abadiaemfoco

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Pagando sem receber o serviço completo....

Leia o trecho da reportagem do jornal "O Tempo" de quarta-feira passada:

"As prefeituras de Montes Claros, no Norte de Minas, e Sabará, na Grande Belo Horizonte, acusam a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) de não cumprir os contratos de tratamento de esgoto com os municípios. Em Sabará, na região metropolitana de Belo Horizonte, há uma cobrança de taxa por um serviço não prestado. A alegação é da prefeitura da cidade, que notificou a companhia solicitando a suspensão da cobrança pelo tratamento de esgoto. A taxa, cobrada desde julho, é de 50% sobre o valor da conta de água."
Descaso. Somente 36% do esgoto gerado nas cidades recebe tratamento; o restante é despejado no meio ambiente, contaminando solo, rios, mananciais e praias
Você amigo martinho-campense não notou nada de similar com nossa situação no que diz respeito ao esgoto de nossa cidade? Pois é! A mesma coisa acontece por aqui onde o tratamento de esgoto ainda não está completo e a Copasa cobra pelo serviço.
Não existem ainda as ETEs e nosso esgoto (como já falei milhares de vezes) está indo para os leitos do córrego do Bambé  e do Rio Picão, ambos afluentes do Velho Chico, Rio da Integração Nacional.
E o poder público municipal podia, ao menos, exigir que a Copasa pare de cobrar pelo que não é realizado. Mas parece que não conhecem o problema e aí, meu amigo, quem paga a conta somos nós.
Mais uma vez peço aos leitores e cidadãos atuantes de nossa cidade que cobrem dos políticos eleitos de nosso município providências quanto ao assunto, senão um dia teremos um rio Tietê aqui em Martinho Campos e ainda pagando caro por isso!

Córrego do Bambé

Nenhum comentário:

Postar um comentário