abadiaemfoco

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Tomô


No tempo que já se foi e não volta mais, havia um político (eleito) em nossa Martinho Campos muito "metido". Queria um selo com sua foto para marcar o seu primeiro semestre de governo municipal. Ele exigiu um selo de altíssima qualidade. Os selos são criados, impressos e vendidos. O fulano fica radiante! Mas em poucos dias ele fica furioso ao ouvir reclamações de que o selo não adere aos envelopes. O dito cujo então convoca os responsáveis e ordena que investiguem o assunto. Eles pesquisam as agências dos Correios  e relatam o problema ao nobre político. O relatório diz: 'Não há nada de errado com a qualidade dos selos. O problema é que o povo está cuspindo do lado errado.'

Nenhum comentário:

Postar um comentário