abadiaemfoco

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Mais partidos para quê?


Eu não sei o que estes políticos têm na cabeça! Qual a necessidade de se criar mais um partido, se no Brasil já tem tantos? Qual a intenção destas pessoas ao inflar ainda mais o cotidiano partidário desta nossa já sofrida nação?
Agora, segundo a mídia, com a criação dos partidos “Solidariedade” e “Partido Republicano da Ordem Social” fomos para um total de 32 legendas. Um absurdo.
Por essas e outras que sinto saudades de quando só se falava em “ARENA” (Aliança Renovadora Nacional ) e “MDB” (Movimento Democrático Brasileiro). Parece que era mais saudável e lícito. Essa quantidade de partidos hoje existentes, na minha modesta compreensão política, só nos traz desgaste e mais propaganda eleitoral.
O pior é que a maioria dos partidos, depois, coliga com os “maiores” (tipo PMDB, PSDB, PT....) e não mostram coerência nenhuma com os ideais propagados quando de sua criação. Resumindo, são meros coadjuvantes num processo político intrínseco e muito cansativo para a população em geral.

Em comparação, seria como se o Estado de Minas Gerais tivesse, além de Atlético , Cruzeiro e América, mais trinta times de grande porte. A torcida não saberia nada de nenhum e torceria para aqueles que “coligassem” mais, ou pior, com aqueles que tivessem mais condições financeiras ou nome! Um verdadeiro disparate essa quantidade de partidos no Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário