abadiaemfoco

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Não deixe seu carnaval virar quaresma


Você que está para sair de viagem para o Carnaval, que está querendo vir para a "Badia" (Martinho Campos/MG), ou qualquer outro lugar, cuidado com o que você ingere. Até enxaguante bucal pode dar resultado positivo no teste de bafômetro. Não faça do seu carnaval uma quaresma, leia a reportagem abaixo e fique ligado.
Um teste realizado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) no Paraná , com produtos que têm álcool na composição, mostrou que, logo após o consumo, o bafômetro vai indicar embriaguez. A experiência foi feita com três voluntários que ingeriram um copo de cerveja, um bombom recheado com licor e uma quantidade pequena de remédio homeopático.02.02-BafômetroA nova regulamentação da Lei Seca passou a valer a partir do dia 30/01 e, nessas condições, o motorista que tivesse consumido o bombom ou o remédio seria punido com rigor. As regras para a lei foram impostas pelo Conselho Nacional de Trânsito (Cotran). A partir de agora, se o bafômetro marcar 0,05 miligrama de álcool por litro de ar ou mais representa que o motorista cometeu uma infração gravíssima. Ele é multado em quase R$ 2 mil e tem habilitação suspensa por um ano.
Um dos voluntários tomou um o copo de cerveja e apresentou índice de 0,48 mg de álcool por litro de ar. Com isso, além de ter que pagar a multa e ter a CHN recolhida, o motorista poderia pegar de seis meses a três anos de prisão. Já o policial, que ingeriu o bombom com licor, apresentou índice de 0,42 mg de álcool por litro de ar. Se ele tivesse sido abordado em uma blitz, receberia a mesma punição.
Outra voluntária, que fez um bochecho com um remédio homeopático, também apresentou índice de embriaguez, de acordo com a nova legislação. O resultado, após o sopro, apresentou 1,33 mg de álcool por litro de álcool. Nesse caso, a mulher também seria presa, teria que pagar multa e teria a CNH suspensa.
O homeopata Javier Gamarra defende uma discussão entre a classe médica e os órgãos de fiscalização. ” Primeiro alguns posicionamentos de tolerância, de quantidade de álcool, enfim, o que poderia se fazer para melhorar esse aspectos”, afirmou Gamarra.
Quinze minutos bafômetro detecta alteração
O motorista que comeu um bombom com licor ou ingeriu um remédio homeopático tem direito de solicitar o chamado reteste. Na experiência feita pela PRF, 15 minutos depois, os resultados apresentaram diferença. O único produto que ainda apontou embriaguez no bafômetro foi o copo de cerveja.
A polícia lembra que se a pessoa consumir bebida alcoólica à noite, no  dia seguinte, pela manhã, o bafômetro ainda pode acusar embriaguez. Se o condutor apresentar de 0,05 a 0,33 miligrama de álcool por litro de ar, haverá cometido uma infração de trânsito, ou seja, terá a carteira de habilitação e o veículo apreendidos. Se ultrapasse 0,34, ele terá cometido crime de trânsito. Com dois copos de cerveja, este percentual é superado. Caso isso ocorra, o motorista é preso e encaminhado para a delegacia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário