abadiaemfoco

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Vereador sem salário


Será que algum dos 17.336 candidatos a vereador nas eleições de outubro toparia exercer o mandato sem receber nenhum centavo de remuneração? Pois essa pode ser a realidade da grande maioria dos parlamentares dos Legislativos municipais caso o Congresso Nacional aprove a proposta de emenda à Constituição (PEC) que acaba com o pagamento de salário na maioria das câmaras. De autoria do senador Cyro Miranda (PSDB-GO), a PEC 35/2012 quer acabar com a remuneração dos vereadores nas cidades com até 50 mil habitantes, o que representa 89,41% dos municípios brasileiros. Em Minas Gerais, a aprovação dessa proposta pode acabar com a remuneração dos vereadores em cerca de 787 dos 853 municípios do estado, que representa 92,3% do total.
Uma ideia realmente fantástica. Aqui em Martinho Campos, segundo informações de um parlamentar, o salário é de R$2.800, 00 , para participarem de uma reunião semanal com direito a dois períodos de recesso. Um verdadeiro "empregaço", diria meu saudoso avô Vicente Furricoco. Mas, se a Lei vingar isso vai acabar e será que teremos vereadores? Acredito que a maioria dos candidatos não concorda com essa PEC. Todavia trata-se de uma inovação e um avanço para a governabilidade municipal.
Sem remuneração, os vereadores vão ser pessoas comprometidas com a ética, o interesse público e o desenvolvimento da sua cidade”, acredita o senador Cyro Miranda. Para o senador, a proposta vai melhorar a qualidade das câmaras e ainda contribuir para desafogar o orçamento das pequenas cidades. “Tem cidades com seis vereadores, cada um recebendo R$ 5 mil, sem dinheiro para contratar um médico”, justifica.
Falou e disse Senador, vamos propagar essa ideia. O abadiaemfoco adorou!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário