abadiaemfoco

quinta-feira, 2 de julho de 2015

Então é Julho

As noites de julho em Martinho Campos são incomparáveis, pois temos um céu alegre e uma paisagem exuberante, além é claro de um povo muito hospitaleiro e festivo.
Outrora era ainda melhor. Quem se lembra dos fatos que agora vou citar, certamente embarcará numa viagem nostálgica pela história e vida de nossa “Badia”.
Nos tempos idos a diversão dos jovens martinho-campenses era passear pela praça da matriz depois da Santa Missa, principalmente aos sábados e domingos. A praça ficava lotada, tendo às vezes que obedecer a um trânsito de pedestres em mão e contramão.
Um dos encantos da referida área era a plantação de uma árvore redonda (e seca por dentro) que circundava todo o perímetro da praça. Também havia o canto (próximo ao que hoje é a Secretaria Municipal de Educação) onde os namorados tinham o privilégio de ficarem mais “a sós”. E é justamente próximo a este “canto” que ficava a bela  Fonte Luminosa, com suas luzes multicores a enfeitar a água e o espaço circular da Praça da Matriz.
A criançada adorava ver a água naquela fonte, mudando de cor a cada momento que as luzes se alternavam num vai e vem frenético de luz e alegria. Era um despertar para a vida que hoje só existe em fotos e nas memórias dos mais vividos.
Além dessa riqueza havia ainda o “Cine Abadia” que exibia os filmes para os jovens e adultos da época. E, para se chegar ao cine, tínhamos que atravessar a Avenida que outrora era de pedras. Um tempo de tranqüila felicidade, estipulada em  filmes de John Wayne, Elizabeth Taylor, Kirk Douglas, Doris Day....
Existiam também os bailinhos realizados no prédio onde hoje é o Fórum, sob a batuta do conjunto “The Impossibles”, sucesso total dos tempos áureos de nossa querida Martinho Campos.

Lembranças que nos fazem viver  bem  o presente, pensando num futuro melhor; para nós e nossas famílias.



Nenhum comentário:

Postar um comentário