abadiaemfoco

sábado, 22 de outubro de 2016

A polêmica e a Praça/A voz do povo é a voz de Deus

Em todas as pequenas cidades de Minas o ponto de encontro, certamente, é a praça. É o lugar onde as pessoas vão, faça chuva faça sol. É o point daqueles que querem andar e conversar, encontrar pessoas, sem rótulos, sem obrigações. É o lugar cultuado pelo povo nativo, pelos visitantes e pelos munícipes ausentes.
A Praça existe por si só. Não precisa de documento, ingresso, dinheiro para nela entrar. A praça não tem relógio, não tem hora marcada, não fecha. Ela é democrática e além de tudo enfeitada de cores e de verde.
A "nossa" praça realmente é linda. Com um desenho bonito, recoberta por árvores frondosas, flores e muito verde. Ela encerra ao fundo a belíssima Matriz de Nossa Senhora da Abadia. Juntamente com a Igreja a praça é o principal cartão postal da nossa querida Martinho Campos. Orgulho de seus moradores e patrimônio da cidade.
Todavia, há algum tempo, boatos dão conta que ela será reformada, que algumas coisas serão mudadas. Certo é que já existe uma intervenção sendo feita (retirada dos pingos de ouro).
Algumas pessoas são a favor de uma reforma, outras não. 
Acredito, particularmente, que a praça precisa de uma revitalização, porém sem mexer na estrutura (desenho original) dela.
A polêmica se generalizou pela falta de informação sobre esta "pseudo-reforma". Ninguém fala sobre projeto, ou mesmo sobre um croqui. Não sabemos se pessoas especializadas (meio-ambiente, paisagismo, engenharia, urbanismo etc) estão por trás do mesmo. E isso realmente alerta a população que quer o melhor para o lugar.

O abadiaemfoco também espera uma informação por parte de quem de direito para que possamos aqui publicar e expressar nossas opiniões, sempre ouvindo as pessoas. Pois numa sociedade democrática, "a voz do povo é a voz de Deus".





Nenhum comentário:

Postar um comentário