abadiaemfoco

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Greve na Polícia Civil


Nossa polícia civil não está pedindo aumento de salário e sim revisão do texto da nova Lei Orgânica que cria novos e melhores mecanismos para atuação de nossa força civil no Estado de Minas Gerais.
Basta saber que a atual Lei Orgânica da PC data de 1969, ou seja, está totalmente desatualizada e por isso mesmo precisa de uma mudança. Vejam a matéria estampada hoje no Estado de Minas:


"Policiais civis, em greve há quase dois meses, protestam nesta quarta-feira no pátio da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Cerca de 30 pessoas estão acampadas no local desde a 0h. A intenção da categoria é pressionar os deputados estaduais a colocar em pauta a revisão da Lei Orgânica da Polícia Civil, que define o plano de carreira da corporação. 

“Estamos aguardando o posicionamento da Casa. Queremos a votação do projeto que reestrutura a carreira, aumenta o quadro de efetivo, adequando à necessidade do estado. A Polícia Militar, os Bombeiros e até os agentes penitenciários já tiveram a aprovação”, explica Denilson Martins, presidente do Sindicato dos Servidores da Polícia Civil de Minas Gerais (Sindpol/MG). 



Os policiais pretendem continuar o protesto até que a lei seja colocada em pauta. Para isso, irão fazer um rodízio. A cada dia, delegacias de cada região de BH e de cidades mineiras ficarão responsáveis pela vigília. Nesta quarta-feira, investigadores de Juiz de Fora e outros municípios da Zona da Mata fazem a manifestação. “O atendimento está precarizado desde 10 de junho, com o funcionamento de apenas 30 % da capacidade das delegacias”, afirma. 

De acordo com a categoria, alguns deputados informaram que farão o possível para atender a reivindicação dos policiais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário