abadiaemfoco

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Não copiem...


Pois é! Tem vereador que se esquece que é funcionário do povo e acha que o dono do mundo! Vejam só esta reportagem publicada no Estado de Minas do dia 28/10. Um mau exemplo de política.

"Um vereador de Juramento, na Região Norte de Minas Gerais, foi preso por se envolver em uma briga com vizinhos. Um policial e um bombeiro que tentaram intervir acabaram agredidos verbalmente. De acordo com a Polícia Militar (PM), o parlamentar foi levado para a delegacia e autuado por injúria racial e desacato a autoridade. Ele pagou fiança de R$ 3 mil e foi liberado. 




Segundo a PM, o tumulto aconteceu no fim da tarde desse domingo. O vereador Félix Aparecido Alves Neto chegava em casa, no Centro da cidade, quando tentou entrar com o veículo na garagem. Porém, conforme o boletim de ocorrência, havia um carro estacionado no outro lado da via, que é estreita, que impedia a manobra. 

Nervoso, o vereador começou a buzinar e foi atendido por um vizinho. De acordo com a PM, teve início um bate-boca. Na confusão, conforme o soldado Wagner Borges, o parlamentar chamou o homem de “negro sem vergonha” e também ameaçou o sogro do vizinho, que tentava apartar a briga. 

Um policial e um bombeiro que estavam em uma casa próxima ouviram a troca de insultos e intervieram. Segundo a PM, eles também foram xingados pelo vereador. Militares que estavam em patrulhamento na região foram acionados por testemunhas quando passavam pela via. Quando chegaram ao local, foram agredidos verbalmente. “Ele disse que estava ligando para o quartel e que ninguém atendia. Porém, a cidade é pequena e a viatura estava em patrulhamento”, disse o soldado. 

EM.com.br tentou contato com o vereador, mas ele não foi encontrado"
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário