abadiaemfoco

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Martinho Campos em chamas


O calor infernal que faz em Minas, aliado à vegetação seca tem trazido vários focos de incêndio para a zona rural do município de Martinho Campos, prejudicando o meio ambiente, a agricultura , a pecuária e diminuindo as matas ciliares dos córregos e riachos que abastecem os rios  Pará, Picão, Lambari e São Francisco. Uma desolação só, que mais parece um filme de guerra.
Claro que o fogo pode ocorrer de causas naturais, acidentais, químicas, físicas ou biológicas, mas o que acontece em nossa região tem todas as características de ser por mãos humanas, quiça até mesmo ações criminosas.
Considerada a função mais importante do combate de incêndios, a prevenção,  para ser efetiva precisa ser praticada constantemente. O objetivo maior é impedir a ocorrência de incêndios que tem causa de natureza humana, e impedir a propagação de incêndios que não podem ser evitados. Os instrumentos mais utilizados na prevenção são: Educação da população; aplicação da legislação; eliminação ou redução das fontes de propagação do fogo.
Precisamos urgentemente barrar esses focos e para isso devemos estar atentos a tudo o que acontece a nossa volta. Fazer aceiros demarcando terrenos é uma boa saída para não se propagar o incêndio; conscientizar as crianças e os adolescentes para que sejam eles os principais protetores de nossas matas; denunciar atos de vandalismos e combater os focos (quando possível e com segurança).
Enquanto a chuva não vem todo cuidado é pouco!


Nenhum comentário:

Postar um comentário