.
Mas não sereis vós assim; antes o maior entre vós seja como o menor; e quem governa como quem serve.
Pois qual é maior: quem está à mesa, ou quem serve? Porventura não é quem está à mesa? Eu, porém, entre vós sou como aquele que serve.
E vós sois os que tendes permanecido comigo nas minhas tentações.
E eu vos destino o reino, como meu Pai mo destinou,
Para que comais e bebais à minha mesa no meu reino, e vos assenteis sobre tronos, julgando as doze tribos de Israel.
Disse também o Senhor: Simão, Simão, eis que Satanás vos pediu para vos cirandar como trigo;
Mas eu roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça; e tu, quando te converteres, confirma teus irmãos.
E ele lhe disse: Senhor, estou pronto a ir contigo até à prisão e à morte.
Mas ele disse: Digo-te, Pedro, que não cantará hoje o galo antes que três vezes negues que me conheces.
E disse-lhes: Quando vos mandei sem bolsa, alforje, ou alparcas, faltou-vos porventura alguma coisa? Eles responderam: Nada.
Disse-lhes pois: Mas agora, aquele que tiver bolsa, tome-a, como também o alforje; e, o que não tem espada, venda a sua capa e compre-a;
Porquanto vos digo que importa que em mim se cumpra aquilo que está escrito: E com os malfeitores foi contado. Porque o que está escrito de mim terá cumprimento.
E eles disseram: Senhor, eis aqui duas espadas. E ele lhes disse: Basta.
E, saindo, foi, como costumava, para o Monte das Oliveiras; e também os seus discípulos o seguiram.
E quando chegou àquele lugar, disse-lhes: Orai, para que não entreis em tentação.
E apartou-se deles cerca de um tiro de pedra; e, pondo-se de joelhos, orava,
Dizendo: Pai, se queres, passa de mim este cálice; todavia não se faça a minha vontade, mas a tua.
E apareceu-lhe um anjo do céu, que o fortalecia.
E, posto em agonia, orava mais intensamente. E o seu suor tornou-se como grandes gotas de sangue, que corriam até ao chão.
E, levantando-se da oração, veio para os seus discípulos, e achou-os dormindo de tristeza.
E disse-lhes: Por que estais dormindo? Levantai-vos, e orai, para que não entreis em tentação.
E, estando ele ainda a falar, surgiu uma multidão; e um dos doze, que se chamava Judas, ia adiante dela, e chegou-se a Jesus para o beijar.
E Jesus lhe disse: Judas, com um beijo trais o Filho do homem?
E, vendo os que estavam com ele o que ia suceder, disseram-lhe: Senhor, feriremos à espada?
E um deles feriu o servo do sumo sacerdote, e cortou-lhe a orelha direita.
E, respondendo Jesus, disse: Deixai-os; basta. E, tocando-lhe a orelha, o curou.
E disse Jesus aos principais dos sacerdotes, e capitães do templo, e anciãos, que tinham ido contra ele: Saístes, como a um salteador, com espadas e varapaus?
Tenho estado todos os dias convosco no templo, e não estendestes as mãos contra mim, mas esta é a vossa hora e o poder das trevas.
Então, prendendo-o, o levaram, e o puseram em casa do sumo sacerdote. E Pedro seguia-o de longe.
E, havendo-se acendido fogo no meio do pátio, estando todos sentados, assentou-se Pedro entre eles.
E como certa criada, vendo-o estar assentado ao fogo, pusesse os olhos nele, disse: Este também estava com ele.
Porém, ele negou-o, dizendo: Mulher, não o conheço.
E, um pouco depois, vendo-o outro, disse: Tu és também deles. Mas Pedro disse: Homem, não sou.
E, passada quase uma hora, um outro afirmava, dizendo: Também este verdadeiramente estava com ele, pois também é galileu.
E Pedro disse: Homem, não sei o que dizes. E logo, estando ele ainda a falar, cantou o galo.
E, virando-se o Senhor, olhou para Pedro, e Pedro lembrou-se da palavra do Senhor, como lhe havia dito: Antes que o galo cante hoje, me negarás três vezes.
E, saindo Pedro para fora, chorou amargamente.
E os homens que detinham Jesus zombavam dele, ferindo-o.
E, vendando-lhe os olhos, feriam-no no rosto, e perguntavam-lhe, dizendo: Profetiza, quem é que te feriu?
E outras muitas coisas diziam contra ele, blasfemando.
E logo que foi dia ajuntaram-se os anciãos do povo, e os principais dos sacerdotes e os escribas, e o conduziram ao seu concílio, e lhe perguntaram:
És tu o Cristo? Dize-no-lo. Ele replicou: Se vo-lo disser, não o crereis;
E também, se vos perguntar, não me respondereis, nem me soltareis.
Desde agora o Filho do homem se assentará à direita do poder de Deus.
E disseram todos: Logo, és tu o Filho de Deus? E ele lhes disse: Vós dizeis que eu sou.
Então disseram: De que mais testemunho necessitamos? pois nós mesmos o ouvimos da sua boca.


Reflexão da sexta-feira

Só existem dois dias no ano que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã, portanto hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e principalmente viver.



sexta-feira, 14 de agosto de 2020

Reflexão da sexta-feira

A andorinha e as outras aves

Estavam os homens a semear linho, e, ao vê-los, disse a Andorinha aos outros pássaros:


— Para nosso mal fazem os homens esta seara, que desta semente nascerá linho, e dele farão redes e laços para nos prenderem. Melhor será destruirmos a linhaça e a erva que dali nascer, para estarmos seguras.

As outras Aves riram-se muito deste conselho e não quiseram segui-lo. Vendo isto, a Andorinha fez as pazes com os homens e foi viver em suas casas. Algum tempo depois, os homens fizeram redes e instrumentos de caça, com os quais apanharam e prenderam todas as outras aves, poupando apenas a Andorinha.

Moral da história

A fábula nos ensina que devemos sempre pensar no dia de amanhã e nos planejarmos para situações distintas, antecipando futuros cenários.

terça-feira, 21 de julho de 2020

Calçamento para Ibitira

Boa noticia para nossa comunidade de Ibitira. Calçamento para ruas do Distrito. O extrato do convênio já foi liberado e, hoje, publicado no Diário Oficial.
Que continue sempre assim! O povo agradece!
Veja na íntegra a publicação:

EXTRATO DO CONVÊNIO Nº 1491000808/2020. Partícipes: SECRETARIA DE ESTADO DE GOVERNO e MUNICIPIO DE MARTINHO CAMPOS . Objeto: Calçamento de 1.788,27 m² em alvenaria poliédrica com espessura de 8 cm, assentamento de 676,93 m de meio-fio de concreto pré-moldado MFC-01 (12x16,7x35) cm, construção de 635,98 m de sarjeta de concreto urbano (SCU), Tipo 1 (50 x 7) cm I=3%, localizada na rua A e rua F, distrito de Ibitira no município de Martinho Campos. Valor do Repasse: R$ 136.845,31. Valor da Contrapartida: R$ 1.500,00. Dotação Orçamentária Estadual: 1491 04 122 24 2007 0001 4440 42 01 1 10 8. Assinatura: 20/07/2020. Vigência: 730 dias.


sexta-feira, 3 de julho de 2020

Um novo tempo

Em ano de eleições é comum ver o frenético discurso dos candidatos (ou aspirantes) em prol da população e das melhorias possíveis a  um município. É praxe ver, nas ruas da cidade, pré-campanhas com promessas mil e diversos militantes palavreando boas referências ao partido A ou ao partido B, no intuito de saírem vencedores  do pleito, que este ano será, excepcionalmente, em novembro.
Lembro-me bem de uma eleição aqui na "Badia", em tempos idos, onde, aos candidatos a prefeito, só faltavam as asas para serem anjos guardiões do povo martinho-campense.
Hoje, porém, com o advento das mídias sociais e o rápido propagar das informações, essa "militância" passou para a "net" e aí é que a coisa vai rendendo mais e mais "palavras e vozes" para transformação de homens em anjos.
Por isso, não obstante, devemos redobrar os cuidados para analisar e consequentemente escolher os melhores candidatos a vereador e a prefeito de nossa comunidade. Mais carinho e dedicação para refletir sobre cada proposta de governo, coligações e afins.
A boa notícia é que , agora, grande parte dos jovens estão se interessando por política e contribuindo com suas ideias para a construção de uma novo município.
Se olharmos os partidos hoje aptos a concorrerem nas eleições municipais veremos uma nova safra de políticos , mesclada com a velha guarda, o que nos dá uma esperança de melhores ares , de um novo tempo para Martinho Campos.
Que nesses discursos de pré-campanha apareçam os candidatos e, democraticamente, nos convençam de suas forças para melhorar nosso dia-a-dia como comunidade.
Estaremos sempre acompanhando nosso pleito 2020.



Lucas 21/Em dia com a Bíblia



E, olhando ele, viu os ricos lançarem as suas ofertas na arca do tesouro;
E viu também uma pobre viúva lançar ali duas pequenas moedas;
E disse: Em verdade vos digo que lançou mais do que todos, esta pobre viúva;
Porque todos aqueles deitaram para as ofertas de Deus do que lhes sobeja; mas esta, da sua pobreza, deitou todo o sustento que tinha.
E, dizendo alguns a respeito do templo, que estava ornado de formosas pedras e dádivas, disse:
Quanto a estas coisas que vedes, dias virão em que não se deixará pedra sobre pedra, que não seja derrubada.
E perguntaram-lhe, dizendo: Mestre, quando serão, pois, estas coisas? E que sinal haverá quando isto estiver para acontecer?
Disse então ele: Vede não vos enganem, porque virão muitos em meu nome, dizendo: Sou eu, e o tempo está próximo. Não vades, portanto, após eles.
E, quando ouvirdes de guerras e sedições, não vos assusteis. Porque é necessário que isto aconteça primeiro, mas o fim não será logo.
Então lhes disse: Levantar-se-á nação contra nação, e reino contra reino;
E haverá em vários lugares grandes terremotos, e fomes e pestilências; haverá também coisas espantosas, e grandes sinais do céu.
Mas antes de todas estas coisas lançarão mão de vós, e vos perseguirão, entregando-vos às sinagogas e às prisões, e conduzindo-vos à presença de reis e presidentes, por amor do meu nome.
E vos acontecerá isto para testemunho.
Proponde, pois, em vossos corações não premeditar como haveis de responder;
Porque eu vos darei boca e sabedoria a que não poderão resistir nem contradizer todos quantos se vos opuserem.
E até pelos pais, e irmãos, e parentes, e amigos sereis entregues; e matarão alguns de vós.
E de todos sereis odiados por causa do meu nome.
Mas não perecerá um único cabelo da vossa cabeça.
Na vossa paciência possuí as vossas almas.
Mas, quando virdes Jerusalém cercada de exércitos, sabei então que é chegada a sua desolação.
Então, os que estiverem na Judéia, fujam para os montes; os que estiverem no meio da cidade, saiam; e os que nos campos não entrem nela.
Porque dias de vingança são estes, para que se cumpram todas as coisas que estão escritas.
Mas ai das grávidas, e das que criarem naqueles dias! porque haverá grande aperto na terra, e ira sobre este povo.
E cairão ao fio da espada, e para todas as nações serão levados cativos; e Jerusalém será pisada pelos gentios, até que os tempos dos gentios se completem.
E haverá sinais no sol e na lua e nas estrelas; e na terra angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas.
Homens desmaiando de terror, na expectação das coisas que sobrevirão ao mundo; porquanto as virtudes do céu serão abaladas.
E então verão vir o Filho do homem numa nuvem, com poder e grande glória.
Ora, quando estas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e levantai as vossas cabeças, porque a vossa redenção está próxima.
E disse-lhes uma parábola: Olhai para a figueira, e para todas as árvores;
Quando já têm rebentado, vós sabeis por vós mesmos, vendo-as, que perto está já o verão.
Assim também vós, quando virdes acontecer estas coisas, sabei que o reino de Deus está perto.
Em verdade vos digo que não passará esta geração até que tudo aconteça.
Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras não hão de passar.
E olhai por vós, não aconteça que os vossos corações se carreguem de glutonaria, de embriaguez, e dos cuidados da vida, e venha sobre vós de improviso aquele dia.
Porque virá como um laço sobre todos os que habitam na face de toda a terra.
Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que sejais havidos por dignos de evitar todas estas coisas que hão de acontecer, e de estar em pé diante do Filho do homem.
E de dia ensinava no templo, e à noite, saindo, ficava no monte chamado das Oliveiras.
E todo o povo ia ter com ele ao templo, de manhã cedo, para o ouvir.


Reflexão da sexta-feira

“As montanhas da vida não existem apenas para que você chegue no topo, mas para que você aprenda o valor da escalada.”

quarta-feira, 17 de junho de 2020

Live Tip Top

Os bons tempos das melodias voltaram. Prova disso foi o estrondoso evento beneficente em prol do Asilo Vicentino: "Live Tip Top Solidário".
Ocorrida no dia dos namorados, a live foi um sucesso, relembrando os clássicos musicais que eternizaram vários encontros, amizades, namoros e casamentos!
Foi uma noite de música virtual embalando centenas de pessoas sob a batutra do DJ Alair Luiz de Freitas (Liga).
Por intermédio desse evento foram arrecadados R$30.000,00 para os trabalhos do Asilo Vicentino de Martinho Campos.
Parabéns a toda equipe de apoio, à produção e ao DJ Liga, responsáveis pelo sucesso da Live. E o nosso muito obrigado ao gesto generoso e solidário de todos os participantes.


Monjolinhos comunitário

Mais uma vez a comunidade de Monjolinhos deu o show. Após construir a linda praça, agora vem o feitio de passeios e outras melhorias para enfeitar ainda mais o cartão postal do povoado.
Ali tudo é feito em parcerias o que reforça ainda mais o vínculo dos moradores e frequentadores do local.
Parabéns a todos os envolvidos. Em especial ao amigo Miller que enviou as fotos.



sexta-feira, 5 de junho de 2020

Sempre em prol do povo ! SAMU faz aniversário em Martinho Campos.


Há três anos  nossa querida Martinho Campos foi agraciada com a implantação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).
O serviço, idealizado  na Europa (França) em 1986 é considerado o melhor do mundo em sua atuação. Tem como objetivo chegar rápido e prontamente à vítima após ocorrência de alguma situação de urgência e/ou emergência.
Em nossa cidade, neste período, o SAMU prestou (presta) relevantes trabalhos no atendimento  de sua competência. Inaugurado no dia 06 de junho de 2017, o serviço coleciona histórias de vida em mais de  2181 atendimentos com empenho de ambulâncias. Além disso foram 709 orientações médicas  (atendimento sem envio de veículo).
A equipe de "anjos socorristas" aqui na "Badia" é composta pelos condutores Dângelis Louzada, Fábio Santos, Micael Coura e Sandra Gonçalves; pelos técnicos enfermagem Valkíria Xavier, Valdileia Silva, Ângela Santiago, Maria Geralda e Kelly Cristina.
Parabéns a todos do SAMU pela dedicação para com a comunidade martinho-campense, através deste serviço tão importante e reconhecido mundo afora!





Publicações recentes poder público municipal


02/06
PREFEITURA MUNICIPAL DE MARTINHO CAMPOS/MG DÉCIMO SÉTIMOTERMO ADITIVO AO CONTRATO Nº 020/2015 Referente ao Processo Licitatório nº 021/2015 Tomada de Preço nº 002/2015, firmado com a empresa EMPRESER – EMPRESA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS. Fica prorrogado o prazo de vigência contratual até o dia 31 (trinta e um) de dezembro de 2020. Data do termo aditivo 15/04/2020. José Hailton de Freitas – Prefeito Municipal. 

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARTINHO CAMPOS/MG: Décimo Nono Termo Aditivo ao Contrato nº 047/2014 referente ao Processo Licitatório nº 025/2014 Tomada de Preço nº 004/2014, firmado com a empresa EMPRESER – EMPRESA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS. Fica prorrogado o prazo de vigência contratual até o dia 01 (primeiro) de junho de 2020. Data do termo aditivo 15/04/2020. José Hailton de Freitas – Prefeito Municipal. 

03/06
PREFEITURA MUNICIPAL DE MARTINHO CAMPOS/MG ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 054/2020 firmada com a empresa NOVABRITA-BRITADORA NOVA SERRANA LTDA no valor global de R$ 159.500,00 (Cento e cinquenta e nove mil e quinhentos reais), referente ao Processo Licitatório nº 037/2020 Pregão Presencial SRP nº 024/2020. José Hailton de Freitas – Prefeito Municipal.

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARTINHO CAMPOS/MG TERMO DE RATIFICAÇÃO. PROCESSO LICITATÓRIO Nº 047/2020 DISPENSA DE LICITAÇÃO Nº 008/2020 Objeto: Contratação de empresa especializada para Prestação de Serviços em Consultoria de engenharia para elaboração de Projeto de Iluminação Pública, com tecnologia Led, serviços de medição e verificação, serviços de apoio técnico a fiscalização supervisão e gerenciamento de obra em atendimento ao Termo de Cooperação Técnica Procel Reluz TCT nº 045/2020, celebrado entre o Município de Martinho Campos e a Centrais Elétricas Brasileiras S.A. Empresa contratada: Prado Engenharia e Serviços Ltda – ME. Valor R$ 30.000,00. José Hailton de Freitas – Prefeito Municipal

04/06
PREFEITURA MUNICIPAL DE MARTINHO CAMPOS/MG PRIMEIRO TERMO ADITIVO AATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 036/2020 referente ao Processo Licitatório nº 022/2020 Pregão Presencial RP nº 015/2020, firmado com a empresa CORDIAL DISTRIBUIDORA DE ALIMENTOS EIRELI. Fica reajustado o preço da cesta básica em 20% (vinte por cento) passando o valor unitário para R$ 90,00 (Noventa reais), a partir de 20 de Maio de 2020. José Hailton de Freitas 

Reflexão da sexta-feira

Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho. Há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas!
Machado de Assis


sexta-feira, 29 de maio de 2020

Lucas 20/Em dia com a Bíblia


E aconteceu num daqueles dias que, estando ele ensinando o povo no templo, e anunciando o evangelho, sobrevieram os principais dos sacerdotes e os escribas com os anciãos,
E falaram-lhe, dizendo: Dize-nos, com que autoridade fazes estas coisas? Ou, quem é que te deu esta autoridade?
E, respondendo ele, disse-lhes: Também eu vos farei uma pergunta: Dizei-me pois:
O batismo de João era do céu ou dos homens?
E eles arrazoavam entre si, dizendo: Se dissermos: Do céu, ele nos dirá: Então por que o não crestes?
E se dissermos: Dos homens; todo o povo nos apedrejará, pois têm por certo que João era profeta.
E responderam que não sabiam de onde era.
E Jesus lhes disse: Tampouco vos direi com que autoridade faço isto.
E começou a dizer ao povo esta parábola: Certo homem plantou uma vinha, e arrendou-a a uns lavradores, e partiu para fora da terra por muito tempo;
E no tempo próprio mandou um servo aos lavradores, para que lhe dessem dos frutos da vinha; mas os lavradores, espancando-o, mandaram-no vazio.
E tornou ainda a mandar outro servo; mas eles, espancando também a este, e afrontando-o, mandaram-no vazio.
E tornou ainda a mandar um terceiro; mas eles, ferindo também a este, o expulsaram.
E disse o senhor da vinha: Que farei? Mandarei o meu filho amado; talvez que, vendo, o respeitem.
Mas, vendo-o os lavradores, arrazoaram entre si, dizendo: Este é o herdeiro; vinde, matemo-lo, para que a herança seja nossa.
E, lançando-o fora da vinha, o mataram. Que lhes fará, pois, o senhor da vinha?
Irá, e destruirá estes lavradores, e dará a outros a vinha. E, ouvindo eles isto, disseram: Não seja assim!
Mas ele, olhando para eles, disse: Que é isto, pois, que está escrito? A pedra, que os edificadores reprovaram, Essa foi feita cabeça da esquina.
Qualquer que cair sobre aquela pedra ficará em pedaços, e aquele sobre quem ela cair será feito em pó.
E os principais dos sacerdotes e os escribas procuravam lançar mão dele naquela mesma hora; mas temeram o povo; porque entenderam que contra eles dissera esta parábola.
E, observando-o, mandaram espias, que se fingissem justos, para o apanharem nalguma palavra, e o entregarem à jurisdição e poder do presidente.
E perguntaram-lhe, dizendo: Mestre, nós sabemos que falas e ensinas bem e retamente, e que não consideras a aparência da pessoa, mas ensinas com verdade o caminho de Deus.
É-nos lícito dar tributo a César ou não?
E, entendendo ele a sua astúcia, disse-lhes: Por que me tentais?
Mostrai-me uma moeda. De quem tem a imagem e a inscrição? E, respondendo eles, disseram: De César.
Disse-lhes então: Dai, pois, a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus.
E não puderam apanhá-lo em palavra alguma diante do povo; e, maravilhados da sua resposta, calaram-se.
E, chegando-se alguns dos saduceus, que dizem não haver ressurreição, perguntaram-lhe,
Dizendo: Mestre, Moisés nos deixou escrito que, se o irmão de algum falecer, tendo mulher, e não deixar filhos, o irmão dele tome a mulher, e suscite posteridade a seu irmão.
Houve, pois, sete irmãos, e o primeiro tomou mulher, e morreu sem filhos;
E tomou-a o segundo por mulher, e ele morreu sem filhos.
E tomou-a o terceiro, e igualmente também os sete; e morreram, e nào deixaram filhos.
E por último, depois de todos, morreu também a mulher.
Portanto, na ressurreição, de qual deles será a mulher, pois que os sete por mulher a tiveram?
E, respondendo Jesus, disse-lhes: Os filhos deste mundo casam-se, e dão-se em casamento;
Mas os que forem havidos por dignos de alcançar o mundo vindouro, e a ressurreição dentre os mortos, nem hão de casar, nem ser dados em casamento;
Porque já não podem mais morrer; pois são iguais aos anjos, e são filhos de Deus, sendo filhos da ressurreição.
E que os mortos hão de ressuscitar também o mostrou Moisés junto da sarça, quando chama ao Senhor Deus de Abraão, e Deus de Isaque, e Deus de Jacó.
Ora, Deus não é Deus de mortos, mas de vivos; porque para ele vivem todos.
E, respondendo alguns dos escribas, disseram: Mestre, disseste bem.
E não ousavam perguntar-lhe mais coisa alguma.
E ele lhes disse: Como dizem que o Cristo é filho de Davi?
Visto como o mesmo Davi diz no livro dos Salmos: Disse o SENHOR ao meu Senhor: Assenta-te à minha direita,
Até que eu ponha os teus inimigos por escabelo de teus pés.
Se Davi lhe chama Senhor, como é ele seu filho?
E, ouvindo-o todo o povo, disse Jesus aos seus discípulos:
Guardai-vos dos escribas, que querem andar com vestes compridas; e amam as saudações nas praças, e as principais cadeiras nas sinagogas, e os primeiros lugares nos banquetes;
Que devoram as casas das viúvas, fazendo, por pretexto, largas orações. Estes receberão maior condenação.


Reconhecimento do Ensino Fundamental em escola do município

De acordo com a Portaria 664/2020, a nossa querida escola Dona Ducarmo Teixeira, teve reconhecido o Ensino Fundamental (anos iniciais) em sua estrutura. A escola fica no Bairro Alto São Francisco. Mais uma conquista da educação municipal. Parabéns aos envolvidos!


Veja a publicação na íntegra, no Jornal Minas Gerais (diário Oficial) do dia 27/05 do corrente ano.

PORTARIA N.º 664/2020 Nos termos do artigo 12 da Resolução SEE nº 4.291, de 09 de março de 2020, do artigo 24 da Resolução CEE nº 449, de 1º de agosto de 2002, e considerando o Parecer CEE nº 164, de 17 de abril de 2020, fica reconhecido o Ensino Fundamental (anos iniciais), ministrado pela Escola Municipal Dona Ducarmo Teixeira, de Ensino Fundamental (anos iniciais), situada na R. Rio Negro, 540, B. Alto São Francisco, em Martinho Campos, pelo prazo de 05 (cinco) anos. SRE – Pará de Minas

Reflexão da sexta-feira

"Árvore de raízes fortes o vento não derruba!"


sexta-feira, 8 de maio de 2020

Reflexão da sexta-feira

"Estamos a fazer nossa parte ou estamos simplesmente a criticar quem não faz!?"

Lucas 19/Em dia com a Bíblia



E, tendo Jesus entrado em Jericó, ia passando.
E eis que havia ali um homem chamado Zaqueu; e era este um chefe dos publicanos, e era rico.
E procurava ver quem era Jesus, e não podia, por causa da multidão, pois era de pequena estatura.
E, correndo adiante, subiu a uma figueira brava para o ver; porque havia de passar por ali.
E quando Jesus chegou àquele lugar, olhando para cima, viu-o e disse-lhe: Zaqueu, desce depressa, porque hoje me convém pousar em tua casa.
E, apressando-se, desceu, e recebeu-o alegremente.
E, vendo todos isto, murmuravam, dizendo que entrara para ser hóspede de um homem pecador.
E, levantando-se Zaqueu, disse ao Senhor: Senhor, eis que eu dou aos pobres metade dos meus bens; e, se nalguma coisa tenho defraudado alguém, o restituo quadruplicado.
E disse-lhe Jesus: Hoje veio a salvação a esta casa, pois também este é filho de Abraão.
Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido.
E, ouvindo eles estas coisas, ele prosseguiu, e contou uma parábola; porquanto estava perto de Jerusalém, e cuidavam que logo se havia de manifestar o reino de Deus.
Disse pois: Certo homem nobre partiu para uma terra remota, a fim de tomar para si um reino e voltar depois.
E, chamando dez servos seus, deu-lhes dez minas, e disse-lhes: Negociai até que eu venha.
Mas os seus concidadãos odiavam-no, e mandaram após ele embaixadores, dizendo: Não queremos que este reine sobre nós.
E aconteceu que, voltando ele, depois de ter tomado o reino, disse que lhe chamassem aqueles servos, a quem tinha dado o dinheiro, para saber o que cada um tinha ganhado, negociando.
E veio o primeiro, dizendo: Senhor, a tua mina rendeu dez minas.
E ele lhe disse: Bem está, servo bom, porque no mínimo foste fiel, sobre dez cidades terás autoridade.
E veio o segundo, dizendo: Senhor, a tua mina rendeu cinco minas.
E a este disse também: Sê tu também sobre cinco cidades.
E veio outro, dizendo: Senhor, aqui está a tua mina, que guardei num lenço;
Porque tive medo de ti, que és homem rigoroso, que tomas o que não puseste, e segas o que não semeaste.
Porém, ele lhe disse: Mau servo, pela tua boca te julgarei. Sabias que eu sou homem rigoroso, que tomo o que não pus, e sego o que não semeei;
Por que não puseste, pois, o meu dinheiro no banco, para que eu, vindo, o exigisse com os juros?
E disse aos que estavam com ele: Tirai-lhe a mina, e dai-a ao que tem dez minas.
(E disseram-lhe eles: Senhor, ele tem dez minas. )
Pois eu vos digo que a qualquer que tiver ser-lhe-á dado, mas ao que não tiver, até o que tem lhe será tirado.
E quanto àqueles meus inimigos que não quiseram que eu reinasse sobre eles, trazei-os aqui, e matai-os diante de mim.
E, dito isto, ia caminhando adiante, subindo para Jerusalém.
E aconteceu que, chegando perto de Betfagé, e de Betânia, ao monte chamado das Oliveiras, mandou dois dos seus discípulos,
Dizendo: Ide à aldeia que está defronte, e aí, ao entrar, achareis preso um jumentinho em que nenhum homem ainda montou; soltai-o e trazei-o.
E, se alguém vos perguntar: Por que o soltais? assim lhe direis: Porque o Senhor o há de mister.
E, indo os que haviam sido mandados, acharam como lhes dissera.
E, quando soltaram o jumentinho, seus donos lhes disseram: Por que soltais o jumentinho?
E eles responderam: O Senhor o há de mister.
E trouxeram-no a Jesus; e, lançando sobre o jumentinho as suas vestes, puseram Jesus em cima.
E, indo ele, estendiam no caminho as suas vestes.
E, quando já chegava perto da descida do Monte das Oliveiras, toda a multidão dos discípulos, regozijando-se, começou a dar louvores a Deus em alta voz, por todas as maravilhas que tinham visto,
Dizendo: Bendito o Rei que vem em nome do Senhor; paz no céu, e glória nas alturas.
E disseram-lhe de entre a multidão alguns dos fariseus: Mestre, repreende os teus discípulos.
E, respondendo ele, disse-lhes: Digo-vos que, se estes se calarem, as próprias pedras clamarão.
E, quando ia chegando, vendo a cidade, chorou sobre ela,
Dizendo: Ah! se tu conhecesses também, ao menos neste teu dia, o que à tua paz pertence! Mas agora isto está encoberto aos teus olhos.
Porque dias virão sobre ti, em que os teus inimigos te cercarão de trincheiras, e te sitiarão, e te estreitarão de todos os lados;
E te derrubarão, a ti e aos teus filhos que dentro de ti estiverem, e não deixarão em ti pedra sobre pedra, pois que não conheceste o tempo da tua visitação.
E, entrando no templo, começou a expulsar todos os que nele vendiam e compravam,
Dizendo-lhes: Está escrito: A minha casa é casa de oração; mas vós fizestes dela covil de salteadores.
E todos os dias ensinava no templo; mas os principais dos sacerdotes, e os escribas, e os principais do povo procuravam matá-lo.
E não achavam meio de o fazer, porque todo o povo pendia para ele, escutando-o.


quinta-feira, 2 de abril de 2020

Chuva em abril/Momento Nostalgia

Tempo chuvoso em abril, em tempos idos aqui na Badia,  era sinal de muito frio. E coincidia justamente com a chegada das festas de barraquinhas e os preparativos para a semana Santa e  posteriormente o dia das mães.
A criançada se esbaldava nesta época, sempre agasalhados ou não. Era a época ideal para jogar bolinhas de gude, guerra de mamonas e as pescarias de piabas e traíras nas lagoas em volta do Rio Picão.
Em se tratando das pescarias, na Lagoa do Zé do Ozório, ali abaixo da ponte velha, era o encontro da turma. Descíamos todos e era uma alegria só. Terminando a tarde, fritávamos as piabinhas (torrávamos) e fazíamos o famoso guisadinho.
Bons tempos, boas lembranças. Que agora ficam mais evidentes , ouvindo estes dois sucessos daquela época.

Agora a nacional


Publicações recentes do Poder Público Municipal/Diário oficial

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARTINHO CAMPOS/MG: ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº 038/2020 firmada com a empresa ARJ INFORMÁTICA E ACESSÓRIOS EIRELI no valor global de R$ 3.895,00 (Três mil oitocentos e noventa e cinco reais), referente ao Processo Licitatório nº 021/2020 Pregão Presencial RP nº 014/2020. José Hailton de Freitas – Prefeito Municipal. 


PREFEITURA MUNICIPAL DE MARTINHO CAMPOS/MG: Ata de Registro de Preços nº 039/2020 firmada com a empresa DIP COMPUTADORES E SERVIÇOS LTDA ME no valor global de R$ 6.242,00 (Seis mil duzentos e quarenta e dois reais), referente ao Processo Licitatório nº 021/2020 Pregão Presencial RP nº 014/2020. José Hailton de Freitas – Prefeito Municipal. 

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARTINHO CAMPOS/MG: Ata de Registro de Preços nº 040/2020 firmada com a empresa GELCIMAR MÁXIMO MOREIRA 07154398639 no valor global de R$ 16.767,00 (Dezesseis mil setecentos e sessenta e sete reais), referente ao Processo Licitatório nº 021/2020 Pregão Presencial RP nº 014/2020. José Hailton de Freitas – Prefeito Municipal. 

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARTINHO CAMPOS/MG: Ata de Registro de Preços nº 041/2020 firmada com a empresa JL SUPRIMENTOS EIRELI no valor global de R$ 6.960,00 (Seis mil novecentos e sessenta reais), referente ao Processo Licitatório nº 021/2020 Pregão Presencial RP nº 014/2020. José Hailton de Freitas – Prefeito Municipal. 

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARTINHO CAMPOS/MG: Ata de Registro de Preços nº 042/2020 firmada com a empresa M.V. RIBEIRO NUNES ME no valor global de R$ 56.387,40 (Cinquenta e seis mil trezentos e oitenta e sete reais e quarenta centavos), referente ao Processo Licitatório nº 021/2020 Pregão Presencial RP nº 014/2020. José Hailton de Freitas – Prefeito Municipal. 

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARTINHO CAMPOS/MG: Ata de Registro de Preços nº 043/2020 firmada com a empresa MAC SUPRIMENTOS E MAT. DE ESCRIT. LTDA-ME no valor global de R$ 12.121,00 (Doze mil cento e vinte e um reais ), referente ao Processo Licitatório nº 021/2020 Pregão Presencial RP nº 014/2020. José Hailton de Freitas – Prefeito Municipal. 

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARTINHO CAMPOS/MG: Ata de Registro de Preços nº 044/2020 firmada com a empresa MARCOS S BIUDES ME no valor global de R$ 11.353,00 (Onze mil e trezentos e cinquenta e três reais), referente ao Processo Licitatório nº 021/2020 Pregão Presencial RP nº 014/2020. José Hailton de Freitas – Prefeito Municipal. 

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARTINHO CAMPOS/MG: Ata de Registro de Preços nº 045/2020 firmada com a empresa MASTERINFOR COMERCIAL E SUPRIMENTOS DE INFORMÁTICA EIRELI no valor global de R$ 22.474,00 (Vinte e dois mil e quatrocentos e setenta e quatro reais), referente ao Processo Licitatório nº 021/2020 Pregão Presencial RP nº 014/2020. José Hailton de Freitas – Prefeito Municipal

PREFEITURA MUNICIPAL DE MARTINHO CAMPOS/MG: Ata de Registro de Preços nº 046/2020 firmada com a empresa VALDECI EUGÊNIO FERREIRA DE SOUSA ME no valor global de R$ 4.644,00 (Quatro mil seiscentos e quarenta e quatro reais), referente ao Processo Licitatório nº 021/2020 Pregão Presencial RP nº 014/2020. José Hailton de Freitas – Prefeito Municipal