abadiaemfoco

segunda-feira, 7 de abril de 2014

Educação em frangalhos...


O contraste da educação no Brasil é uma coisa impressionante. Enquanto vemos muitas gestores, em muitos estados brasileiros vivendo uma euforia em relação aos índices educacionais, com escolas exemplos formando cidadãos conscientes e prontos para a vida, temos em contrapartida escolas caindo, o país ocupando o 38 lugar entre 44 países do Pisa e professores desacorçoados.
O problema é fator desencadeante de discussões acadêmicas e propostas governamentais, mas, tudo isso poderia ser resolvido com um pouco mais de atenção para com nossa educação.
Falo isso em relação às propostas mostradas pelos governos estaduais e o governo federal para essa Pasta. É notória a preocupação de todos em relação ao fato, mas o direcionamento é que está  conflituoso. Precisamos primeiramente arcar com o problema do salário dos professores que está defasado há muito tempo. O governo federal propôs um piso , porém está ainda aquém da realidade e, em muitos estados, há a dificuldade de caixa  para pagar esse piso. O que deveria ser feito era o próprio governo federal aumentar esse piso em 100% e ajudar os estados e municípios a pagarem esse salário. 
Daí equipar as escolas, construir mais salas de aula, melhorar o transporte escolar e a merenda e ainda, modificar o sistema de ensino, de uma forma geral, onde os professores tivessem, realmente, o domínio disciplinar sobre os alunos.
Condições para isso o país tem, basta querer. Destarte nossa educação melhoraria e teríamos um status de país de primeiro mundo no quesito educação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário