quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020

Anos de chuvas

Meu avô já dizia, então nos anos 70/80, que a natureza tem entrelinhas que deciframos no dia-a-dia. E explicava: "São cinco anos de muita chuva e cinco anos de chuvas escassas."  E isso sempre se confirma!
Vale notar, há alguns anos, que as chuvas estavam esporádicas e os leitos dos rios e córregos baixos, além de muitas nascentes então ressecadas pelo tempo. Agora, entre 2019 e 2020 podemos ver a abundância de águas trazendo vida e eternizando a natureza tão bela de nosso Brasil.
As chuvas, porém, em alguns lugares trazem prejuízos e muito sofrimento, haja vista os acontecimentos pluviométricos nas cidades de Belo Horizonte, São Paulo e outras.
Deus, em sua onipotência, nos dá esta natureza de presente para que nossa vida seja mais confortável e serena no plano existencial enquanto habitantes da Terra. E a chuva é a vida que a natureza carrega em seu leito, transformando-se a cada dia.
Mesmo com as adversidades dos temporais, devemos sim agradecer a abundância das águas, principalmente porque, sem ela, não haveria vida!
Obs. Nas fotos abaixo, o Rio São francisco e o Rio Pará, transbordando suas águas. 


sexta-feira, 24 de janeiro de 2020

Reflexão da sexta-feira/O Homem e o Leão

Um homem e um leão discutiam sobre qual deles era o mais forte, e decidiram conferir ali mesmo.
O homem levou o leão até uma sepultura, onde havia uma pintura do defunto matando um leão.
O leão retrucou:
_O que você me mostrou foi pintado por um homem. Se eu soubesse pintar, retrataria um leão matando um homem. Não vamos mostrar nada, pois é melhor medirmos nossas forças um contra o outro. Depois de matar o homem, o leão disse:
_Uma prova pintada não é suficiente. Ele agora descobriu que eu era mais forte.

Moral da história:
Nem sempre é verdade o que está escrito em algum lugar; é nescessário provar a verdade com atos.

O auê já começou...

O auê já começou e o pontapé inicial foi dado para nossa política municipal 2020. A busca por filiações, regularizações de partidos e conchavos políticos dão a tona desse início de pleito eleitoral.
Muitas novidades virão por aí. Mas o mais importante é a sábia escolha no dia da eleição (simples assim).
A essência da política é o ser humano. Não podemos fugir disso! 
Sabedores desta assertiva temos a justa obrigação de escolher os melhores para os governos e assim melhorar e dar mais dignidade aos "seres humanos" de nossa comunidade.
Não existe solução boa e cabível para os problemas coletivos fora do entendimento político. Por isso uma eleição é tão importante para o futuro da cidade e de seus cidadãos.
Neste ano escolheremos um prefeito (vice) e nove vereadores que ditarão as políticas públicas de nossa Martinho Campos pelos próximos quatro anos. 
Os candidatos ainda não se manifestaram (e ainda é um pouco cedo mesmo) , mas o momento é de estudo e percepção de qualidades e/ou defeitos, politicamente falando, dos propensos candidatos.
Nesse contexto devemos resgatar a boa e velha conversa entre os cidadãos tendo em vista uma análise mais profícua para nossa cidade. 
E que vençam os melhores para Martinho Campos!
Obs. O abadiaemfoco estará acompanhando todo o processo eleitoral em nossa comunidade e , periodicamente, publicará textos para manter todos bem informados!


Em dia com a Bíblia/Lucas 16

E dizia também aos seus discípulos: Havia um certo homem rico, o qual tinha um mordomo; e este foi acusado perante ele de dissipar os seus bens.
E ele, chamando-o, disse-lhe: Que é isto que ouço de ti? Dá contas da tua mordomia, porque já não poderás ser mais meu mordomo.
E o mordomo disse consigo: Que farei, pois que o meu senhor me tira a mordomia? Cavar, não posso; de mendigar, tenho vergonha.
Eu sei o que hei de fazer, para que, quando for desapossado da mordomia, me recebam em suas casas.
E, chamando a si cada um dos devedores do seu senhor, disse ao primeiro: Quanto deves ao meu senhor?
E ele respondeu: Cem medidas de azeite. E disse-lhe: Toma a tua obrigação, e assentando-te já, escreve cinqüenta.
Disse depois a outro: E tu, quanto deves? E ele respondeu: Cem alqueires de trigo. E disse-lhe: Toma a tua obrigação, e escreve oitenta.
E louvou aquele senhor o injusto mordomo por haver procedido prudentemente, porque os filhos deste mundo são mais prudentes na sua geração do que os filhos da luz.
E eu vos digo: Granjeai amigos com as riquezas da injustiça; para que, quando estas vos faltarem, vos recebam eles nos tabernáculos eternos.
Quem é fiel no mínimo, também é fiel no muito; quem é injusto no mínimo, também é injusto no muito.
Pois, se nas riquezas injustas não fostes fiéis, quem vos confiará as verdadeiras?
E, se no alheio não fostes fiéis, quem vos dará o que é vosso?
Nenhum servo pode servir dois senhores; porque, ou há de odiar um e amar o outro, ou se há de chegar a um e desprezar o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom.
E os fariseus, que eram avarentos, ouviam todas estas coisas, e zombavam dele.
E disse-lhes: Vós sois os que vos justificais a vós mesmos diante dos homens, mas Deus conhece os vossos corações, porque o que entre os homens é elevado, perante Deus é abominação.
A lei e os profetas duraram até João; desde então é anunciado o reino de Deus, e todo o homem emprega força para entrar nele.
E é mais fácil passar o céu e a terra do que cair um til da lei.
Qualquer que deixa sua mulher, e casa com outra, adultera; e aquele que casa com a repudiada pelo marido, adultera também.
Ora, havia um homem rico, e vestia-se de púrpura e de linho finíssimo, e vivia todos os dias regalada e esplendidamente.
Havia também um certo mendigo, chamado Lázaro, que jazia cheio de chagas à porta daquele;
E desejava alimentar-se com as migalhas que caíam da mesa do rico; e os próprios cães vinham lamber-lhe as chagas.
E aconteceu que o mendigo morreu, e foi levado pelos anjos para o seio de Abraão; e morreu também o rico, e foi sepultado.
E no inferno, ergueu os olhos, estando em tormentos, e viu ao longe Abraão, e Lázaro no seu seio.
E, clamando, disse: Pai Abraão, tem misericórdia de mim, e manda a Lázaro, que molhe na água a ponta do seu dedo e me refresque a língua, porque estou atormentado nesta chama.
Disse, porém, Abraão: Filho, lembra-te de que recebeste os teus bens em tua vida, e Lázaro somente males; e agora este é consolado e tu atormentado.
E, além disso, está posto um grande abismo entre nós e vós, de sorte que os que quisessem passar daqui para vós não poderiam, nem tampouco os de lá passar para cá.
E disse ele: Rogo-te, pois, ó pai, que o mandes à casa de meu pai,
Pois tenho cinco irmãos; para que lhes dê testemunho, a fim de que não venham também para este lugar de tormento.
Disse-lhe Abraão: Têm Moisés e os profetas; ouçam-nos.
E disse ele: Não, pai Abraão; mas, se algum dentre os mortos fosse ter com eles, arrepender-se-iam.
Porém, Abraão lhe disse: Se não ouvem a Moisés e aos profetas, tampouco acreditarão, ainda que algum dos mortos ressuscite.

E o Mineiro começou

Ainda nas especulações e contratações de jogadores, os times mineiros estrearam no campeonato estadual , dando assim início ao ano futebolístico e esperanças ao torcedor.
Em meio a crise que se instalou, o Cruzeiro segue , agora na série B, na luta pela reconstrução no futebol e na política do clube. Já o América vem de um bom ano e espera o retorno à elite do Brasileiro. O Galo contratou alguns jogadores e tem, no novo treinador , a esperança de troféus neste ano de 2020.
Aliás, os primeiros dias do novo comandante foram de muito treinamento e seriedade no comando do Galão da Massa. Acredito que nessa temporada teremos grandes e boas surpresas.
Acreditar e torcer sempre, porque aqui, aqui é Galo!

segunda-feira, 13 de janeiro de 2020

Aviso

O abadiaemefoco está em otimização de postagens e melhorias no layout de sua página. Então pedimos paciência aos amigos que nos seguem , para, daqui alguns dias, verem a nova roupagem de nosso blog.