abadiaemfoco

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Salmo 51


1. Ao mestre de canto. Hino de Davi.
2. Quando Doeg, o idumeu, veio dizer a Saul: Davi entrou na casa de Aquimelec.
3. Por que te glorias de tua malícia, ó infame prepotente?
4. Continuamente maquinas a perdição; tua língua é afiada navalha, tecedora de enganos.
5. Tu preferes o mal ao bem, a mentira à lealdade.
6. Só gostas de palavras perniciosas, ó língua pérfida!
7. Por isso Deus te destruirá, há de te excluir para sempre; ele te expulsará de tua tenda, e te extirpará da terra dos vivos.
8. Vendo isto, tomados de medo, os justos zombarão de ti, dizendo:
9. Eis o homem que não tomou a Deus por protetor, mas esperou na multidão de suas riquezas e se prevaleceu de seus próprios crimes.
10. Eu sou, porém, como a virente oliveira na casa de Deus: confio na misericórdia de Deus para sempre.
11. Louvar-vos-ei eternamente pelo que fizestes e cantarei vosso nome, na presença de vossos fiéis, porque é bom.

Nenhum comentário:

Postar um comentário