abadiaemfoco

sábado, 27 de abril de 2013

Coisa de polícia

Vejam só as viaturas de Dubai.

 (AFP)

Após o anúncio do superesportivo Lamborghini Aventador para patrulhar as ruas, a Polícia de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, apresentou um novo carro: a Ferrari FF. O modelo custa cerca de US$ 545 mil e tem um motor capaz de chegar de 0 a 100 km/h em 3,7 segundos. O FF é o primeiro da marca italiana com tração integral. O motor é um V12 de 669 cv que faz o carro ir aos 335 km/h. Aqui no Brasil, essa Ferrari é vendida por R$ 2,7 milhões.


Para o site Gulfbusiness, o chefe da polícia local, Dhahi Khalfan Tamim, disse que Dubai é uma cidade única e tudo deve refletir a sua singularidade, por isso a Polícia incluiu a Ferrari a nova frota. Disse ainda que o carro não será usado para perseguir motoristas que trafegam em alta velocidade, mas sim, para fazer a segurança nas estradas.


"Fomos agradavelmente surpreendidos pela reação das pessoas sobre o Lamborghini. Então nós pensamos que a Ferrari também seria uma boa escolha".

Aqui no Brasil, o que se vê nas ruas são viaturas quase sempre sucateadas. Alguns estados, como Ceará e São Paulo se destacam pela frota moderna da Polícia Militar. A corporação paulista conta com a Toyota Hilux SW4 2.7 Flex manual na frota e os policias do Ceará trabalham com o mesmo modelo da marca japonesa, porém com motor 3.0 Diesel e câmbio automático.

Mas na maior parte do país, o que se vê são viaturas em péssimo estado de conservação. Em Minas, a Polícia Civil recebeu uma nova frota de carros no ano passado, mas os veículos são velhos, muito rodados e alguns estão em más condições, com estofados rasgados e lataria amassada. Na frota há modelos Palio fabricados entre 1998 e 2000 (ainda da primeira geração) e dois Chevrolet Blazer que serviam à Polícia Federal.
(Do jornal EM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário