abadiaemfoco

quarta-feira, 11 de junho de 2014

Enfim! A copa chegou!


Nesta quinta começa a Copa do Mundo de Futebol em terras brasileiras. O país vai, parcialmente, parar. O jogo da seleção brasileira contra a Croácia abrirá o evento, no estádio Itaquerão em São Paulo com a promessa de ser o início da maior competição futebolística vista até hoje.
Mesmo que o país ainda não esteja no padrão Fifa, a disputa irá movimentar bilhões de reais e atrairá a atenção de todo o mundo. Serão dias de festa, alegria, folgas e manifestações.
Sim! Haverá manifestações sim! Pacíficas ou não, elas ocorrerão. Isso porque parte da população brasileira está indignada com as mazelas existentes no país enquanto estádios suntuosos foram erguidos e/ou reformados em nossas terras.
Pode parecer hipocrisia, mas torcer contra o Brasil e contra a Copa do Mundo é um fato que será consolidado por milhares de cidadãos brasileiros. Mesmo que isso manche a imagem do país lá fora ainda mais.
Há uma divisão filosófica e sociológica quanto ao fato de homens e mulheres, que são brasileiros, torcerem para a ruína do evento. É certo que lutamos para que a Copa ocorresse aqui, porém ninguém esperava que tanta injustiça e tanta corrupção haveria em torno deste evento.
Há um lado no brasileiro que quer ver a seleção brilhar; Neymar, Jô, Fred, Bernard e cia se destacarem; o país ser um anfitrião belíssimo e nossa imagem ser melhorada lá fora. Por outro lado há a desesperança no olhar do cidadão tupiniquim, principalmente no mais humilde, pois não temos o mesmo sucesso na educação, na saúde, no transporte público, na política...
Destarte, será preciso muito discernimento e cuidado para tomarmos uma direção a partir desta abertura da Copa do Mundo. Pois, certamente, será um marco na história deste país. E que Deus olhe por nós, não no futebol, mas sim em todas as nossas necessidades.
Avante Brasil!



Um comentário:

  1. A sua colocação foi muito acertada. Estou com medo é da reação da ´população nos grandes centros. Mas com ajuda de Deus tudo vai dar certo.

    ResponderExcluir