abadiaemfoco

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Como escolher?


Falar de política nunca foi fácil, porém é um tema presente na vida de cada um , em qualquer lugar. Política é pra ser discutida sim. O futuro depende dela.
Apesar da importância deste assunto, são poucos os interessados, pois, a maioria da socidade foge do tema política, achando que isso é dever somente de quem está no poder, mas não sabem, que são eles que acabam fortalecendo ainda mais a chance dos desonestos se corromperem com facilidade e continuarem enganando o povo.  Quem não participa da política, será só mais um tendo o trabalho de votar, além disso estará votando em vão.
Esse desinteresse pela política torna-se de fácil compreensão quando levamos em consideração, que vivemos numa sociedade onde uma fração de indivíduos que no seu agir políticamente procura, nada mais, nada menos, beneficiar-se.

Todavia Política é a arte de governar, é o uso do poder para defender seus direitos de cidadania.
A idéia da Política é ter uma forma de organizar a sociedade.
Aqui neste pequeno pedaço de mundo, onde o Picão faz a curva e deita sobre o Rio Pará, teremos, neste ano uma eleição para a escolha de vereadores (09), vice e prefeito. Hora boa de refletirmos sobre a política e votarmos conscientemente.
O abadiaemfoco, imparcial que é, vem dar uma dica de  como deveríamos escolher os candidatos. Pela ordem:
a) perguntar por que o candidato quer entrar para a política;
b) analisar o que o candidato já fez pelo município;
c) verificar suas pendências, seja na justiça, no comércio, na polícia, no clube, na Associação, na Receita Federal, etc (quase todo ser humano tem alguma pendência a ser resolvida);
d) indagar sob qual bandeira o candidato atuará: pelos idosos, pelas crianças, meio ambiente, indústria de eucalipto, pelos deficientes, pelos comerciantes, por Alberto Isaacson, por Ibitira, por Buriti Grande....pelos PROFESSORES (os mais desamparados), etc;
e) analisar como é ou foi sua vida familiar;
f) se utiliza seus recursos aqui na cidade (porque muitos políticos governam num município e gastam seu dinheiro em outro - enriquecendo aquela cidade que não é a sua)
g) Importante: se realmente conhece toda a extensão do município (já conheci candidatos que não sabiam que o Capão do Zezinho pertence a Martinho Campos);
h) grau de instrução, ou seja: o candidato deve saber ler e escrever pelo menos (isso tá em Lei);
i) se o candidato já foi vereador/prefeito analisar o que ele fez quando lá esteve;
j) se o candidato conhece os problemas atuais da Badia (esgoto mal acabado da Copasa, poluição do Córrego do Bambé e do Rio Picão, falta de policiamento em Ibitira, A.Isaacson e Buriti Grande, educação precária (faltam cursos técnicos e uma faculdade), baixos salários do funcionalismo municipal, carnaval morto, etc, etc, etc etc........
k) verificar a versatilidade do candidato. pois vereador ou prefeito tem que saber se deslocar para BH (Assembleia e secretarias), para Brasília, às vezes para o exterior: saber dialogar com as autoridades, tratar bem os funcionários, os eleitores, os adversários...
l) gostar da Badia (o mais importante, porque quem gosta cuida).
(no próximo post de política falaremos mais sobre o assunto)
Eu observo isto para votar e você?

Nenhum comentário:

Postar um comentário