abadiaemfoco

sexta-feira, 8 de março de 2013

As aventuras de Pi (Pá) na Badia


Filme que ganhou quatro estatuetas (óscar) poderia ter sido produzido no Brasil. Veja a sinopse:


Pá Pastel é filho do dono de um circo que se instalou na Abadia, ali em frente à churrascaria Skala, no trevo da cidade. Após algumas semanas de apresentação, a família de Pá decide vender o empreendimento devido à retirada do incentivo dado pela prefeitura local e de outras prefeituras por onde eles passaram. A ideia é se mudar para a Onça do Pitangui, onde poderiam vender os bichos (o circo tinha vários animais, além dos donos) para reiniciar a vida. Entretanto, o caminhão onde todos viajavam  acaba caindo no Rio Picão, devido a uma terrível tempestade. Pá consegue sobreviver em um bote salva-vidas, mas precisa dividir o pouco espaço disponível com um mico (que se chamava Meu Mico Mico Meu), um calango (apelidado de Tango), uma Capivara (chamada Bazinga)  e um Lobo chamado Pum.
À medida que o barco descia o rio, rumo ao Pará muitas aventuras aconteceram.
Ao passarem pela antiga Usina de Energia “Meu Mico Mico Meu” cismou de dar uma pescadinha no lombo da Bazinga e os dois foram parar no fundo do Rio Picão. Pá ficou muito triste, porém aproveitou o momento e fisgou um peixe que saboreou, dando um pedaço aos bichos, evitando que o Lobo Pum o atacasse.
Ao chegarem no Rio Pará a correnteza, muito forte, fez com que o bote desse giros. Nesse tempo Tango ficou tão tonto que foi parar na boca de Pum que o engoliu de uma “veizada” só.
Pá, receoso que o Pum o atacasse começou a gritar. Gritou tanto que, ao passar pela Prainha do Capão do Zezinho, os Caxixós lançaram várias flechas para ver se matavam o lobo.
Nisso uma piranha que estava próximo ao bote deu um salto gigantesco e mordeu a bunda de Pá. Que passou a gritar cada vez mais alto.
O lobo parecia querer abocanhar o Pá, mas algo o intimidava. Parecia que ele via no Pá algo de sua infância.
E assim a vigem foi transcorrendo o Rio Pará até chegar no Pontal. Lá , no encontro dos Rios, Pá conseguiu para o Bote próximo a uma fazenda. Desceu, seguido por Pum (agora seu amigo porque ele lembrou que Pá era irmão da Chapeuzinho Vermelho) e os dois foram parar num boteco onde tomaram Cristalina do Picão. E foram felizes para sempre. Pá e Pum!
Fim da História!

Nenhum comentário:

Postar um comentário